Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic InnovationEmpresas & NegóciosNo Brasil, Kimberly-Clark tem forte expansão

No Brasil, Kimberly-Clark tem forte expansão

  • Written by:

A Kimberly-Clark, fabricante das fraldas Huggies e do papel higiênico Neve, registrou no Brasil aumento de vendas na faixa de 15% a 17% no quarto trimestre de 2019. No ano, o avanço foi de 9%.

Mike Hsu, CEO global da Kimberly-Clark, disse ontem que o mercado brasileiro registra um “crescimento saudável de preços e de volume [de produtos vendidos] devido à disciplina no gerenciamento de custos”.

Em termos de importância para a multinacional americana, o país fica atrás dos Estados Unidos/Canadá, Coreia do Sul e Reino Unido. O crescimento das vendas no Brasil em 2019 ficou acima da média dos países emergentes, de 6%.

O executivo, que está no posto há um ano, afirmou que a Kimberly-Clark ganhou participação de mercado na categoria de cuidados infantis no Brasil, na Índia e no Sudeste Asiático. No mercado brasileiro, as fraldas representam cerca de 45% de suas vendas.

De outubro a dezembro de 2019, a fabricante de bens de consumo reportou lucro 33% maior, de US$ 547 milhões. A dona dos absorventes femininos Intimus e dos lenços Kleenex teve receita de US$ 4,58 bilhões, ligeira alta de 0,3% em base anual.

As despesas em 2019 somaram US$ 1,209 bilhão, sendo que parte desse valor decorre do programa de reestruturação global. Em fevereiro do ano passado, a empresa fechou uma fábrica de absorventes no Rio Grande do Sul que funcionava há 23 anos.

O território chinês – prioridade no segmento de cuidados pessoais ao lado da América Latina, Europa Oriental e Ásia – registrou queda nas vendas e enfrenta um cenário bastante competitivo, mas Hsu comentou que a empresa precisa manter o foco na margem neste país.

Nos mercados desenvolvidos fora da América do Norte, a empresa registrou aumento de 1% nas vendas. Na América do Norte, houve aumento médio de 3%, sendo 4% em cuidados pessoais e de 3% na K-C Professional.

A multinacional também apresentou ontem suas metas financeiras para 2020. As vendas orgânicas, que excluem aquisições, investimentos e efeitos cambiais, devem crescer 2%.

O lucro por ação deve oscilar entre US$ 7,10 e US$ 7,35, sendo que no quarto trimestre do ano passado ficou em US$ 6,61, aumento de 6%, ajudado por menor taxa de impostos. Ontem, as ações da Kimberly-Clark encerraram com valorização de 0,18%.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Valor Econômico 24.01.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros