Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Artigos TécnicosTURMERIA ZEN: Estratégia biotecnológica para modular o estresse cutâneo!

TURMERIA ZEN: Estratégia biotecnológica para modular o estresse cutâneo!

  • Written by:

O estresse é considerado o mal do século! Diversos estudos relacionam essa condição com o desenvolvimento e agravamento de diferentes patologias, principalmente na pele, um importante órgão sensível e responsivo à estímulos, sejam eles endógenos ou exógenos.1

Estudos recentes demonstraram que uma rotina estressante é capaz de aumentar os níveis de cortisol na pele. Isso interfere em atividades biológicas e na homeostase cutânea, estimulando a liberação de citocinas pró-inflamatórias. 2

Essa exacerbação está intimamente relacionada com o aumento dos radicais livres e do estresse oxidativo, intensificando o envelhecimento cutâneo. Além disso, contribui para o desenvolvimento e o agravamento de patologias como: psoríase, acne, rosácea, dermatite atópica, dermatite seborreica e caspa. 3

Estima-se que anualmente são gastos mais de 75 bilhões de dólares no cuidado com condições inflamatórias cutâneas. Além disso, essas condições representam significativa ameaça ao bem-estar e à qualidade de vida da população em geral, justificando a importância do tema. 4

Visando reduzir os efeitos negativos do estresse na pele, a Vytrus, empresa espanhola referência em processos biotecnológicos, desenvolveu o Turmeria Zen, ativo inovador obtido através da tecnologia de cultura de células totipotentes da Curcuma longa, rico em bioativos que atuam sinergicamente contra os danos cutâneos induzidos pelo estresse.

Turmeria Zen, além de minimizar os efeitos nocivos provenientes do estresse, contribui para a inibição da colagenase e elastase, atuando na manutenção da vitalidade cutânea, proporcionando uma pele mais firme, com relevo uniforme e saudável.

O ativo também evita a degradação de glicosaminoglicanos (GAGs), responsáveis pela retenção de água na derme, contribuindo para manter a firmeza, hidratação e sustentação cutânea.

Através da inibição de NF-kB, Turmeria Zen contribui para normalização da queratinização da pele, com consequente recuperação da sua função de barreira.

Esquematização da Atividades de Turmeria Zen

Estudos com Turmeria Zen – Atividade Anti-inflamatória:

O estresse está relacionado com elevados índices de citocinas pró-inflamatórias. Por conta disso, a atividade anti-inflamatória de Turmeria Zen foi avaliada utilizando monócitos humanos da linhagem THP-1. As células “inflamadas” foram tratadas com diferentes concentrações de Turmeria Zen durante 24h.

O controle positivo da atividade inflamatória foi realizado com IL-17 + LPS, e o controle negativo com dexametasona, um conhecido corticoide com elevado potencial anti-inflamatório.

Os níveis de IL-8 foram quantificados do sobrenadante da cultura celular através da metodologia “ELISA”.

Comparação da capacidade de redução da liberação de IL-8 entre Turmeria Zen e dexametasona.

Foi possível concluir que Turmeria Zen reduziu os níveis de IL-8 das células inflamadas, atingindo uma importante redução de até 78%, sendo que as células tratadas com dexametasona tiveram redução de apenas 33%. Sendo assim, pode-se considerar que o ativo apresenta, inclusive atividade dexametasona-like e corticoide-free, contribuindo para minimizar inflamações e suas consequências.

Referências:

1 – LIU, Yun-Zi et al. Inflammation: the common pathway of stress-related diseases. Frontiers In Human Neuroscience, [S.L.], v. 11, p. 1-14, 20 jun. 2017. Frontiers Media SA.

2 – STEINHOFF, M; SUÁREZ, Al; FERAMISCO, Jd; KOO, J. Psychoneuroimmunology of Psychological Stress and Atopic Dermatitis: pathophysiologic and therapeutic updates. Acta Dermato Venereologica, [S.L.], v. 92, n. 1, p. 7-15, 2012.

3 – Chen Ying Chen,Lyga John, “Brain-Skin Connection: Stress, Inflammation and Skin Aging”, Inflammation & Allergy – Drug Targets (Discontinued) 2014; 13(3) .

4 – SETH, Divya; CHELDIZE, Khatiya; BROWN, Danielle; FREEMAN, Esther E. Global Burden of Skin Disease: inequities and innovations. Current Dermatology Reports, [S.L.], v. 6, n. 3, p. 204-210, 7 ago. 2017. Springer Science and Business Media LLC.

 

 

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Social Media Integration Powered by Acurax Wordpress Theme Designers