Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.FragrânciasNova versão do perfume Miss Dior faz uma homenagem à irmã caçula do estilista

Nova versão do perfume Miss Dior faz uma homenagem à irmã caçula do estilista

  • Written by:

Símbolo máximo de amor, beleza e feminilidade, a rosa é um dos pilares no universo da perfumaria.

“É a flor mais universal, seu cheiro é conhecido no mundo todo, por todas as culturas, por isso é tão usada na fabricação de fragrâncias”, diz François Demachy, perfumista-criador da Dior, que quis levar para dentro do frasco do novo Miss Dior Rose N’Roses a sensação de rosas de maio frescas recém-colhidas em Grasse, no sul da França.

“Meu desejo não era apenas trazer seu aroma em particular, mas a encarnação de uma profusão de flores, como a lembrança que tenho da minha infância na primeira vez que vi e senti os campos daqui”, disse o expert à Vogue, no lançamento que levou um grupo de jornalistas dos quatro cantos do globo à região, em setembro passado. Para chegar à fórmula final da novidade, François combinou ainda notas de rosa-damascena, essência de tangerina italiana, almíscar branco e patchuli da Indonésia.

Também conhecida como rosa centifólia (por suas cem pétalas – quando fechada, ela parece um repolho), a flor que protagoniza o perfume é cultivada apenas nesta área montanhosa do norte de Cannes e permanece no pico de seu desenvolvimento por apenas duas semanas do ano, no mês de maio. Elas se abrem durante a noite e são colhidas nas primeiras horas da manhã. “É algo único. Nenhuma outra rosa no mundo temo mesmo aroma de mel, nem apresenta tantas facetas. Pode-se sentir notas cítricas, apimentadas, cheiro de alcachofra, pitadas de cardamomo. Tem a ver com o terroir, exatamente como um vinho”, descreve de forma apaixonada Carole Biancalana, que comanda hoje os campos biodinâmicos de Domaine de Manon, onde são cultivados, sem uso de pesticidas, as rosas e os jasmins de mais pura qualidade que abastecem de forma exclusiva as fragrâncias da Dior.

A relação da maison com a região de Grasse vem de longa data. Christian Dior, quando criança, se apaixonou pelas flores da Provence, paixão que o levou, anos depois, a comprar e morar no Château de La Colle Noire, onde cultivou 90 hectares de rosas em seu jardim. Hoje, a mansão que foi sua última morada funciona como um museu privado, decorado com móveis e objetos que pertenceram a ele. A adoração pela natureza e por flores parecia correr nas veias de todos os membros da família Dior. Rose N’Roses é um tributo a Catherine, caçula do estilista que, assim como a mãe, Madeleine, era uma exímia botânica e jardineira – ela costumava passar as férias de verão em Callian, vilarejo perto de Grasse, cuidando dos campos de rosas e jasmins. A irmã preferida de Christian também teve papel fundamental na criação do Miss Dior original, de 1947 – ele dedicou o perfume a ela e a todas as mulheres que o inspiravam.

Nascida em 1917, Catherine foi uma heroína de sua época: membro da Resistência na Côte d’Azur durante a Segunda Guerra Mundial, foi presa e deportada para Ravensbrück, campo de concentração exclusivo para mulheres. Liberada quando a batalha terminou, recebeu diversos títulos da França por sua atuação e coragem. Maria Grazia Chiuri, designer atualmente à frente da grife, trouxe a memória da eterna miss Dior na coleção de ready-to-wear do verão 2020. Chiuri quis prestar uma homenagem a Catherine como jardineira no significado mais profundo da palavra: uma mulher livre e independente, que vive em harmonia com a natureza e os ciclos das estações.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Vogue 18.05.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros