Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram

Maior preocupação com a saúde alavanca mercado de Green Cosmetics

  • Written by:

Marcas também precisarão se esforçar para convencer os consumidores de suas credenciais sustentáveis

Por Estela Mendonça

O mercado de global de produtos naturais e orgânicos de cuidado pessoal, que a empresa de pesquisa chinesa Facts & Factors avaliou em US$13,45 bilhões em 2019, deverá mais do que dobrar até 2026, quando alcançará US$ 28,41 bilhões, com crescimento anual de 9,8%, nas previsões da F&F, que destaca a crescente popularização desses produtos, os investimentos em P&D para incorporação de melhores extratos, bem como o aumento do rigor regulatório em relação aos ingredientes cosméticos. A previsão é bem próxima da feita pela da norte-americana Grand View Research, que projeta a US$25,11 bilhões até 2025, com crescimento anual de 9,4%.

A Euromonitor International não tem uma categoria específica para green beauty, mas produz a pesquisa ‘Product Claim Positioning’, que utiliza a ferramenta Via de monitoramento diário de preços de produtos no e-commerce global, além do rastreamento de atributos de produtos.  Os dados indicam que, em 2019, havia 865.244 SKUs disponíveis nos e-commerces monitorados pela ferramenta na América Latina. Desse total, foram identificados com o claim ‘natural’, 27.376 SKUs, o que corresponde a 3,2% do total.

Crescimento em lançamentos

Já em lançamentos, nos últimos três anos, foi constante o crescimento de novos produtos com apelo “natural” e “orgânico” ao redor do mundo. De acordo com pesquisa interna da Mintel, em 2019, os produtos de beleza e cuidados pessoais com esse tipo de apelo já correspondiam a quase 40% dos lançamentos globais, sendo que o Brasil ficou entre os 10 países que concentraram esses lançamentos. Também houve crescimento de produtos com o claim ético-animal, que indicam a isenção de ingredientes de origem animal e de crueldade animal na composição do produto. “A pesquisa revelou que 34% de todos os produtos lançados no mundo têm esse tipo de atributo, indicando a relevância do movimento vegano na indústria de beleza e cuidados pessoais”, afirma Amanda Caridad, analista sênior de Beauty & Personal Care Brasil da Mintel.

Amanda Caridad, analista sênior de Beauty & Personal Care Brasil da Mintel

Segundo a analista, no pós-pandemia, os consumidores adotarão muitos hábitos adquiridos durante o surto de COVID-19 e permanecerão focados na eficácia e segurança dos produtos, principalmente na categoria de cuidados pessoais. “Em longo prazo, eles vão querer garantias de que os produtos são seguros, o que levará a um desejo por transparência no que diz respeito às cadeias de produção e não apenas aos ingredientes”, diz, citando o Relatório Mintel Atitudes em Relação à Vida Saudável e Sustentabilidade – Brasil – Novembro de 2019, que mostra que 31% dos brasileiros dão atenção ao processo de produção dos produtos que compram (ingredientes usados, materiais da embalagem). “É provável que essa preocupação tenha aumentado durante a pandemia. O conceito de clean beauty vai evoluir na direção da transparência e os consumidores buscarão conselhos de especialistas. Assim como acontece nas coletivas de imprensa do governo, a ciência estará na vanguarda da comunicação”.

Para Amanda, analisando o comportamento do consumidor sob a perspectiva da Trend Driver da Mintel Surroundings (ou Arredores, em tradução livre), as pessoas estão se sentindo cada vez mais conectadas ao seu ambiente externo, com 51% dos brasileiros dizendo que cuidar do meio ambiente se tornou uma prioridade, enquanto que 28% dizem o mesmo em relação à sua comunidade local. “A sustentabilidade será mais importante em longo prazo, pois o ‘apocalipse do vírus’ pode ser visto como precursor de um ‘apocalipse ecológico’ sobre o qual os cientistas têm alertado o mundo. As marcas de beleza e cuidados pessoais precisarão se esforçar mais para convencer os consumidores de suas credenciais ecológicas, e a sustentabilidade precisará ir além da embalagem e dos ingredientes”.

Amanda acrescenta que os consumidores estão atentos em relação às cadeias de suprimento e  que as marcas precisam oferecer garantias de que seus níveis de emissão de carbono são baixos. “Em uma pesquisa recente, realizada em 35 mercados diferentes pela Mintel, 18% dos brasileiros entrevistados afirmaram que passaram a se interessar mais pelas práticas éticas das marcas de beleza e cuidados pessoais que consomem, reforçando a importância da transparência, tanto quanto à presença de ativos naturais ou orgânicos”.

Nativa Spa Orgânico

As certificações começam a ganhar relevância na estratégia das grandes empresas. O Boticário, por exemplo, acaba de conquistar certificação Ecocert para a nova linha Nativa Spa Orgânico, que deverá chegar ao mercado em outubro.  A certificação incluiu rastreabilidade das matérias-primas e  auditoria da fábrica para verificar desde o recebimento dos insumos até a expedição do produto envasado. “O Boticário tem consumidores exigentes e padrões de qualidade altos, com esse certificado que é confiável e reconhecido podemos garantir um produto inovador no Brasil e de altíssima qualidade“, comenta Paulo Roseiro diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da marca.

Séruns clareadores

Mesmo durante a pandemia, as marcas não pararam de apostar em lançamentos. A Souvie, marca de cosméticos orgânicos, apresentou recentemente três versões séruns clareadores: Corretor de Tom Facial 18-25, Clareador Intensivo 25-45, Clareador Intensivo para mulheres de 45-60 e Facial Clareador Materna. Todos os séruns são produtos orgânicos certificados e trazem na formulação ativo derivado do kiwi e ginseng, extratos de erva-tostão e maça e óleos de açaí, rosa mosqueta.

Balm CBD Like

Como ainda não é permitido o CBD em cosméticos no Brasil, a Simple Organic desenvolveu um balm, em embalagem stick, que combina moléculas concentradas de β-cariofileno, humuleno e ácido linoleico, que também estão presentes no óleo de CBD, para oferecer um produto com propriedades semelhantes às do canabinoide. O balm promete aumentar a produção de β-endorfina, aliviando o estresse e promovendo sensação de conforto, calma e relaxamento.

Rituais de auto cuidado

A marca de aromaterapia Essentioils acaba de lançar uma coleção de produtos veganos para todos os gêneros que contêm óleos essenciais e são livres de parabenos, petrolatos, corantes, matérias-primas de origem animal e fragrâncias sintéticas. O Shampoo e o condicionador revigorantes acompanham um cristal harmonizado energicamente, e o bio elixir óleo de tratamento gera umectação e nutrição profunda nos fios. Já para a pele a opção é o gel hidratante para o corpo com grapefruit e cristais de quartzo. A proposta da linha é permitir autocuidado em pequenos rituais cotidianos através de óleos essenciais.

Alcalinizante natural

A Alfaparf apresentou sua nova linha Color Wear, totalmente reformulada e agora com fórmula vegana, sem ingredientes de origem animal, com base a tecnologia patenteada em arginina, aminoácido que é um inovador agente alcalinizante de origem 100% natural obtido a partir de açúcares vegetais. A arginina substituiu os agentes químicos mais utilizados do mercado: a amônia e MEA.

Desodorante se alumínio

A Schraiber – empresa que fornece suplementos alimentares, phytocosméticos e insumos homeopáticos – acaba de lançar o desodorante roll on vegano nas versões Sport Refresh e Citrus. O lançamento da Schraiber é composto por ingredientes naturais e não contém hidróxido de alumínio e parabenos. Por possuir grande compatibilidade com a pele, o desodorante auxilia no combate e na diminuição da proliferação de bactérias que geram odores, devido à presença de óleos essenciais que restauram o equilíbrio da pele com ação antisséptica.

Bálsamo demaquilante

A Sallve iniciou as vendas do Bálsamo Demaquilante com textura óleo-gel e propriedades hidratantes. Sua fórmula conta com óleo de macadâmia, que remove os resíduos e a oleosidade excessiva sem ressecar a pele ou arder os olhos ou embaçar a visão. O produto é testado dermatologicamente e oftalmologicamente, vegano e tem embalagem 100% reciclável.

Óleos e extratos naturais

A marca Vizcaya  lançou uma nova linha capilar vegana. Composta de óleos essenciais e ativos orgânicos e naturais. Os produtos são livres de sulfato, parabeno, sal, óleo mineral, petrolatos, corantes, parafina e glúten. Eles também vêm em embalagens recicláveis. Os primeiros itens lançados são shampoo e condicionador para hidratação e nutrição, com óleo de argan e óleo essencial de lavanda e, para cabelos oleosos, com extrato de alecrim e óleo essencial de melaleuca.

Vela para massagem

A Care Natural Beauty lançou a Moist Candle, uma vela para massagear a pele desenvolvida com 100% com manteigas e óleos naturais, orgânicos, nutritivos e hidratantes, que se transforma em um óleo creme, que ajuda a suavizar e firmar a pele. Sua formulação traz uma combinação das manteigas orgânicas de murumuru, karité, tucumã e pêssego para criar uma proteção natural para a pele, selando a hidratação. Ela também contém um blend de óleos antioxidantes da Amazônia: kakadu, açaí, moringa e cacay, para garantir firmeza e nutrição, além de aroma relaxante e bem-estar da lavanda e do alecrim trazendo sensação de calma e bem-estar. De rápida absorção, o óleo creme contribui para hidratação e firmeza da pele.

Bálsamo multiuso

L’Occitane en Provence acaba de lançar Le Petit Baume, um bálsamo multiuso com 100% de ingredientes de origem natural. Com a promessa de mais de 50 benefícios diferentes para cuidar da pele do rosto, do corpo e até mesmo dos cabelos, a novidade traz a combinação de quatro ingredientes icônicos da marca: Amêndoa, Karité, Immortelle e Lavanda.  A fórmula com 100% de ingredientes de origem natural é o primeiro do portfólio da marca a alcançar esse patamar.

Revolução verde

Hoda Nahas, gerente regional de vendas para a América Latina da IFF Lucas Meyer Cosmetics, lembra que na última década, com a crescente consciência a respeito da poluição química e o esgotamento dos recursos vegetais, a indústria deu início a uma “revolução verde”, em direção a uma prática de fabricação mais limpa, segura, sustentável e não poluente, citando como exemplo desse movimento o ativo ecoprojetado para um efeito lifting imediato Inst’Tight™, extraído utilizando água e em conformidade com os 6 princípios da tabela de extração ecológica.

Hoda Nahas, gerente regional da IFF Lucas Meyer

“Os 6 princípios da Carta de Ecoextração foram publicados em 2014, promovendo a redução dos impactos ambientais dos processos de extração e orientar e incentivar o desenvolvimento de produtos e processos que consumam quantidades mínimas de materiais e energia, produzindo pouco ou nenhum resíduo material”.

Composto de polissacarídeos concentrados de sementes do espinheiro-da-Virgínia, o índice naturalidade do Inst’Tight™,  de acordo com a ISO16128, é de 99,7%. “Ele forma uma rede biopolimérica na superfície da pele que minimiza instantânea e visivelmente as rugas”, explica Hoda,  destacando que sua ação foi clinicamente comprovada em três áreas da face, contorno dos olhos, testa e linhas de expressão, promovendo uma rápida diminuição na profundidade e comprimento de rugas e  linhas finas, a partir de 3 minutos e por até 8 horas, através de seu efeito tensor mecânico.

Inst’Tight™ reduz rugas a partir de 3 minutos

Outra solução verde apontada pela executiva é o ativo Hydrosella™, um extrato orgânico do cálice de uma variante única de Hibiscus sabdariffa L., chamado Wild Rosella. De regiões tropicais da Austrália, onde o período de seca é comum, é altamente concentrado em betaína, osmólito orgânico.

“Hydrosella™ atua na causa raiz da desidratação da pele, por estimular a resposta natural da pele através de uma abordagem dupla: estimula a estratégia osmolítica natural dos queratinócitos e, simultaneamente, restaura a função de barreira da pele. Ele  melhora a síntese de lipídios neutros entre os corneócitos de maneira curativa e preventiva, ajudando na restauração da barreira cutânea”, afirma. Estudos clínicos demonstraram que ele fornece resultados imediatos de hidratação com eficácia até 72h após aplicação única.

Campos de Wild Rosella na Austrália

Elastômeros 100% naturais

Uma nova geração de elastômeros 100% naturais e biodegradáveis cria novas possibilidades de formulação e pode promover benefícios especiais. É o que oferece a IMCD Brasil com a linha GRANSENSETM uma série de géis de elastômero de próxima geração, que acabam de ser lançados pela empresa norte-americana Grant Industries em duas versões: GransenseTM TC 11-X, com baixa viscosidade para uma consistência mais leve, e GransenseTM TC 8-X, com alta viscosidade para maior efeito almofadado e aparência luminosa.

Segundo Natália Carvalho Scagliusi, especialista de produto de Personal Care da IMCD Brasil, projetada para dar ao formulador novas opções para atender demandas de cosméticos naturais, a linha de elastômeros GRANSENSETM oferece benefícios de desempenho exclusivos, incluindo compatibilidade aprimorada com materiais polares, como óleos naturais e filtros solares orgânicos.

Natália Carvalho Scagliusi, especialista de produto da IMCD Brasil

“Esses materiais 100% naturais, aprovados COSMOS, estão disponíveis para atender a várias tendências de marketing de produtos cosméticos naturais e certificados. Os elastômeros GRANSENSETM podem ser utilizados em todas as aplicações cosméticas, incluindo sistemas anidros, filtros solares, emulsões óleo em água e água em óleo e até mesmo pós”, garante.

Natália destaca que os novos géis são indicados para cuidados com a pele, cosméticos coloridos, cuidados com o corpo, proteção solar e cuidados com os cabelos, além de serem fáceis de se incorporar nas formulações, sem apresentar sensibilidade a altas temperaturas e a agitação vigorosa. “Não há formação de grumos na mistura, como esperado em géis de elastômero, não oxidam com o tempo e não apresentam alteração de cor ou odor”, explica, acrescentando que os géis GRANSENSETM são compatíveis com diversos tipos de espessantes.

Com certificação Cosmos, a linha GRANSENSETM  possibilita, de acordo com a especialista,  a garantia de vários benefícios aos consumidores, como natural, biodegradável, excelente sensorial de hidratação, espalhabilidade aprimorada e aparência luminosa.

Conservantes  alternativos

Fabiana Smaniotto, gerente de marketing técnico da Embacaps, lembra que os conservantes são de grande importância para qualquer formulação e que sua escolha é um dos maiores desafios para o formulador, que precisa atender às necessidades não apenas da formulação, mas também dos consumidores, das tendências e aos requisitos legais. “A crescente procura por produtos verdes e isentos de ingredientes controversos exige a substituição de conservantes tradicionais por ingredientes leves, não questionados, naturais ou ainda, formulações autopreservantes, que possam atender o requisito preservative free”.

Fabiana Smaniotto, gerente de marketing técnico da Embacaps

A executiva destaca que a Embacaps possui um amplo portfolio de conservantes inovadores da italiana AKEMA, como o Kem Nat Lite. Exclusivo para cosméticos naturais e delicados, sem álcoois aromáticos, é um sistema de amplo espectro baseado em ácidos orgânicos e boosters de conservantes que, além de um perfil de alta sustentabilidade – 80% de origem natural, apresenta benefícios multifuncionais, como emoliência e melhora no sensorial das formulações.

“O Kem Nat Lite é uma combinação otimizada de ingredientes com diferentes funcionalidades químicas. A atividade antibacteriana do caprilato de glicerila e o efeito antifúngico do ácido benzóico e do ácido sórbico são potencializados pelo propanodiol, fornecendo preservação de amplo espectro contra bactérias com alta eficácia em fungos”, explica Fabiana, que informa ainda que o produto é aprovado globalmente sem restrições e representa uma alternativa de preservação exclusiva para cosméticos COSMOS e sem álcoois.

Já o Stabil Zero, também da Akema, é um sistema multifuncional exclusivo para a estabilização microbiana de cosméticos sem o uso de conservantes e fragrâncias tradicionais. Trata-se de uma combinação sinérgica de 1,2-dióis e etilhexilglicerina, que fornece espectro completo e bem equilibrado de ação antimicrobiana em bactérias, fungos e leveduras. Neutro e versátil, fornece preservação suave e eficaz para cosméticos, sem impacto na cor, odor e pH. “É a opção perfeita para as aplicações mais delicadas de cuidados pessoais para a área dos olhos, rosto, bebê e mucosas, para as quais se deseja formulações preservative free”.

Booster natural de FPS

“Sabemos que o conceito de green beauty é amplo. Ainda não existe uma explicação universal e concisa sobre beleza verde, cosméticos naturais ou mesmo clean beauty”, avalia Claudio Ribeiro, especialista em Aplicação e Desenvolvimento Skin Care da Lubrizol Life Science, ressaltando que, para a Lubrizol, esses conceitos estão conectados. Muito além de fórmulas mais naturais, é preciso que elas não agridam a pele dos consumidores e que exerçam menor impacto na cadeia produtiva e de distribuição. “Isso é possível com o uso de ingredientes naturais, mas também sintéticos, visando o melhor para a segurança do consumidor, desenvolvimento de fórmulas minimalistas, com menos ingredientes e complexidade e, por fim, baixo impacto para o meio ambiente”.

A empresa vem fazendo investimentos para ampliar seu portfólio mais vegetalizado. “É uma demanda de mercado, não é mais tendência. O consumidor e as empresas querem explorar mais o uso de ingredientes naturais, e vamos entregar ingredientes cosméticos alinhados a essa necessidade, com segurança e sustentabilidade”, afirma Ribeiro. Para alcançar essa demanda com velocidade, a Lubrizol tem se unido a players reconhecidos soluções naturais para diversos mercados, por meio de parcerias e desenvolvimentos de open innovation, e empenhado mais esforços em pesquisa e desenvolvimento.

Cláudio Ribeiro, especialista de Aplicação e Desenvolvimento da Lubrizol

Entre os mais recentes lançamentos, o especialista destaca o Sunhancer™ SPF Eco, booster natural para proteção solar, aprovado pelo Cosmos. “Ele é composto de partículas micronizadas de ceras de origem natural sustentável, permitindo a redução de filtros UV nas formulações, enquanto mantém o mesmo nível de proteção solar e melhora a estética e a leveza do produto, reduzindo a oleosidade e a pegajosidade. O Sunhancer ™ Eco SPF é inerentemente biodegradável e não persistente no meio ambiente”, destaca.

Ribeiro reforça que a Lubrizol também está engajada em mostrar que os ingredientes sintéticos podem contribuir para a sustentabilidade, quando alinhados aos princípios da química verde. “É o caso da família de modificadores reológicos Carbopol® Polymers, que está alinhada a 10 dos 12 princípios da química verde”, exemplifica.

Acordes leves e límpidos

Jamile Trevini, analista de marketing sênior da Kaapi Fragrâncias, observa que os chamados green ingredients estão cada vez mais presentes entre as exigências dos brasileiros. “Fazem parte de um grande contexto socioambiental em que todos os apelos de um produto ou serviço passaram a ser cuidadosamente observados”, analisa.

Em fragrâncias, segundo Jamile, o desafio tem sido proporcionar a esse novo consumidor uma experiência olfativa completa, que seja capaz de transmitir com qualidade, transparência e responsabilidade os atuais conceitos de mercado.  “Através de notas e acordes mais leves e límpidos, tem sido missão dos perfumistas enaltecer a naturalidade das criações, priorizando, por exemplo, caminhos mais florais, herbais, aromáticos e fougères”, explica, acrescentando que, dependendo da aplicação, o apelo às frutas também é muito bem-vindo, visto que atrelar os benefícios nutricionais desses ingredientes funciona muito bem na oferta de bem-estar por meio dos cosméticos.

Jamile Trevine, analista de marketing sênior da Kaapi

“A Kaapi encara esse novo cenário como uma oportunidade ainda maior de mostrar ao mercado os valores nos quais sempre acreditou, uma vez que prezar pela natureza sempre fez parte da filosofia da empresa”, diz a analista. Segundo ela, a empresa valoriza o uso de óleos essenciais nas composições, bem como a presença dos capitivos Unique, ingredientes exclusivamente desenvolvidos para conceder às criações mais personalidade e substantividade, além de engrandecer os aspectos naturais das fragrâncias.

Jamile destaca que outro fator muito relevante para a companhia é o relacionamento com fornecedores plenamente responsáveis, que se preocupem com a gestão e oferta consciente de seus produtos, serviços e processos. Ela afirma que a Kaapi se preocupa com sua cadeia produtiva como um todo, assegurando que os pilares de sustentabilidade e de compromisso socioambiental sejam de fato respeitados.

“Valorizamos muito os ingredientes nacionais, utilizando-os sempre em nossas criações como forma de prestigiar as riquezas do Brasil”, afirma. Uma novidade nesse sentido é o investimento que a empresa está fazendo no Amazonas, que viabilizará a produção do óleo essencial de pau rosa de forma sustentável. “A fábrica, localizada no município de Itacoatiara, está quase pronta e será inaugurada até o final deste ano”, comemora.  “A Kaapi é uma empresa 100% nacional, apaixonada pela natureza e por todo o perfume que vem dela”, completa.

Surfactantes certificados

“O mercado de cosméticos verdes está entre as cinco principais tendências nos próximos anos e nos preocupamos em entregar surfactantes, agentes reológicos, ésteres e emolientes para linhas capilares e corporais”, diz Fabricia Souza, coordenadora de marketing e especialidades da distribuidora de produtos químicos Bandeirante Brazmo, enfatizando que a empresa está trabalhando no desenvolvimento de produtos sustentáveis em todas as cadeias. “O maior desafio é entregar produtos com performance que atendam a exigência do consumidor, mas temos muitas soluções no portfólio”.

Fabricia Souza, coordenadora de marketing da Bandeirante Brazmo

Da parceira Solvay, Fabricia destaca o Mackine 301, produto com alto índice de carbono renovável que permite ao formulador reduzir os quaternários convencionais e aumentar a vegetalização das formulações (RCI= 86%). A Solvay também oferece o Miranol C2M Conc NP, um surfactante anfotérico com certificação Ecocert Cosmos, que auxilia na espuma e na construção de viscosidade de shampoos e sabonetes, além de ser mais suave do que as betaínas, mais comuns mercado, sendo também indicado para águas micelares.

“Temos um portfolio completo para auxiliar os clientes no desenvolvimento de formulações com performance de sensorial luxuoso, sedoso ou mais leve, como ésteres de origem vegetal, que proporcionam emoliência e hidratação”, afirma Fabricia, citando o éster vegetal da Solvay Mackaderm CP, fabricado  a partir de uma  rota biotecnológica por reação enzimática, proporcionando resultado sensorial  de pele aveludada , altamente resistente à oxidação,  além de ser um coemulsionante em formulações de  hidratantes corporais à condicionadores capilares.  “Compatível com grande variedade de solventes, como acetona, etanol e álcool isopropílico, é um éster polar, não iônico de fonte altamente renovável, podendo ser incorporado em diversos tipos de formulação”, reforça.

“Também temos ativos naturais que desempenham papel importante no sensorial e cuidado com os cabelos. Totalmente livres de silicone, quando aplicados em condicionadores, máscaras e leave-in, proporcionam hidratação, sedosidade e brilho, deixando os cabelos vivos e sedosos, conferindo alto grau de lubricidade e penteabilidade. Estamos muito bem preparados para atender esse mercado em ascensão”, garante.

Ingredientes multifuncionais     

Ernani Lezier Grigolon, analista de P&D da BIOTAE Extratos Botânicos, reforça que os consumidores estão escolhendo com mais cautela o que adquirir, buscando produtos com multibenefícios para racionalizar as compras. “Ganham destaque, portanto, ingredientes multifuncionais que possam potencializar e otimizar as formulações, como ativos botânicos, pois possuem diversos benefícios e atuam como verdadeiros coringas nas formulações, além de serem responsáveis ambientalmente”, destaca.

Ernani Lezier Grigolon, analista de P&D da BIOTAE

Grigolon conta que a empresa desenvolveu o ativo botânico BIOTAE Sun para potencializar formulações de produtos para proteção solar, pós-sol, antipoluição e pro-ageing. Sua composição apresenta um pool de polifenóis, que agem sinergicamente para proteger a pele e diminuir os efeitos negativos e complicações causadas pela exposição solar. O ativo apresenta propriedades anti-inflamatória, cicatrizante e restauradora de tecidos, auxiliando na proteção contra o eritema e edema causados por UV, além de ser antioxidante, auxiliando no combate ao estresse oxidativo. O BIOTAE também possui comprovada em teste de determinação de  atividade booster de FPS, devido à presença de moléculas que absorvem a radiação UV.

Lembrando que uma pele íntegra e bem hidratada age como uma barreira para os microorganismos, Grigolon também destaca que há uma busca por formulações que promovam higiene e segurança para as mãos, porém não sejam tão agressivas e que atuem também hidratando e promovendo reparação da pele. “Tendo em mente esses posicionamentos do mercado, a BIOTAE Extratos Botânicos desenvolveu o ativo botânico Bioprotect Vegan como solução para formulações multifuncionais de géis, loções e espumas antissépticas que aliem higiene, segurança e hidratação da pele. O Bioprotect Vegan possui comprovada ação antisséptica, promovendo redução no crescimento dos microorganismos em 99% da contagem inicial”, garante. Produzido a partir de uma associação do alecrim do campo com ativos botânicos selecionados, o ativo é isento de parabenos e petrolatos, sendo mais seguro ao meio ambiente e aplicável em formulações veganas e naturais.

Blend tensoativo

Bianca Cava Tomé, coordenadora de novos negócios da Stepan, destaca dois produtos da companhia alinhados com o conceito de green cosmetics. Um deles, o blend tensoativo STEPAN-MILD® 30 SF, além de conter matérias-primas de fonte natural, é concentrado, o que otimiza o tempo de desenvolvimento e de produção, além de armazenagem e transporte. “Sua formulação é livre de sulfatos, mostrando-se uma ótima opção para linhas de pele e cabelo, tanto de uso regular, quanto para linhas de produtos profissionais, especialmente para proteção da cor em cabelos tingidos”, explica Bianca, que também destaca a baixa irritabilidade dérmica e ocular, o que indica sua utilização também em produtos para peles sensíveis, bebês e infantis.

Bianca Cava Tomé, coordenadora de novos negócios da Stepan

Segundo Bianca, sua concentração de uso indicada é a partir de 18% em água, percentual em que já é possível obter um produto com viscosidade e transparência, sem a necessidade de outros agentes espessantes ou sal. “O STEPAN-MILD® 30 SF também apresenta excelente performance em fórmulas de água micelar, melhorando a eficácia na remoção da maquiagem, em comparação aos tensoativos mais utilizados no mercado”, garante.

Outro destaque é o agente condicionante STEPANQUAT® Helia, derivado natural do óleo da semente do girassol, é um blend catiônico/não iônico sem conservantes, indicado para formulações hair care e skin care. De acordo com Bianca, na pele, ele promove sensorial suave, maciez, hidratação e alta espalhabilidade. “Nos cabelos seu grande diferencial em relação aos agentes condicionantes catiônicos tradicionais é ser um ingrediente não irritante e hipoalergênico. Além disso, proporciona alto condicionamento e penteabilidade dos cabelos, secos ou úmidos, sem se depositar nos fios”, ressalta.

Bianca informa ainda que nos testes de aplicação, o STEPANQUAT® Helia apresentou maior estabilidade, proporcionando brilho para o produto final. “Sua versatilidade é outro ponto alto, podendo ser aplicado em condicionadores, cremes de tratamento, máscaras, leave-in e produtos modeladores. Vale ressaltar que durante seu processo de fabricação não são gerados subprodutos ou resíduos. Ele também é facilmente biodegradável e livre de organismos modificados (GMO Free)”.

Ingrediente de base biológica

Elaine Scarelli, líder regional de Home & Personal Care da DuPont Nutrition & Biosciences, reforça que a pandemia pode ter mudado as prioridades dos consumidores, mas as questões ambientais continuam em evidência. “Desde o início da COVID-19, 46% dos brasileiros, segundo relatório da Mintel, priorizaram o cuidado com o meio ambiente. Ao mesmo tempo, no médio prazo, espera-se um maior enfoque em saúde e higiene”, diz, destacando que uma solução é usar ingredientes naturais inovadores, como GENENCARE® OSMS BA, uma betaína anidra altamente purificada.

Elaine Scarelli, líder regional de Home & Personal Care da DuPont Nutrition & Biosciences

O ingrediente é de base 100% biológica e, nas fórmulas de antissépticos para as mãos, pode contribuir para manter a pele hidratada e amenizar o impacto dos surfactantes. “Limpar as mãos de forma regular e cuidadosa com um produto à base de álcool ou lavá-las com água e sabão é o conselho da OMS para matar vírus. Ao mesmo tempo em que nos protegem contra infecções, essas ações também contribuem para o ressecamento da pele, uma condição associada à ruptura dos lipídios intercelulares, que aumentam a permeabilidade cutânea e reduzem a barreira protetora da pele. Isso leva a um aumento da evaporação da água e menor teor de umidade interna da epiderme”, explica Elaine.

Em formulações para antissépticos para as mãos, GENENCARE® OSMS BA possui três benefícios principais: hidratação, sensorial e viscosidade e propriedades naturais. “Extraído de beterrabas não transgênicas, GENENCARE® OSMS BA é um osmólito que hidrata a pele por meio da osmoproteção e fortalece a barreira cutânea, evitando o efeito de ressecamento da pele pelo álcool. Também proporciona um toque sedoso agradável e previne o efeito desidratante do álcool, mesmo após múltiplas aplicações ao longo do dia”, diz Elaine.

Um estudo realizado com um antisséptico para as mãos com 2% de GENENCARE® OSMS BA mostrou que ele aumenta significativamente a hidratação da pele por 8 horas, mesmo 2 horas após o término das aplicações repetidas. Também diminui o ressecamento visual após 2, 8 e 24 horas a primeira aplicação. Eliane acrescenta que, além de hidratação, o ingrediente pode melhorar também a sensorialidade da glicerina em um antisséptico para as mãos. “Uma aplicação de 2% de GENENCARE® OSMS BA mais 2% de glicerina melhora significativamente o perfil sensorial do antisséptico, em comparação com 4% de glicerina, enquanto mantém o mesmo nível de hidratação”, garante.

Clean beauty

“Um percentual assustador de 61% de brasileiros não sabe dizer o que é um produto sustentável”, alerta Viviane Gandelman, vice-presidente da Dinaco, citando Panorama do Consumo Consciente no Brasil, realizado em 2018 pelo Instituto Akatu. “Uma grande maioria da população ainda precisa ser educada e informada quanto aos benefícios de produtos clean para a sociedade no longo prazo. É como o tripé da sustentabilidade que busca resultados triplos, com mesmo peso para o econômico, o social e o ambiental, mas nosso modelo mental ainda nos leva a crer que um dos pilares é excludente dos demais. Da mesma forma, a clean beauty permite uma lógica de combinação. Bom para todos: consumidor, sociedade e planeta”, avalia.

Viviane Gandelman, vice-presidente da Dinaco

Para a executiva, mais do que nunca, o foco hoje é saúde e segurança. “Em parceria com representadas comprometidas com o movimento clean beauty, trazemos para o mercado brasileiro opções que atendem aos diversos claims buscados por nossos clientes, como vegano, verde, natural, orgânico, sustentável ou clean”, garante. Ela cita como exemplo a Alchemy, do Reino Unido, que desenvolve sistemas de emulsões e espessantes diferenciados de origem natural, e a  Aprinnova, líder global na fabricação de especialidades derivadas de cana-de-açúcar, que traz uma alternativa natural ao silicone.

Da Lubrizol Life Science, Viviane destaca ativos de fontes renováveis obtidos através de processos produtivos com mínimo impacto no meio ambiente, menor consumo de água e de energia, sempre com segurança e transparência em toda sua cadeia de suprimentos. Segundo ela, esses ativos ainda se diferenciam por seu respaldo técnico: “Os claims sugeridos são embasados por diversos testes in vitro e in vivo, facilitando o trabalho de P&D, em especial em pequenas e médias empresas como as indie brands”.

Já da Nagase, do Japão, que usa biotecnologia com processos enzimáticos ou de fermentação em toda sua linha de produto, o destaque são ativos certificados orgânicos de alto desempenho. Com inspiração na natureza da Patagônia, a Novachem, desenvolve ativos e extratos naturais ricos em storytelling, fundamental para tempos de compras online é outra empresa parceira da Dinaco. “Nossa representada alemã Schülke, especializada em preservação químico-técnica e questões antimicrobianas, lançou este ano dois conservantes naturais, ideais para formulações naturais. Um ano antes, a Sozio, uma das pioneiras líderes do setor de perfumaria fina da França, desenvolveu uma linha de fragrâncias clean beauty, com opções orgânicas, naturais, conscientes e sustentáveis”, completa Viviane.

Guia para criar uma linha completa de cosméticos sustentáveis

Grandes e pequenas empresas já se deram conta de que é preciso buscar alternativas para diminuir os impactos no meio ambiente e ao mesmo tempo atender as demandas do consumidor. Para ajudar os fabricantes, o Talk SCIENCE, um blog mantido pela FCE Cosmetique com vários conteúdos relacionados à indústria farmacêutica, cosmética e de química analítica, criou o Guia para criar uma linha completa de cosméticos sustentáveis, com informações sobre conceitos, cuidados necessários, responsabilidade social e boas práticas para aplicar na nas empresas. O e-book é gratuito e pode ser baixado aqui.

Green Cosmetics Summit

Outra oportunidade para estar preparado para as transformações esperadas para o pós-pandemia é participar do Green Cosmetics – Seminário de Tecnologia Verde & Sustentabilidade em Cosméticos, organizado pela Innovation Business Media e promovido pelo Portal Cosmetic Innovation, que será realizado nos dias 20 e 21 de outubro de 2020.

“Serão apresentados temas dos mais relevantes da atualidade, como os desafios do setor, gerenciamento de cadeias de fornecimento sustentáveis, assuntos regulatórios, inovações em ingredientes e formulações, embalagens ecológicas, insights, movimentos e tendências em cosméticos verdes e sustentabilidade”, adianta Murilo Marques, diretor da Innovation Business Media, destacando que o seminário reunirá profissionais e especialistas da indústria cosmética, incluindo fornecedores de matérias-primas e embalagens, fabricantes de cosméticos, marcas, varejistas, entidades e certificadoras para discutir o futuro do setor no Brasil e no mundo. Acesse aqui para mais informações e inscrições.

Comments are closed.

Parceiros 2020

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros