Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Artigos TécnicosA evolução em ingredientes antirrugas de expressão

A evolução em ingredientes antirrugas de expressão

  • Written by:

As rugas de expressão aparecem como resultado de anos de micro contrações musculares repetitivas quando sorrimos, rimos, choramos ou levantamos as sobrancelhas.

Há muito tempo as pessoas tentam combater as linhas de expressão, seja evitando sorrir demais ou franzir a testa, seja através do uso de cosméticos ou visitas às clínicas de estética, mas nenhuma das alternativas, até agora, boa o suficiente para a liberdade de expressão. O aparecimento de linhas finas conhecidas como linhas de expressão resulta de um excesso de expressões faciais repetidas.

Vários métodos estão sendo usados para evitar seu aparecimento ou até para removê-las. O mais definitivo de todos é o uso de injeções de neurotoxinas que paralisam os músculos faciais. As consequências podem variar de não obter uma expressão facial natural, a graves complicações de saúde quando a aplicação não é realizada por um profissional.

Existe uma alternativa muito mais segura no mercado que é o uso de ingredientes cosméticos que atuam no neurônio ou no músculo, modulando a contração muscular, sem paralisá-la.

Uma contração muscular é iniciada quando um estímulo chega ao neurônio, seguido por uma mudança na polarização e um potencial de ação é produzido. Em seguida, as proteínas clássicas SNARE (Sintaxina, VAMP e SNAP-25) se agrupam para formar o complexo SNARE, que permite que uma vesícula contendo acetilcolina-ACh (neurotransmissor), se funda com a membrana do neurônio e libere ACh na sinapse. Essa ACh se liga ao seu receptor na superfície da célula muscular, induzindo uma despolarização, seguida pela liberação de íons cálcio do retículo endoplasmático para o sarcoplasma, onde se liga à troponina, permitindo o deslizamento da ponte cruzada de actina-miosina (contração muscular).

Atualmente, no mercado cosmético, existem alguns ingredientes trabalhando a modulação das contrações musculares faciais, mas isoladamente, seja no pré-sináptico (neurônio) ou no pós-sináptico (músculo), de forma a suavizar as rugas de expressão.

Apresentamos o Munapsys™, um peptídeo inovador e único, semelhante à toxina botulínica, desenvolvido através do design In silico e em colaboração com especialistas em neurociência. É o primeiro ingrediente cosmético capaz de atuar tanto nas vias pré e pós-sinápticas da contração muscular, quanto em uma nova Proteína SNARE (Munc-18).

Munc-18 é uma novidade no discurso cosmético e é uma proteína essencial para a formação do complexo SNARE. A Munc-18 deve se ligar à Sintaxina para permitir a ligação com SNAP-25 e VAMP.

O Munapsys™ compete com o Munc-18 por seu posicionamento no local de ligação da Sintaxina, obstruindo a formação do complexo SNARE e, como consequência, a liberação do neurotransmissor acetilcolina (ACh) na sinapse.

Testes in vitro mostraram que ele bloqueou o processo de ligação Munc-18 / Sintaxina em 37% e reduziu a liberação de 16% menos ACh comparado ao benchmark pré-sináptico.

Quanto à eficácia da via pós-sináptica, o Munapsys™ diminuiu a expressão genética de proteínas envolvidas: no agrupamento de ACh (este é um passo fundamental para a ligação com ACh), na despolarização das células musculares, na mobilização de Ca+2 (do retículo endoplasmático ao sarcoplasma) e no deslizamento da ponte cruzada de actomiosina.

Fig 1. Eficácia pós-sináptica do Munapsys™

Munapsys™ também mostrou modular a contração muscular em uma co-cultura de neurônios e células musculares humanas, com uma boa recuperação após a remoção do ingrediente ativo, demonstrando não paralisar o músculo. Além disso, seu desempenho foi melhor do que o benchmark pré-sináptico, mesmo em uma concentração mais baixa.

Foram realizados dois painéis com 18 mulheres entre 35 e 55 anos. O primeiro testou um creme com 3% de Munapsys™ versus um placebo, e o segundo, um creme com 5% de benchmark versus o placebo, duas vezes ao dia por 14 dias. O benchmark foi uma mistura de um pré-sináptico (acetil-hexapeptídeo-8) e um pós-sináptico (dipeptídeo diaminobutiril benzilamida diacetato).

Munapsys™ melhorou significativamente a rugosidade média (Ra), o relevo médio (Rz), a altura máxima de relevo (Rt) e a profundidade máxima de rugas aos 14 dias. Sua eficácia foi superior ao placebo em 7%, 10% e 7% em Ra, Rz e Rt. (Figura 2).

Fig 2. Imagens dos pés de galinha antes (esquerda) e após 14 dias aplicando 3% de Munapsys ™ (direita, -36,9% de profundidade de rugas)

Além disso, o Munapsys™ a 3% teve uma eficácia mais alta nas rugas do que a combinação do benchmark de 5% (Fig.3).

Fig.3. Melhoria de rugas com 3% de Munapsys ™ e 5% de benchmark

Ainda, havia mais voluntários demonstrando eficácia no creme com Munapsys™ a 3% do que com o benchmark com 5%.

Como algumas neurotoxinas estão sendo usadas para reverter a redução das comissuras dos lábios, um creme com 3% de Munapsys™ foi aplicado em 10 mulheres voluntárias com “sorrisos tristes”, como prova de conceito. Em 33% das voluntárias, Munapsys™ elevou as comissuras labiais em média 14% proporcionando um sorriso mais feliz.

Fig 4. Imagens antes (esquerda) e após 28 dias (direita, + 16,7% de elevação de comissuras labiais) aplicando o mecanismo Munapsys ™

Munapsys™ a 3% é uma inovação e atualização real na redução das linhas de expressão. Aproveite a eficácia de uma nova geração de ingredientes botulinum like. #expressyourself

O Munapsys™ (INCI: acetil-hexapeptídeo-8) é um ingrediente ativo da LipoTrue, listado pela IECIC e certificado Halal.

Para mais informações no Brasil, entre em contato com [email protected] ou visite lipotrue.com

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros