Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram

Boticário estuda comprar Coty, diz presidente

  • Written by:

Segundo Artur Grynbaum, o grupo analisa oferta pela Coty para aumentar participação na categoria de cuidados com os cabelos e estrear em supermercados

O Grupo Boticário analisa oferta pela Coty no Brasil para aumentar sua participação na categoria de cuidados com os cabelos e estrear em supermercados com a venda de produtos, disse Artur Grynbaum, presidente da fabricante brasileira, ao Valor.

“Estamos analisando esta oportunidade, mas não significa que temos a obrigação de comprar”, afirmou o executivo. A intenção do Grupo Boticário seria continuar com a distribuição de marcas internacionais da Coty no país, como Wella.

Caso a operação realmente aconteça, os ativos da fabricante de bens de consumo francesa ficariam dentro da unidade de negócios Multi B, responsável pela distribuição de produtos para redes multimarcas como farmácias e perfumarias.

Perguntado sobre a fonte dos recursos para uma transação como esta, Grynbaum disse ao Valor que a companhia poderia captar uma parte no mercado e também utilizar capital próprio. “Não teríamos dificuldade para obter recursos junto aos bancos. Temos uma boa classificação de risco”, acrescentou o executivo, que controla o Grupo Boticário com Miguel Krigsner.

A Coty é a oitava maior fabricante de produtos de higiene pessoal do país, à frente da Johnson & Johnson e da Beiersdorf, dona da Nivea. Em 2015, a Coty comprou a divisão de cosméticos da Hypermarcas, atual Hypera, por R$ 3,8 bilhões.

Grynbaum afirmou que a Coty ainda não disponibilizou as informações sobre a operação no Brasil, mas que as propostas serão recebidas pelo Credit Suisse até março. A unidade foi colocada à venda em outubro de 2019, junto com produtos para uso profissional em salões e cuidados com os cabelos.

Receita sobe

O Grupo Boticário informou que, em 2019, obteve receita bruta de R$ 15,3 bilhões, um crescimento de 11,7% em relação ao ano anterior. O valor inclui o faturamento do e-commerce Beleza na Web. Sem considerar a aquisição da Beleza na Web, aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em novembro de 2019, a receita atingiu R$ 14,9 bilhões, avanço de 9%.

Em 2019, a indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos cresceu 5%. O grupo, dono de O Boticário, Eudora, Vult Cosméticos, Beauty Box, Multi B, Beleza na Web e quem disse, berenice?, prevê aumento de 9% na receita para este ano, disse Artur Grynbaum, sócio e presidente do Grupo Boticário.

Para este ano, a companhia prevê investimentos entre R$ 350 milhões e R$ 400 milhões, sendo que, em 2019, os aportes foram de R$ 330 milhões.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Valor Econômico 13.02.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros