Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Destaque Matérias EspeciaisÉ ciência: ingredientes cosméticos ajudam a pele a se autorregenerar

É ciência: ingredientes cosméticos ajudam a pele a se autorregenerar

  • Written by:

Novos mecanismos bioquímicos são ativados para tratar as mais diversas condições da pele

Por Estela Mendonça

Com resultados percebidos pelos consumidores, como redução do ressecamento, da sensibilidade, dos estados inflamatórios, da acne, dos sinais de envelhecimento e do estresse, cresce a confiança e a adesão às rotinas de skincare para resgatar a saúde e o viço da pele jovem. A comprovação dos atributos dos ingredientes cosméticos tem contribuído para o crescimento do mercado global de produtos de cuidados para a pele, que atingiu US$ 152,942 bilhões em 2021, registrando alta de 29,7% em relação a 2016, segundo a Euromonitor International.

Com R$15,249 bilhões em vendas de produtos para a pele em 2021, que representa um crescimento de mais de 40% sobre 2016, o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking global liderado pela China, seguida pelos Estados Unidos e Japão.

No ranking brasileiro de players, a Natura&Co, que reúne Avon, Natura, The Body Shop e Aesop, ocupa com folga a liderança de mercado brasileiro, mas perdeu 1,1% de participação em 2021, em comparação com o ano anterior. Já o Grupo Boticário, com as marcas O Boticário, Eudora, Quem Disse Berenice? e Vult, que aparece na segunda posição, foi a que mais ganhou participação (2,2%), atingindo 16,1% no ano passado. A Beiersdorf, dona das marcas Nivea, Eucerin, Coppertone, na terceira posição, também ampliou seu market share de 9,6% para 10,2%.

Poder do ácido glicólico

Gustavo Dieamant, diretor executivo de P&D do Grupo Boticário, conta que parte do portfólio de Botik, marca de cuidados faciais do Boticário lançada em 2020, tem ativos na composição que atuam na autorregeneração da pele, entre eles, destaca a linha Ácido Glicólico, ativo que atua promovendo uma esfoliação química na pele. “Os benefícios e resultados na pele são inúmeros, como a redução de linhas de expressão, uniformização da textura da pele e recuperação da luminosidade natural. Além disso, o ácido glicólico estimula a formação de colágeno, que é a proteína responsável por deixar a pele com um aspecto mais elástico e resistente”.

Gustavo Dieamant, diretor executivo de P&D do Grupo Boticário

A linha conta com quatro produtos: Solução Desincrustante Facial e Geléia Concentrada de Limpeza Facial, ambos para limpeza, além de Máscara Facial Reset Noturno, que acelera a renovação celular, e Sérum de Alta Potência Facial, um renovador celular que atua removendo as células mortas da primeira camada da pele para uma esfoliação química com efeito peeling, sem descamar a pele,  “Todos os produtos que integram o portfólio da Botik foram desenvolvidos com a alga Coenochloris signiensis, que possui eficácia comprovada para aumento de hidratação na pele, diminuição de profundidade de rugas e melhora na barreira cutânea”, destaca Diamant, acrescentando que outros ativos consagrados na dermatologia também compõem a linha, como ácido hialurônico, ácido kójico, vitamina C, vitamina E, vitamina B5 e outros.

Quinoa para o corpo

Para a pele do corpo, o destaque do Grupo Boticário é a marca Nativa SPA, que conta com óleo nutritivo de quinoa que, segundo Vanessa Machado, diretora de marketing de produto da categoria corpo e banho, é capaz de estimular a produção de colágeno em 77%, importante elemento para a renovação celular. Ao acelerar e potencializar a produção de colágeno, ele ajuda na firmeza e tonificação da pele, renovação celular, nutrição, hidratação e ação antioxidante. “É importante reforçar que a produção de colágeno e a velocidade da reparação das células são atividades reduzidas com o passar dos anos. Intensificar a presença do colágeno é essencial para que a autorregeneração da pele seja normalizada, dando insumos necessários para a renovação e melhora no seu aspecto e saúde”.

Vanessa Machado, diretora de marketing de produto da categoria corpo e banho do Grupo Boticário

De acordo com Vanessa, o óleo nutritivo de quinoa passou por uma série de testes para comprovar seus benefícios e, em parceria firmada entre o Instituto Carlos Chagas (Fiocruz), a Universidade Positivo e o laboratório de métodos alternativos do Grupo Boticário, foi constatado nas amostras de pele tratadas com o ingrediente o aumento significativo de proteínas relacionadas à ação antienvelhecimento, equilíbrio (homeostasia) e regeneração tecidual, além de proteção contra radiação ultravioleta e estresse oxidativo. “Além do auxílio na autorregeneração da pele, o ativo também é essencial para a melhor retenção de água da pele, o que contribui para a hidratação, nutrição profunda, criação de barreira protetora na pele e combate à flacidez”.

O óleo nutritivo de quinoa também está presente na nova linha Nativa SPA Ginseng & Cafeína de cuidados corporais, que auxilia na redução do inchaço, problema cotidiano presente na vida da consumidora, trazendo desconfortos e interferindo diretamente no humor, bem-estar, disposição física e autoestima.

Renovação das células

Vanessa Verea, gerente de marketing da categoria facial de Nivea, observa que a pele madura precisa de cuidados redobrados, já que a produção de ácido hialurônico diminui ao longo da idade, principalmente a partir dos 40 anos, que ocasiona em uma perda de hidratação e consequentemente de elasticidade. “A linha Nivea Cellular Hialurônico Antissinais, com fórmula de alta tecnologia promove a melhora da renovação celular, proporcionando uma pele saudável, radiante e firme”, destaca.

Vanessa Verea, gerente de marketing da categoria facial Nivea

Os produtos da linha são compostos com ingredientes que atuam diretamente na saúde da pele madura: ácido hialurônico e creatina, que auxiliam no preenchimento das rugas e firmeza da pele; e extrato de magnólia, que ajuda a prolongar o poder de renovação das células. “O uso combinado dos dois produtos, Cellular Hialurônico Antissinais DIA FPS30 e o Cellular Hialurônico Antissinais NOITE, com fórmula nutritiva que contribui para renovação da pele durante o sono, reduz linhas de expressão e rugas a partir de duas semanas com máxima eficácia e a partir da quarta semana preenche as rugas, resultando em sensação de efeito lifting, pele firme e aparência saudável”.

Auto-hidratação

A Natura&Co tem vários exemplos de produtos que ajudam na autorregeneração da pele. A linha Chronos conta com o Acqua Biohidratante Renovador, com tecnologia de hidratação ativa, prebiótica e inteligente, que ativa os cinco mecanismos de auto-hidratação da pele, mantém o equilíbrio da microbiota e repara os níveis de hidratação de acordo com a necessidade de cada região do rosto.

Outro item da linha é o Super Sérum Redutor de Rugas Chronos, que traz uma associação dos prebióticos da biodiversidade brasileira (Jatobá e Casearia) com uma nova tecnologia de probióticos capaz de restaurar a estrutura da pele, reduzir rugas profundas, moderadas e finas.

Roseli Mello, líder global de Pesquisa e Desenvolvimento da Natura

“Neste produto, enquanto os ingredientes prebióticos da biodiversidade brasileira alimentam os microrganismos da microbiota natural da pele, os probióticos são uma tecnologia de adição de novos microrganismos benéficos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano. Essa combinação é capaz de estimular colágeno, elastina, ácido hialurônico e vários outros componentes importantes da estruturação e fisiologia da pele”, explica Roseli Mello, líder global de Pesquisa e Desenvolvimento da Natura.

Peeling líquido

A The Body Shop conta com o Peeling Líquido Drops Of Youth, que esfolia suavemente, retirando os resíduos e células mortas da pele, e o Sérum Concentrado Da Juventude Drops Of Youth, com mais de 98% dos ingredientes de origem natural e benefícios que provêm das células-tronco do edelweiss, cardo marítimo e do funcho do mar, para estimular a regeneração das células da pele, deixando-a com um aspecto mais suave e macio.

Preenchimento facial

Já o destaque da Avon são as Doses Concentradas de Preenchimento Facial Protinol, um potencializador de preenchimento facial que estimula a produção de dois dos principais tipos de colágeno. Uma unidade do produto contém sete doses concentradas de preenchimento facial, para ajudar a recuperar sete anos de perda de colágeno em sete dias. O resultado prometido é uma pele com aparência mais preenchida, firme e saudável.

Triplo sérum

A Lancôme apresentou este mês o Rénergie H.C.F. Triplo Sérum, um sérum facial com ação antissinais, com fórmula que combina, pela primeira vez, em um único frasco Ácido Hialurônico, Vitamina C + Niacinamida e Ácido Ferúlico. Cada ativo é mantido em uma câmara separada que o protege do ar, luz e impurezas, preservando sua eficácia antes de serem recém-fundidos a cada uso através do pump triplo. “Com este grande avanço científico, podemos determinar a melhor combinação de ingredientes ativos para moldar o potencial regenerativo da pele”, afirma Annie Black, diretora cientifica internacional de Lancôme.

Creme multirreparador

Para peles sensíveis e sensibilizadas, a Profuse, marca de dermocosméticos do Aché Laboratórios, desenvolveu o Nutrel B5, creme multirreparador calmante que oferece hidratação intensiva e reparação para o corpo e o rosto. Sua fórmula concentrada e inclui 5% de vitamina B5 (Pantenol), 5% de óleo de amêndoas doces e 30% de lanolina vegetal, além de extratos naturais (ácido oleico, linoleico, soja e karité). Juntos, esses ativos têm a capacidade de reparar e hidratar profundamente por até 24 horas. Ele pode ser usado em áreas mais ressecadas, como cotovelos, joelhos e calcanhares, lábios ressecados e fragilizados, ou para o alívio de áreas de atrito, após procedimentos estéticos, depilação e exposição ao sol.

Diabetes na pele

Para combater os efeitos da diabetes na pele, a Raavi Dermocosméticos desenvolveu o Diabet Hidra, hidratante que reúne os princípios ativos da alantoína com a manteiga de karité e os óleos de girassol e amêndoas doce para repor a hidratação e nutrição da pele seca e extrasseca, aliviando a aspereza causada pelo ressecamento.

Luana Batista, coordenadora técnica da Raavi

“A deficiência ou a falta de insulina impede a entrada da glicose nas células e prejudica de forma secundária a pele, pois a produção dos queratinócitos, também conhecidos como células da pele, é afetada, provocando sintomas como pele escurecida, ressecada, mais fina e com possíveis dermatites”, explica Luana Batista, coordenadora técnica da Raavi. “Sua fórmula de leve textura e rápida absorção, ajuda a restaurar a barreira de proteção natural da pele, retendo água por mais tempo, deixando a pele macia e saudável”.

Renovação contínua

A dermatologista Maria Clara Couto, cofundadora da Use Orgânico, lembra que a pele é o maior órgão do corpo humano, sendo a grande responsável por nos proteger de agressores externos, como o frio, a poluição e a radiação solar, além de microrganismos patogênicos. Essa ação de barreira é uma das principais funções da cútis, que atua ainda na regulação da temperatura corporal e do equilíbrio hidroeletrolítico.

Maria Clara Couto, cofundadora da Use Orgânico

“Para realizar tantas ações, nossa pele está continuamente em processo de renovação, graças à divisão das células da camada mais profunda da epiderme. Dessa forma, as células mortas vão sendo naturalmente eliminadas e substituídas por outras mais jovens de maneira constante”, explica Maria Clara, que acrescenta que esse processo leva em média 28 a 40 dias, sendo que o período tende a aumentar com o avançar da idade além de também sofrer influência de fatores genéticos, hormonais e ambientais.

Por outro lado, Maria Clara reforça que alguns ativos e procedimentos podem dar uma mãozinha para acelerar essa troca, citando como exemplo a esfoliação, que auxilia na remoção das células mortas da camada córnea, promovendo melhora do viço e textura da pele. “O mesmo vale para a esfoliação química, em que substâncias como os ácidos agem estimulando a renovação”.

Por dentro dos ingredientes

Luis Julian, gerente de desenvolvimento de novos negócios de personal care da DSM Latam, comenta que a regeneração da pele depende de vários fatores, mas principalmente da proliferação celular e da criação de uma situação e de um ambiente que reduzam ou eliminem o que está gerando o dano à pele. Ou seja, existem dois aspectos fundamentais para permitir a regeneração da pele.

Luis Julian, gerente de desenvolvimento de novos negócios de personal care da DSM

“A proliferação celular é muito importante para manter o equilíbrio entre os diferentes tipos de células que temos na pele com suas diferentes funções, e uma das principais proteínas que atuam neste mecanismo é a P63, que é considerada um ‘regulador mestre’ da epiderme”, ressalta Julian, explicando que os níveis de P63 são mais altos na camada basal, mantendo a proliferação celular e o funcionamento de células tronco. Entretanto, a P63 regula a homeostase epidérmica em todas as camadas, contribuindo para a formação de barreira, diferenciação terminal, adesão celular, proliferação da camada basal e formação da membrana basal.

Julian aponta que um ingrediente cosmético que apresenta alta capacidade de aumentar a expressão de P63 é o D-Panthenol, também chamado de pró-vitamina B5. Por meio de um mecanismo epigenético, o D-Panthenol é capaz de aumentar a expressão de P63, ao mesmo tempo em que reduz a expressão do miRNA203, que degrada a P63. “O Panthenol também aumenta a expressão de mais quatro genes relacionados à cicatrização. Por isso ele é tão presente em formulações para regeneração da pele”.

Durante a in-cosmetics 2022, realizada em Paris no início de abril, a DSM apresentou a vitamina B12 para aplicação cosmética, lançamento premiado na categoria inovação. “Para lançar este novo ingrediente, realizamos um estudo de epigenética envolvendo 105 miRNAs e verificamos que a vitamina B12 também atua em genes relacionados à cicatrização, proliferação celular e angiogênese, além de reduzir a formação de inflamassomas, sendo, portanto, uma nova opção de vitamina para a regeneração da pele, principalmente de peles sensibilizadas e sensíveis”, comemora Julian.

Prevenção do burnout

“Pelo fato de nossa vida passar cada vez mais rápido com maior número de tarefas para cumprir diariamente, o estresse e a fadiga se acumulam, degradando as propriedades funcionais do sistema nervoso, o ânimo e a energia, com impacto também em todo o corpo”, afirma Ana Paula Rezende, diretora comercial e de marketing da Solabia. O alerta é ratificado por um estudo da Universidade da Califórnia que revelou que o estresse fisiológico crônico acelera o envelhecimento das células do corpo em pelo menos 10 anos.

Ana Paula Rezende, diretora comercial e de marketing da Solabia

Ana Paula explica que, devido à suas origens teciduais, o sistema nervoso e a pele são intimamente ligados. Quando todo o corpo e o sistema nervoso são submetidos a situações de estresse físico e psicológico, as consequências também são sentidas na pele, que é submetida ainda a outras formas de estresse ambiental. “Raios UV, poluição, fumaça de cigarro, entre outros, são fatores contra os quais a pele precisa se defender. A intensidade e a repetição dessas exposições resultam no aparecimento de um estresse cutâneo crônico, o que pode levar a pele à exaustão, o chamado estado de burnout”.

Para a recuperação da pele, a Solabia indica o Resistress®, um extrato das flores da planta Sophora japonica, enriquecido com o dímero de quercetina por bioconversão enzimática. A dimerização da quercetina pela Tecnologia da Lacase (patenteada pela Solabia) permite o aumento da atividade biológica do flavonoide da planta. De acordo com Ana Paula, o ativo previne o burnout da pele por estimular seus sistemas de defesa e reparo. “Ele luta contra o envelhecimento precoce, consequência principal do burnout, estimulando o sistema antioxidante de autodefesa, aumentando a resistência da pele ao estresse oxidativo e estimulando da regeneração do sistema dermoepidérmico, por meio da migração celular e da síntese molecular”.

Além de testes que comprovam o estímulo das defesas antioxidantes naturais e o aumento da resistência da pele ao estresse oxidativo, foram realizados testes in vitro e ex vivo que comprovam que o Resistress® acelera a regeneração (veja imagem)  e aumenta em mais de 61% a síntese o colágeno 1 na derme, em comparação com o placebo.

Para a autorregeneração da pele, Ana Paula também destaca o ativo multifuncional S.M.A.R.T, que entre seus benefícios, ativa a renovação celular por meio da estimulação da expressão de loricrina, involucrina e SPRR2. “A renovação celular é uma função que diminui com a idade, mas é essencial para uma aparência jovem da pele”, completa.

Fitomoléculas de rosa

A partir da legendária “rosa de 100 pétalas”, a Ashland desenvolveu o Rosaliss™ biofuncional, ativo 100% derivado natural, por meio da tecnologia verde patenteada e exclusiva PSR™ (Plant Small RNA), que extrai pequenos RNAs e fitomoléculas potentes das plantas, como polifenóis, aminoácidos, açucares e minerais.

Liliana Brenner, diretora de marketing de Care Specialties da Ashland, conta que o desenho científico do extrato PSR de Rosa centifolia foi bioinspirado no axolote, anfíbio no qual foi encontrada a proteína MARKSL1, ligada à sua capacidade de regeneração ilimitada sem deixar cicatrizes. “Rosaliss™ biofuncional ajuda a aumentar a proteína MARCSL1, naturalmente presente em queratinócitos humanos da pele, mas que diminui com a idade. Ela está associada à reparação e regeneração epidermal da membrana basal, além de outros marcadores de reparação da pele, como colágeno I, fibronectina e ácido hialurônico, aumentando o capital da pele para autorregeneração”, explica.

Liliana Brenner, diretora de marketing de Care Specialties da Ashland

Pesquisas recentes demonstram que o miRNA-132 esta envolvido na reparação da epiderme e tem sido usado topicamente para ajudar o processo de cicatrização. Testes in vitro demonstram que Rosaliss™ biofuncional, segundo Liliana, ajuda a restaurar a homeostase e previne a senescência associada à diminuição do miRNA-132, enquanto testes ex vivo demonstraram que Rosaliss™ ajuda o autorreparo da pele em 72 horas.

Um estudo nos laboratórios clínicos da Ashland, em Shangai, com 35 voluntários, que testaram um creme com 1% de Rosaliss™por 28 dias, indicou que o ativo ajuda a reparar a pele danificada pela acne, deixando-a uniformizada e luminosa, com uma textura mais suave, com menos linhas finas e poros, mais hidratada e com redução das imperfeições, das irritações e da sensibilidade. “Rosaliss™ também possui efeito pré e posbiótico, ajudando a pele a preservar seu microbioma dos danos causados pelo sol, o que ajuda na redução da sensibilidade da pele e aumenta a capacidade de autorreparação”, destaca Liliana.

Outra indicação de Liliana é o Santalwood™ biofunctional, um derivado 100% natural do sândalo, desenvolvido com ajuda da inteligência artificial, que traz uma abordagem para o envelhecimento saudável e regeneração da barreira da pele através do aumento da expressão dos receptores olfativos OR2AT4, que diminuem significativamente com a idade e a poluição. “Foi clinicamente testado na assinatura olfativa do envelhecimento, revelando redução significativa da presença do nonanal (skin VOC), aumento da produção de ceramidas, melhora na luminosidade, firmeza e elasticidade da pele, além de redução de linhas finas.

Concentrado de ceramidas

“As moléculas lipídicas cerosas, as ceramidas, são encontradas naturalmente em altas concentrações na nossa pele e ajudam a mantê-la hidratada, desempenhando um papel vital na aparência e na proteção aos efeitos ambientais”, afirma Daniel Coelho, coordenador de marketing da Evonik em Care Solutions para a América Latina. Entretanto, pontua que, como parte do processo natural de envelhecimento, especialmente após os trinta anos, a pele começa a perder gradualmente essa barreira de proteção natural, chegando a uma redução de quase 40% em comparação à pele jovem.

Daniel Coelho, coordenador de marketing da Evonik

Coelho explica que fatores externos também contribuem para esse processo, citando radiação UV, luz azul emitida por dispositivos eletrônicos, radicais livres, poluição, distúrbios da pele e até produtos de limpeza tradicionais entre os agressores à barreira cutânea. “Vale destacar que a pandemia potencializou os efeitos dos fatores externos que causam a perda das ceramidas, devido à necessidade de maior higienização da pele”.

A boa notícia, segundo Coelho, é que o uso das ceramidas em produtos cosméticos pode ajudar na “regeneração” da pele e contribuir para uma aparência mais jovem e saudável. A Evonik possui diferentes tipos de soluções com ceramidas e seus precursores, com ação na barreira de proteção, na barreira cutânea interna ou com dupla ação, atuando tanto na superfície quanto nas camadas mais profundas da epiderme.

Um dos destaques do portfólio de ceramidas da Evonik é o SK-INFLUX® V MB, para o cuidado da pele do rosto e do corpo. O produto apresenta-se na forma de um concentrado lipídico idêntico à pele, com benefícios comprovados, que ajuda a recompor a estrutura da barreira cutânea, reparando sua função protetora e hidratação.

“A mistura concentrada de diferentes tipos de ceramidas, colesterol, ácidos graxos livres e fitoesfingosina do SK-INFLUX® V MB o torna ideal para produtos de beleza e cuidados pessoais com capacidades únicas de restauração, especialmente para o combate dos sinais de envelhecimento, pele seca ou sensível”, destaca Coelho, que acrescenta que o uso de produtos de cuidados com a pele contendo ceramidas contribui com a manutenção da hidratação da pele, por ajudar a reter a umidade e torná-la mais firme, com menos rugas ou linhas visíveis e aliviar a irritação em peles mais sensíveis.

Mais informações sobre as ceramidas da Evonik podem ser obtidas no portal intoBeauty®, visitando a ferramenta  Ceramide Knowledge Center, que  reúne instruções, dicas e inspirações para formulações  em laboratório ou escala industrial.

Tecnologia brasileira

Amanda Omodei, diretora de marketing técnico da Focus Química, lembra que no mercado cosmético e farmacêutico existem diversos produtos à base de calêndula, o que pode ser atribuído às suas propriedades adstringentes, analgésicas, tônicas, calmantes e principalmente, cicatrizantes, com foco no tratamento de feridas agudas e crônicas de alta complexidade, devido à estimulação da autorregeneração dérmica.

A Focus Química está apresentando ao mercado cosmético um produto com tecnologia exclusiva e proprietária da empresa brasileira Phytoplenus Bioativos, que vem se destacando no mercado farmacêutico, o PLENUSDERMAX® PLUS.  “Trata-se de um extrato padronizado de calêndula ímpar no mercado brasileiro, com comprovações de eficácia de regeneração dérmica publicadas nas mais renomadas revistas científicas e de alto impacto na área dermatológica e com depósito de patente submetida a diversos países”, ressalta Amanda.

Alessandro Afornali, diretor científico da Phytoplenus Bioativos

Alessandro Afornali, diretor científico da Phytoplenus Bioativos, explica que o PLENUSDERMAX® PLUS é um fitocomplexo composto de bioativos, principalmente os monoésteres triterpenóides, que atuam na estimulação das células epidérmicas, acelerando o reparo tecidual e são importantes na resolução dos processos inflamatórios e de autorregeneração dérmica. “Esses bioativos são obtidos e disponibilizados por meio de uma inovadora e avançada tecnologia de produto e processo”, acrescenta.

A análise do potencial de cicatrização in vitro por meio do ensaio de Scratch Assay, segundo Afornali, evidenciou que o produto à base de PLENUSDERMAX® PLUS resultou no fechamento máximo de 74,98% após 24 horas de tratamento, enquanto o percentual do controle foi de 35,4%, o que representa uma diferença de 112% maior quando se utiliza o produto à base de PLENUSDERMAX® PLUS (veja na figura abaixo).

“A combinação de ingredientes específicos na formulação de PLENUSDERMAX® PLUS possibilita a obtenção do derivado vegetal de alto teor de bioativos cicatriciais, alcançando concentrações de bioativos de cerca de 70 vezes superior em relação aos extratos disponíveis no mercado”, ressalta Afornali, reforçando que nenhum extrato comercial de calêndula se compara às evidências científicas e comprovações de eficácia observadas com produtos à base de PLENUSDERMAX® PLUS.

O cientista aponta oportunidades para o desenvolvimento de diversos produtos cosméticos com o PLENUSDERMAX® PLUS,  como loções pós-solares, pós-peeling, pós-barba, pós-depilatórios, hidratantes de alta performance, itens antiacne e anti-idade e, ainda, tônicos e máscaras capilares, tendo em vista que testes também evidenciaram ação antiqueda e geração de novos fios.

Modelagem molecular

Como indicação de ingredientes que estimulam os mecanismos de ação naturais no organismo para promover regeneração da pele, Damien Lamquet, diretor geral da Greentech Brasil, destaca o REVERSKIN®, obtido por modelagem molecular a partir de uma samambaia tropical específica rica no fitoesterol ecdisterona.  “A Greentech, em 30 anos, já descobriu milhares de moléculas bioativas ao redor do mundo e desenvolveu mais de 3 mil  extratos e centenas de ingredientes ativos para o setor cosmético”, ressalta.

Elizabeth Auricchio, responsável pelo marketing técnico na Greentech Brasil

Elizabeth Auricchio, responsável pelo marketing técnico na Greentech Brasil, ressalta os benefícios da molécula que purificada por biotecnologia: “REVERSKIN® rejuvenesce a pele, regenerando-a de forma mais eficiente, rápida e melhor, desde as células precursoras até a superfície do estrato córneo”.

A executiva explica que o REVERSKIN® acelera a criação e estabilização da junção dermoepidérmica (JED). Com a coesão entre a derme e a epiderme reforçada, a JED torna-se mais forte e a pele mais firme e elástica. O ativo também estimula a renovação epidérmica, aumentando a proliferação e diferenciação das células basais. “A epiderme fica mais estratificada e volumosa, recuperando a densidade da pele jovem. O estrato córneo recupera sua coesão perfeita e funciona como uma barreira novamente. Além disso, a pele fica mais hidratada, radiante e com linhas finas e rugas suavizadas”.

Estudo realizado com 30 voluntários, que aplicaram de 2% REVERSKIN® durante dois meses, demonstrou um nível de hidratação três vezes maior no 28º dia, na comparação com o placebo. Já no 56º dia, foi constado um aumento de 16% da isotropia, que é a orientação das linhas de relevo da pele. Entre as aplicações indicadas, Elizabeth cita produtos regeneradores, anti-idade, densificantes, reafirmantes e reestruturantes.

Outra estratégia para regeneração da pele, de acordo com Elizabeth, é estimular os peptídeos antimicrobianos da pele, formando uma barreira bioquímica.  “Graças à grande experiência na produção de bactérias e aos profundos conhecimentos microbiotais em diversos tópicos, como eixo intestino-cérebro, eixo intestino-pulmão e microbiota da pele, a Greentech desenvolveu o BIOTILYS®, um complexo patenteado, formado por um lisado próbiótico à partir da fermentação do microorganismo Lactobacillus pentosus, além de metabólitos pós-bióticos. Juntos, estimulam a imunidade  inata da pele, fortalecendo a função barreira e potencializam a defesa da pele contra bactérias nocivas, além de agir em receptores que limitam a inflamação”. Com eficácia demonstrada em testes de eficácia, o ingrediente é indicado para aplicações cosméticas em produtos para cuidados de proteção da pele, reforço das defesas naturais e reparação da pele seca.

Ação epigenética

Beatriz Alcântara Silva Lopes, analista de desenvolvimento farmotécnico da Galena, observa que durante toda a vida, as pessoas se expõem a diferentes situações do cotidiano que agridem a pele diariamente. Apesar disso, esse órgão, que é considerado o maior do corpo humano, é capaz de se reestruturar após a essa série de danos no qual é exposto.

Beatriz Alcântara Silva Lopes, analista de desenvolvimento farmotécnico da Galena

“Isso ocorre graças à capacidade de autorregeneração cutânea, um processo natural no qual há a substituição de células mortas por células novas que estão presentes nas camadas mais superficiais da pele, como a epiderme”, explica Beatriz, que frisa que, com passar dos anos, esse ciclo de renovação celular tem o seu ritmo alterado, gerando o acúmulo de células senescentes que, por sua vez, impactam na saúde e aparência da pele, que se torna menos viçosa e sem radiância.

Levando em consideração todo esse quadro, a Lipotrue, empresa espanhola representada pela Galena, desenvolveu o MARSturizer™, ativo obtido por meio de um processo biotecnológico, utilizando microrganismos acidófilos, encontrados no Rio Tinto na Espanha, conhecido como “Marte na Terra” devido suas condições extremas, semelhantes às de Marte, que são de suma importância para garantir os benefícios do ativo.

“O MARSturizer™ atua por meio de uma ação epigenética, modulando 16 genes envolvidos no processo de regeneração cutânea, hidratação e reforço da função de barreira da pele”, destaca Beatriz. Além disso, ele ainda colabora para a suavização dos danos causados pela exposição à radiação ultravioleta.

De acordo com a analista, estudo in vitro realizado em queratinócitos epidérmicos com a aplicação de 0,1mg/ml de MARSturizer™, o que corresponde a 2%, durante 24 horas, demonstrou que o ativo foi capaz aumentar a expressão dos genes que modulam a renovação celular, além de potencializar a reestruturação cutânea em até 41%, permitindo a descamação normal da pele e, consequentemente, a melhora da função de barreira.

Cleanical beauty

O termo cleanical, formado pela junção das palavras clean e clinical começou a ser difundido no final de 2020. A junção bem define o que se percebe em grande parte dos lançamentos de produtos de cuidados com a pele atualmente e nos que virão nos próximos anos, ao unir o melhor dos dois mundos na denominação cleanical beauty.

“Só cresce o número de lançamentos que, ao mesmo tempo em que não decepcionam os consumidores que buscam produtos livres de ingredientes potencialmente prejudiciais, também correspondem às expectativas dos que desejam resultados efetivos com ingredientes de alto desempenho cientificamente comprovados ou consagrados pela dermatologia”, observa Murilo Marques, editor-chefe do Portal Cosmetic Innovation. “Cada vez mais veremos marcas clean  conectadas com a pesquisa científica”, afirma, citando como exemplos produtos com ativos extraídos sustentavelmente a partir de plantas, modulados por biotecnologia e associados a químicos seguros, como ácido hialurônico, niacinamida, retinoides e vitaminas.

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Animated Social Media Icons Powered by Acurax Wordpress Development Company