Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram

Mercado de produtos para clareamento da pele valerá US$ 8,9 bilhões em 2024

  • Written by:

O mercado global de produtos para clareamento da pele deverá atingir aproximadamente US $ 8,9 bilhões até 2024, com um crescimento anual um pouco acima de 6,5% entre 2018 e 2024, de acordo com a empresa de pesquisa norte-americana Zion Market Research.

Os produtos para clareamento da pele envolvem o uso de ingredientes sintéticos ou naturais para clarear o tom da pele ou diminuir o conteúdo de melanina da pele, deixando um tom de pele uniforme.

Vários agentes clareadores ajudam a obter um tom de pele uniforme, diminuindo a pigmentação da pele. Alguns produtos para clareamento da pele também oferecem propriedades antienvelhecimento.

Conselho Federal de Química lança campanha online para valorizar profissão

  • Written by:

Um dos desafios do CFQ é mostrar que a Química é extremamente importante para o desenvolvimento do país e que os profissionais podem atuar em diversas áreas

Mais uma corrente nas redes sociais promete engajar os cientistas do país. O Conselho Federal de Química (CFQ), que representa mais de 230 mil profissionais e empresas em todo o Brasil, lançou a campanha “#SouQuímico e “#SouQuímica” para incentivar a valorização da profissão. O objetivo é também mostrar como a classe é indispensável para garantir a qualidade dos produtos e serviços que a sociedade consome todos os dias.

Um dos desafios do CFQ é popularizar a Química e mostrar que essa é uma área fundamental para o desenvolvimento do país. As áreas de atuação são muitas: indústrias farmacêutica, de combustíveis, agricultura e meio ambiente são apenas alguns exemplos.

A qualidade da água e dos alimentos que consumimos também dependem do trabalho dos químicos. Eles são responsáveis pelo processo de reuso da água e pela criação de produtos biodegradáveis. Segundo o CFQ, as inovações trazem melhorias no processo industrial, diminuem o uso de recursos naturais e economizam energia.

O profissional que quiser participar da iniciativa pode colocar em sua foto de perfil do Facebook um filtro animado com a frase “#SouQuímico” estampada. No Facebook, no Twitter e no LinkedIn, a hashtag será utilizada para evidenciar as fotos que mostrarão diversas áreas de atuação da profissão.

 

 

 

 

 

 

Fonte: revista galileu 19.02.2020

Setor de cosméticos organiza missões a nações árabes

  • Written by:

Abihpec divulgou agenda em parceria com a Câmara Árabe

A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) realizou no dia 17/02 um workshop sobre os Emirados Árabes. O evento ocorreu em São Paulo e teve apoio da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. A capacitação para empresas brasileiras interessadas em negociar no país do Golfo englobou os temas Mercado e Tendências, Temas Regulatórios, Comércio Exterior, Aspectos Culturais e Negociação e o Projeto BeautyCare Brazil.

Na oportunidade, Karen Mizuta, consultora de negócios internacionais da Câmara Árabe, apresentou junto a Gueisa Silvério, da Abihpec, uma agenda de parceria entre as entidades. O cronograma prevê missões ao mundo árabe, incluindo eventos nos Emirados, Egito e Arábia Saudita. A missão empresarial aos Emirados Árabes Unidos e Egito, por exemplo, vai aproveitar a ida dos empresários para a Beautyworld Middle East, que ocorre em Dubai entre 31 de maio e 02 de junho, para gerar mais oportunidades aos brasileiros.

A viagem vai se estender até alguns dias após a feira, trazendo visitas técnicas em paralelo ao evento nos Emirados, e incluindo novas reuniões e visitas no Cairo, capital egípcia. Mizuta destacou que a missão é aberta tanto para quem for expor na feira, quanto para empresas que queiram acompanhar apenas a agenda paralela. Para mais informações é preciso entrar em contato com a área comercial da Câmara Árabe.

Outros eventos que estão no planejamento da Abihpec e da Câmara Árabe são o seminário ‘Mercado potencial e aspectos regulatórios’, sobre o Egito, que ocorrerá na sede da Câmara Árabe no dia 24 de março. Na data, será assinado um memorando entre as duas entidades para firmar a parceria delas no setor. E entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, a Câmara Árabe organiza uma missão à feira BeautyWorld Saudi Arabia, com apoio da Abihpec.

Ainda durante o workshop, a gerente de inteligência da área de mercado da Abihpec, Elaine Gerchon, reforçou a importância no setor de cosméticos nos Emirados. “O país é o segundo maior consumidor de cosméticos da Liga Árabe. Nesse setor, podemos dividir em quatro categorias que são perfumaria, cabelo, cuidados com a pele e maquiagem e cada uma tem a suas tendências”, apontou ela.

Dentre as demandas citadas por Gerchon, estão produtos para cabelo com ingredientes naturais, perfumes premium, produtos para cuidados com a pele com uma visão mais holística, unindo bem-estar com beleza, em linhas anti-estresse, anti-idade e de limpeza profunda. Já em maquiagem, a especialista destacou os produtos labiais como o foco de trabalho do setor em 2019. Em comum as categorias têm o crescente envolvimento com a internet. “As blogueiras influenciam a decisão de compra dos consumidores árabes. As pessoas estão se informando mais e a transparência é cada vez mais importante”, concluiu a gerente, lembrando também que há muitas marcas nacionais abrindo e-commerces nos Emirados.

Já sobre Aspectos Culturais e Negociação, a gerente de inteligência de mercado da Câmara Árabe, Ana Becker, pautou as melhores formas de estabelecer contato com os árabes, assim como o ritmo das negociações com os empresários destes países.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Anba 17.02.2020

Pampers lança campanha “Compartilhe o amor” após estudo

  • Written by:

Pesquisa revela que 9 em cada 10 mães preocupam-se por não estar fazendo um bom trabalho

Mães colocam tudo o que têm em amar e cuidar de seus bebês. No entanto, em uma nova pesquisa da Pampers realizada entre mães, 9 em cada 10 se preocupam com o fato de não estarem fazendo um bom trabalho.

Em outra pesquisa realizada na América do Norte, muitas afirmam ser seus piores críticos (86%). Para mostrar apoio às mães em todos os lugares, Pampers está iniciando um movimento: “Compartilhe o amor”. Juntando-se a Pampers estão a atriz, empreendedora e a nova mãe Shay Mitchell, juntamente com a consultora criativa Pampers, Chrissy Teigen, para alimentar a discussão.

Pampers está lançando luz sobre essa realidade dos pais e iniciando esse movimento para ajudar as mães a exigirem menos de si mesmas e incentivar outras pessoas a mostrar apoio com pensamentos positivos de afirmação.

Pampers também está estreando hoje um novo filme que retrata essa experiência compartilhada com as mães e incentiva todos nós a lembrar às mães que estão fazendo um ótimo trabalho.

“Na Pampers, nossa missão é cuidar do desenvolvimento feliz e saudável dos bebês e educar os pais que cuidam deles”, disse Fama Francisco, CEO Global Baby Care and Feminine Care, Procter & Gamble. “Como mãe, sei como é fácil criticar a nós mesmos, principalmente nos primeiros anos. E agora que meus filhos cresceram e se comunicaram comigo como sempre se sentiram amados, percebo o quanto minha crítica interior era inútil. É por isso que sou apaixonada por esse programa #SharetheLove e pela oportunidade que oferecemos para lembrarmos a todas as mães que, aos olhos das pessoas que ela ama e das pessoas que a amam, ela está indo muito bem”.

Apps de paquera moldam o consumo dos solteiros e impactam vendas de cosméticos

  • Written by:

As ferramentas de paquera e namoro digitais não estão transformando apenas a maneira como as pessoas se conectam, mas também a forma como solteiros e solteiras gastam seu dinheiro e moldando a natureza dos gastos das famílias. É o que diz um investidor interessado nesse setor emergente.

“Está mudando praticamente tudo, se você pensar em todas as coisas em que as pessoas gastam dinheiro em torno de encontrar um parceiro romântico, cortejando-as, casando-se, tendo filhos”, afirma Daniel McMurtrie, 28, o jovem cofundador e CEO da Tyro Capital Management, um fundo de ações de Nova York.

McMurtrie acompanhou a maré crescente das pessoas que buscam um parceiro online “de um tipo de categoria de nicho, que foi uma piada para algumas pessoas, sendo a forma dominante de namoro”.

De acordo com um estudo recente do Pew Research Center, 30% dos adultos norte-americanos usaram um aplicativo ou site de namoro. Para pessoas com menos de 30 anos, o porcentual aumenta para 50%.

A proliferação de smartphones e a facilidade de usar aplicativos mudaram o jogo. O usuário só precisa colocar uma pequena quantidade de informações pessoais para começar a ver fotos de parceiros em potencial. Um simples arrastar de dedo pode demonstrar interesse, e, se for recíproco, iniciar uma conversa.

O custo financeiro de se marcar um encontro diminuiu drasticamente, bem como o gasto de tempo com encontros e rejeições. “Historicamente, as pessoas namoraram dentro de seus círculos sociais, seus amigos, sua família, sua igreja, seus grupos sociais”, disse McMurtrie. “Isso realmente é cerca de cem, 200 pessoas no máximo”, calcula.

Os preconceitos sociais também foram reduzidos. “Se você namora alguém que é amigo de um amigo e não dá certo, isso pode ser muito estranho”, comenta. “Como todos podem marcar vários encontros instantaneamente por meio de um aplicativo, não faz mais sentido correr esse risco”, observou McMurtrie, que publicou um trabalho de pesquisa sobre o fenômeno em novembro.

As gerações mais jovens podem não ter dinheiro para comprar uma casa, e testar a vida de casados antes de se separar é menos complicado se você pagar apenas o aluguel, e não uma hipoteca pesada.

Atualmente, os casais nos EUA tendem a se casar mais tarde e a se divorciar menos. Incertezas econômicas e educacionais mais longas são frequentemente citadas como motivos para esse atraso, mas McMurtrie acredita que encontros marcados pela internet também desempenham um papel nessa mudança.

“As pessoas estão (…) namorando mais, encontrando mais pessoas e entendendo melhor quais são suas preferências e com o que conseguem ou não lidar em uma relação de longo prazo”, afirmou.

Venda de cosméticos

Essa evolução traz um impacto econômico “porque está elevando o gasto com consumo”, diz Daniel McMurtrie. Ele aponta para o boom dos produtos cosméticos para homens como um exemplo: sua teoria é que os cremes para a pele dos homens e os produtos para o cabelo e barba voam das prateleiras em parte porque os homens querem parecer mais atraentes nas fotos de perfil de aplicativos de relacionamento.

Por outro lado, as vendas de perfumes não foram afetadas da mesma maneira porque “você não pode cheirar uma selfie”. “Tudo está ficando com uma pegada do Instagram”, compara.

Os principais players do mercado, como Tinder, Bumble ou Hinge, ganham dinheiro oferecendo assinaturas que dão aos usuários acesso a mais recursos ou mais visibilidade de perfil. As maiores oportunidades, no entanto, segundo McMurtrie, estão em parcerias com restaurantes, locais de entretenimento e lojas de roupas e cosméticos.

“Para ir a um encontro em Nova York, você gasta pelo menos US$ 100, talvez US$ 200”, disse McMurtrie. “Agora, o Tinder ganha 59 centavos de dólar por usuário pago. Portanto, a questão é (…) que porcentual desses US$ 100 o Tinder pode receber se ajudar a facilitar essa transação?”.

Segundo ele, não há muita pesquisa financeira sobre o assunto porque “ferramentas digitais de relacionamento são inerentemente um tópico relacionado ao sexo”.

 

 

 

 

 

Fonte: O Tempo 14.02.2020

Unilever inicia revisão de marcas de beleza

  • Written by:

A gigante de produtos de consumo Unilever iniciou uma revisão estratégica das suas marcas de beleza.

A empresa continuará a operar neste mercado, com a sua maior divisão operacional a ser a de cuidados pessoais, mas é provável que algumas marcas com baixo desempenho ou com potencial limitado sejam vendidas.

De acordo com informações publicadas pelo The Times, a empresa, proprietária da marca Dove, deverá demorar até um ano para concluir a sua revisão, que ocorre num momento em que o negócio enfrenta um crescimento mais lento do que o esperado, embora continue com um desempenho forte globalmente.

Nos últimos anos, a empresa adquiriu inúmeras marcas de beleza e agora possui um portfólio que inclui mais marcas de luxo como Hourglass e Tatcha, além das suas marcas destinadas ao mercado de massa.

Como mencionado, não há nenhuma evidência de que queira reduzir a sua presença no setor da beleza. A revisão faz parte de um processo geral que analisa as marcas de crescimento mais lento no portfólio. A empresa já vendeu algumas de alimentos e o negócio de chá também pode estar a ser revisto.

As marcas de beleza e cuidados pessoais da Unilever incluem Alberto Balsam, Vaseline e Simple, que no ano passado representaram 42% de faturamento total do grupo de mais de 18 mil milhões de libras. A Simple é declaradamente uma das marcas que podem ser vendidas após a revisão.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Fashion Network 18.02.2020

Comércio eletrônico brasileiro fatura R$ 61,9 bilhões em 2019, crescimento de 16,3% sobre 2018

  • Written by:

O ano de 2019 fechou com alta de 16,3% nas vendas do comércio eletrônico, com faturamento de R$ 61,9 bilhões, enquanto em 2018 foi de R$ R$53,2 bilhões.

O número foi impulsionado pela breve retomada da economia e também pelo fortalecimento do segmento de e-commerce no país. Segundo a Ebit|Nielsen, referência em análises do comércio eletrônico no Brasil, o número de pedidos no ano também foi maior que no anterior, totalizando 148,4 milhões de compras em 2019 frente a 122,7 milhões.

Mas se o faturamento e os pedidos aumentaram, o valor médio do ticket foi menor: de R$434 para R$417, queda de 3,9%. Esse movimento pode ser verificado nos dias do evento da última edição da Black Friday, quando as vendas aumentaram, porém o valor médio de desembolso foi menor na comparação com 2018.

O número final de 2019 superou a projeção do Webshoppers 40º (estudo de maior credibilidade sobre o comércio eletrônico brasileiro e a principal referência para os profissionais do segmento), que era de R$ 59,8 bilhões.

“Na análise dos últimos relatórios da Ebit|Nielsen, percebemos uma tendência de aumento do volume de compras via internet, com vendas cada vez maiores pelo canal mobile, como aconteceu na Black Friday – momento em que 55% dos pedidos foram feitos por meio de celulares e tablets. Isso, consequentemente, leva a um tíquete médio menor. Ou seja, temos um crescimento na frequência de compras, impulsionado por categorias de consumo mais dinâmicas”, explica Roberto Butragueño, Diretor de Atendimento ao Varejo e E-commerce, Nielsen Brasil.

Vale destacar que esse crescimento no e-commerce deve se manter em 2020, com uma expectativa de faturamento de R$ 74 bilhões, puxado pela entrada de novos players, principalmente do setor de Alimentos e Bebidas. Essas categorias, segundo Ebit|Nielsen, têm garantido a participação de um consumidor mais frequente nas compras online.

Mercado de colágeno dispara

  • Written by:

À medida que as categorias de beleza, bem-estar e saúde se fundem, uma nova vida é inspirada na indústria de suplementos, à medida que os consumidores estão adotando o conceito de beleza de dentro para fora e procurando alternativas à medicina ocidental tradicional.

O colágeno tornou-se um ingrediente muito procurado nas comunidades de bem-estar e beleza, com produtos na forma de pós, pílulas e cremes.

“É algo sem precedentes que vimos um crescimento tão forte em uma categoria ano a ano”, diz Claire Morton Reynolds, analista sênior da indústria do Nutrition Business Journal, sobre o sucesso do colágeno. Reynolds observa uma série de fatores para o crescimento do colágeno, incluindo benefícios completos. Mais do que tudo, porém, “o colágeno tem sido muito fácil para as pessoas se integrarem em suas vidas diárias”.

O mercado global de colágeno foi avaliado em US $ 4 bilhões apenas três anos atrás. Agora, espera-se um crescimento de US $ 6,5 bilhões até 2025. O colágeno é a estrela da indústria de suplementos de US $ 31 bilhões dos EUA.

O colágeno constituía 1% do mercado de suplementos de beleza apenas cinco anos atrás, segundo o Nutrition Business Journal. Hoje são 9%.

 

 

 

 

 

Fonte: Beauty Matter 19.02.2020

Mercado de cosméticos naturais e veganos tem potencial para crescer no Brasil

  • Written by:

O mercado de produtos veganos e naturais está em crescimento no Brasil. Estima-se que cerca de 14% dos brasileiros (o equivalente a 30 milhões de pessoas) sejam vegetarianos – dentro desse grupo, a projeção é que 7 milhões se enquadrem como veganos, de acordo com o Ibope Inteligência.

Conforme o Instituto Ipsos, 28% dos brasileiros têm procurado consumir menos carne. A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) conta com 2,3 mil produtos veganos certificados, comprovando itens sem ingredientes de origem animal, que não realizam testes em animais e com fornecedores que também não façam testes.

As projeções mostram que, no Brasil, somente os produtos orgânicos movimentam aproximadamente R$ 4 bilhões por ano, conforme estimativas do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica Sustentável. Cerca de um terço da população se mostra disposta a consumir esses produtos, conforme levantamento realizado no ano passado. Não à toa, há expectativa de que esses itens cresçam 20% ao ano.

O idealizador da Nesh (marca curitibana de cosméticos veganos e naturalmente artesanais), Thiago Pissaia, afirma que o mercado está em crescimento por inúmeros motivos. “As pessoas estão buscando mais a naturalidade dos produtos dos anos 1940 e 1950, como uma referência dos avós, e tendo mais informações sobre os riscos aos quais estão expostos tanto ao comer quanto ao usar produtos de higiene pessoal, como os desodorantes industriais, que têm alumínio”, afirma. “Normalmente, a primeira mudança acontece pela alimentação, partindo para outros segmentos, como o da higiene”, ressalta.

A Nesh aposta em uma diversidade de produtos – ao todo, são mais de 70 –, como sabonetes, xampus e condicionadores, produzidos com ativos naturais e sem a adição de elementos nocivos ou ingredientes sintéticos em sua composição. A empresa também desenvolveu condicionadores sólidos, sabonetes variados de frutas, sais de banho efervescentes e cosméticos com ativos naturais. Entre os cosméticos, encontram-se hidratantes, difusores, sprays de ambientes, óleos corporais, esfoliantes, desodorantes naturais, entre outros.

Os xampus, por exemplo, são livres de sulfatos, petrolatos, parabenos, gordura animal e ftalatos, oferecendo benefícios para a saúde dos fios, do couro cabeludo e, também, do meio ambiente, já que os resíduos que são despejados na natureza não são prejudiciais. Toda a linha produzida pela Nesh é biodegradável e embalada com celofane vegetal e papel reciclado, usando pouca ou quase nenhuma embalagem plástica. A empresa já conta com a certificação IBD (maior certificadora da América Latina para produtos orgânicos) e está atuando para obter a chancela da SVB para os itens veganos. “Estamos no andamento burocrático”, diz Pissaia.

Diferentes públicos

A percepção de Pissaia é que o público está cada vez mais preocupado com o impacto ambiental e em seu próprio corpo do uso de produtos industrializados. No entanto, há, ainda, uma divisão nas lojas. O grupo dos veganos ou pessoas já acostumadas a usar os produtos naturais e aqueles que ainda estão considerando essa opção, buscando entender as diferenças.

“É uma mudança de consciência da sociedade como um todo. Já há o público das pessoas mais voltadas à natureza e ao próprio cuidado pessoal. Elas conhecem o produto, seu preço e seus benefícios: sabem o valor que existe em nossas composições”, diz o criador da Nesh. “Quem não tem muito contato ainda fica mais receoso. Até mesmo porque, às vezes, um produto natural, como os xampus, precisa passar por um período de transição”, completa Pissaia.

 

 

 

 

 

 

Fonte: surgiu.com 19.02.2020

Natura Tododia lança Amora Vermelha e Jabuticaba

  • Written by:

Linha 100% vegana conta com nova fragrância envolvente e fórmula inovadora e inteligente, que se adequa às necessidades de cada pele.

Natura Tododia, a marca nº1 em hidratantes corporais no Brasil, dá as boas vindas à nova linha Tododia Amora Vermelha e Jabuticaba.

Com um portfólio completo de cosméticos para cuidados pessoais corporais, os produtos têm fragrância exótica, sedutora e multifacetada, que une as notas frutais da romã, amora vermelha e jabuticaba e as florais de jasmin transparente e magnólia ao aroma adocicado do musk, instigando os sentidos.

O produto destaque da linha é o Creme Nutritivo Desodorante para o Corpo, com textura cremosa, é 100% vegano, composto por 94% de ingredientes naturais e possui nutrição prebiótica, protegendo e mantendo o equilíbrio da flora da pele. Além disso, garante uma nutrição personalizada, estimulando a reposição de nutrientes de acordo com o tipo e necessidade de cada pele, além de trazer o resultado comprovado: Pele 4X mais hidratada e 2X mais firme* (quando comparado com fórmula sem tecnologia de nutrição prebiótica).

Natura Tododia foi relançada no ano passado e trouxe novidades: todos os produtos da marca agora são 100% veganos e os cremes tem fórmula inteligente pela nutrição prebiótica.

O creme nutritivo, que se adapta às necessidades de cada pele, possui combinação exclusiva de ingredientes naturais, como manteiga de cacau e óleo de linhaça, além de prébióticos, que alimentam a pele com o que ela precisa para se equilibrar. “Cada pessoa possui a sua microbiota, como uma impressão digital, e ela pode mudar conforme as estações, o vestuário, a exposição do corpo, ou os hábitos de higiene”, explica Luciana Vasquez, gerente científica da Natura. A mudança da pele também é observada de acordo com outros fatores, como idade, clima, local e até mesmo o estado emocional. “A tecnologia inovadora e inteligente de Tododia amplia o conceito atual de mercado sobre hidratação, que hoje é segmentado por fragrância e tipo de pele. A fórmula de Tododia se adapta à necessidade de cada pele e preza pela sua saúde, indo além da hidratação, pois também nutre, protege e mantém o equilíbrio da microbiota da pele”, explica Liliane Lima, diretora da marca Tododia.

Para comunicar o lançamento da nova linha Amora Vermelha e Jabucaticaba, a marca traz pela primeira vez uma websérie online produzida para veicular diariamente nos Stories do perfil da marca no Instagram, seguindo o conceito “Sua pele vive mudando com você”. Intitulada “Mudando todo dia com Natura Tododia”, a websérie se passa duas semanas antes do Carnaval e mostra Ju, uma jovem insegura e tímida, querendo mudar tudo depois de se sentir desconfortável com o corpo ao experimentar sua fantasia. Já Gabi, personagem inspirada em uma Consultora de Beleza Natura, encara a situação de maneira diferente, de um jeito mais leve e descontraído. Gabi acaba ajudando sua amiga a buscar pequenas reconciliações com o corpo em situações cotidianas. Ao todo, são 14 episódios nos Stories e cada um deles será contextualizado com o dia da postagem, com situações como um #tbt às quintas-feiras e uma festa na sexta-feira à noite.

A linha Tododia Amora Vermelha e Jabuticaba começa a ser vendida em fevereiro.

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros