Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.COVID-19 RadarO que esperar dos hábitos de consumo de beleza pós-pandemia?

O que esperar dos hábitos de consumo de beleza pós-pandemia?

  • Written by:

Enquanto estamos em casa em isolamento, medida tomada pelos desdobramentos da pandemia mundial de coronavírus, estamos assistindo o mundo mudar.

Em meio a incerteza, ansiedade e estresse, muito mais do que sair da rotina, o distanciamento social vem ressignificando aquilo que passamos a chamar de o novo normal. A indústria da beleza, assim como todos as outras, procura agora se adaptar a novos mindsets de consumo. Mas, o que esperar desse setor pós-pandemia?

O Google Trends, plataforma que monitora as buscas de determinados termos no Google, registrou um aumento substancial na procura pelo termo “skincare” desde o início do ano. E, no final do mês de abril, o interesse pelo tema alcançou o pico de popularidade, de acordo com o site de monitoramento. “Nunca se falou tanto em autocuidado. Hoje, as pessoas estão dando mais importância aos cuidados que devem ter em casa, com a saúde da pele”, explica a dermatologista Tábata Yamasaki. “Passaram a pesquisar mais sobre máscaras, cremes faciais, temas amplamente divulgados neste momento”, complementa.

No entanto, mesmo com esse crescimento, a médica sugere que haverá um consumo mais consciente e inteligente nessa área. “As pessoas vão selecionar melhor os produtos, dando preferência para os multifuncionais, com benefícios individualizados e que entregam verdadeiramente o resultado esperado”, diz. Ela explica ainda que a tendência será cada vez mais associar esses rituais a uma experiência de relaxamento. Por isso, a crescente procura por gadgets e dispositivos extras, como as pedras massageadoras, para tornar o processo ainda mais prazeroso. “Serão valorizados os pequenos atos de cuidados com a pele que refletem algo maior: o de cuidar de si mesma.”

A dermatologista acredita que essa mudança na maneira de consumir refletirá também na procura por tratamentos estéticos. “Os investimentos serão em procedimentos que, além de tratarem um quadro específico, oferecem benefícios duradouros. Como é o caso da toxina botulínica pura, que não só previne os vincos da face, mas evita que o corpo crie resistência ao produto com o passar do tempo”, explica.

Ganharão mais adeptos também medidas preventivas, que suavizam os efeitos do tempo. “As pessoas estão se planejando mais e querem envelhecer com qualidade e naturalidade. Por exemplo, procedimentos que estimulam a produção de colágeno a longo prazo, como os bioestimuladores de colágeno e o ultrassom microfocado, serão boas apostas.”

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Vogue 02.06.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros