Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationCiência e TecnologiaCientista desenvolve filtro solar de extratos de caroá

Cientista desenvolve filtro solar de extratos de caroá

  • Written by:

Em suas pesquisas para a produção de sua tese de doutoramento em Biotecnologia da Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio), o cientista Francisco Alberto Alencar Miranda desenvolveu um filtro solar a partir de extratos de caroá (Neoglaziovia variegata), e titânia mesoporosa.

O caroá é uma planta da família das bromeliáceas, nativa do Nordeste. Possui poucas folhas lineares e acuminadas, dispostas em roseta, inflorescência laxa com 25 centímetros de comprimento e com até 60 flores, de sépalas vermelhas e pétalas purpúreas. Suas folhas fornecem longas fibras, de grande resistência e durabilidade. Também é conhecido pelos nomes de carauá, caruá, caroá-verdadeiro, coroá, coroatá, crauá, croá e gravatá.

A titânia mesoporosa é uma substância produzida a partir do titânio com poros com diâmetro de 2 a 50 mm.

Francisco Alberto Alencar afirmou que o protetor solar é uma tendência no mercado de cosmético. No entanto, a radiação ultravioleta (UV) pode acelerar o estresse oxidativo, gerando envelhecimento precoce e câncer de pele.

Francisco Alberto Alencar falou que sua pesquisa tinha como objetivo sintetizar materiais híbridos inorgânico-orgânicos com propriedades antioxidantes e de fotoprotetora à base de titânia mesoporosa.

Segundo ele, primeiro, foi sintetizada a titânia mesoporosa. A segunda parte da pesquisa foi o preparo de extratos de caroá com solventes orgânicos (etanol, hexano clorofórmio e acetato de etila).

Francisco Alberto Alencar falou que após a obtenção dos extratos foi realizada a incorporação das fases desses materiais na titânia mesoporosa pelo método de adsorção. Testes de toxicidade, atividade antioxidante e antibacteriana e fator de proteção solar (FPS) foram realizados nos extratos e nos materiais associados.

Os resultados de atividade antioxidante, toxicidade e FPS mostraram que a fração Nv-AcOEt apresenta-se mais promissora, com melhor performance na ação antioxidante, por ser atóxica e por apresentar ótimo potencial para proteção contra radiação solar.

Na avaliação da atividade antimicrobiana, as frações etanólica e clorofórmica apresentaram maior nível de inibição contra micro-organismos testados. Ainda foram feitos fenóis totais e espectro de massa.

Os valores de pH (representação da escala na qual uma solução neutra é igual a sete, os valores menores que sete indicam uma solução ácida e os maiores que sete indicam uma solução básica), espalhabilidade e condutividade das formulações estão dentro dos padrões aceitáveis para filtro solares à base de titânio, como recomenda a Guia de Estabilidade de Produtos Cosméticos.

Francisco Alberto Alencar concluiu que a titânia mesoporosa obtida apresenta uma mesoestrutura bem ordenada de poros com partículas no formato esférico. A fase predominante na titânia mesoporosa sintetizada é a anatase e extrato bioativo de caroá que possui maior quantidade de compostos fenólicos é a fase etanólica.

Porém, dentre as frações de caroá obtidas, a que servirá para uso cosmético é a fração à base de acetato, foi a que se apresentou  como atóxica e com boa ação fotoprotetora.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Fala Piauí 25.01.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros