Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Destaque Matérias EspeciaisOportunidades em proteção solar crescem fora da categoria

Oportunidades em proteção solar crescem fora da categoria

  • Written by:

Formulações com FPS especialmente para cuidados da pele da face dominam os lançamentos  

Por Estela Mendonça

Enquanto o mercado global de proteção solar deverá crescer 24% nos próximos cincos anos e superar os US$ 15,5 bilhões em 2026, o Brasil, que sustenta a terceira posição no ranking mundial de consumo, não terá um desempenho tão notável e, no mesmo período, deverá registrar uma elevação inferior a 3% sobre os R$ 3,5 bilhões apurados em 2021, encerrado com uma alta tímida de 1,5% em relação a 2016. Os dados são da Euromonitor International

Vale destacar que a Euromonitor considera na pesquisa apenas produtos comercializados exclusivamente na categoria de sun care, não incluindo outros itens de skincare que têm a proteção solar como um dos benefícios, o que vem atender a demanda cada vez mais maior por multifuncionalidade, além reforçar a grande importância que os consumidores estão atribuindo à proteção contra os perigos da exposição aos raios UV. 

Jaqueline Zmijevski, dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

“O protetor solar é, sem dúvidas, o melhor creme antirrugas que existe. Independentemente do tipo de pele, quando pensamos em prevenção de câncer de pele e envelhecimento precoce, qualquer protetor FPS maior ou igual a 30, aplicado de maneira adequada, cumprirá bem seu papel”, destaca a Jaqueline Zmijevski, dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). “O raio UVA está presente o ano todo, mesmo no clima frio e tempo nublado e, inclusive, ultrapassa vidros de janelas. Esse tipo de radiação causa aumento do risco de câncer de pele e fotoenvelhecimento, flacidez, rugas e manchas”, alerta a médica.

Com a necessidade de adaptação às diversas formulações que passaram a incorporar filtros, uma tendência que só tende a crescer nos próximos anos, os fornecedores de matérias-primas estão empenhadas em oferecer soluções para apoiar marcas nos desafios de desenvolvimento.

Estrutura empilhada 

Para Luis Eduardo Correa, gerente de desenvolvimento de vendas em proteção solar da Croda, a performance, o sensorial e os benefícios adicionais de um protetor solar nunca foram tão relevantes na escolha do produto. “O sensorial é a primeira impressão do consumidor ao utilizar um produto, e entregar um sensorial agradável pode tornar-se um fator decisivo na escolha do produto”, afirma, acrescentando que fácil espalhabilidade, absorção, transparência em diferentes tipos de pele e leveza na aplicação são benefícios importantes, já que os cuidados com o sol requerem a reaplicação ao longo do dia.

Luis Eduardo Correa, gerente de desenvolvimento de vendas em proteção solar da Croda

Em relação ao impacto no meio ambiente e a segurança dos produtos, para um consumidor cada vez mais consciente e exigente sobre os ingredientes, Correa aponta que o mercado de proteção solar apresenta novas tendências que vão além de sua função principal de proteger a pele contra a radiação UV, entre elas os protetores reef safe, seguros aos corais, e a blue beauty, relacionada aos oceanos, além das formulações clean beauty, livres de ingredientes restritivos ou banidos pelo mercado.

“Em protetores solares mais conscientes e limpos existem três pilares importantes a considerar: natural, seguro para o ambiente e seguro para a pele”, ressalta Correa. Nesse contexto, o uso de filtros inorgânicos vem ganhando cada vez mais espaço, possibilitando o desenvolvimento de formulações mais naturais e seguras para aplicação na pele. “Eles ampliam a oferta de fórmulas mais naturais e veganas, pois utilizam em suas formulações dióxido de titânio e óxido de zinco (em pó ou dispersão)”.

Além disso, Correa explica que os níveis de adição dos filtros inorgânicos são menos restritivos que os níveis permitidos para filtros orgânicos. Todos os órgãos reguladores no mundo aprovam o uso de TiO2 e ZnO como filtros UV em níveis de até 25% de adição destes ingredientes.

Com extensa pesquisa sobre proteção solar eficaz e sensorial do produto, a Croda possui a tecnologia SolaveilTM, que inclui TiO2 e ZnO revestidos, em dispersão mas também em pó, nas linhas Clarus, Harmony e Spextra. “São vários tamanhos de partículas e dispersões em diferentes veículos para atender às mais diversas necessidades de formulação, desempenho de proteção e sensorial”, descreve o executivo.

Correa destaca também a linha SolaveilTM MicNo,  com uma morfologia única de ZnO formada por cristais primários em uma estrutura empilhada, o que oferece a proteção e transparência desejadas e promove alto grau de transparência na pele e proteção de amplo espectro UVA e UVB por dois mecanismos: absorção e dispersão.

Proteção do ambiente

Vinicius Bim, especialista em inovação e focal point para proteção solar da BASF para a América do Sul, observa que o mercado de proteção solar vem se recuperando após a pandemia, à medida que os consumidores retomam às suas atividades diárias, o turismo é reativado e todos voltam a participar de atividades sociais.  “À medida que os protetores solares se tornam novamente uma necessidade diária, os consumidores buscam melhores perfis sensoriais, alta eficiência, segurança e também transparência quanto aos ingredientes que estão sendo utilizados em seus produtos”.

Vinicius Bim, especialista em inovação e focal point para proteção solar da BASF

O especialista ressalta que, atualmente, grande parte dos produtos cosméticos utilizados no dia a dia, como os xampus, condicionadores, cremes corporais e faciais, já contêm uma alta porcentagem de ingredientes de origem natural. No entanto, quando são analisados os protetores solares, historicamente possuem um teor relativamente mais baixo de ingredientes naturais nas formulações, devido à origem sintética dos filtros solares e à baixa eficiência de moléculas mais antigas.

Com as tecnologias de alto desempenho da BASF, como os filtros Tinosorb® e Uvinul®, Bim afirma que os formuladores possuem alternativas para o desenvolvimento de fórmulas com concentração até 50% menor no total de filtros de um protetor, o que torna possível desenvolver formulações com mais de 70% de índice de ingredientes naturais.

Além dessas tecnologias, Bim informa que a BASF trabalha com ingredientes naturais que permitem aumentar significativamente o desempenho da fórmula, como, por exemplo, a Cutina® HR Flakes, que é uma cera natural hidrogenada com ação espessante, estabilizante e gelificante para formular emulsões destinadas ao cabelo e pele.

“Novos estudos demonstraram que a Cutina® HR Flakes pode aumentar a resistência à água, substituindo polímeros sintéticos pouco solúveis, com grande potencial no aumento do FPS e UVA das formulações, oferecendo alternativas naturais e ambientalmente amigáveis”, explica Bim.

Peles sensíveis

“Os consumidores estão mais conscientes do meio ambiente e querem comprar produtos personalizados, com texturas luxuosas e com custo acessível”, diz Karina Camillo, especialista de produto em Beauty & Personal Care e Home Care e I&I na IMCD Brasil, reforçando que os protetores solares minerais com dióxido de titânio e óxido de zinco são seguros para a nossa saúde e o meio ambiente.

Karina Camillo, especialista de produto da IMCD Brasil

Para garantir maior estabilidade das formulações, a especialista indica a linha de dispersões fluidas UV CUT que, em comparação com os pós, são mais fáceis de manusear, seguras e com maior eficácia, além de menor possibilidade de causarem irritação na pele.  Karina ressalta que a linha é aprovada globalmente, com opções sintéticas e naturais disponíveis.

A aplicação de UV CUT, de acordo com a especialista da IMCD, é recomendada para filtros solares em geral, em especial para itens para peles sensíveis e para bebês, BB creams e maquiagens líquidas multifuncionais. “As dispersões UV CUT são uma excelente indicação para peles sensíveis, que reagem com exposição ao calor, uma vez que desviam da pele o calor e a energia liberados pelo sol”, destaca, informando que elas também apresentam menor obstrução dos poros, o que é ideal para tipos de peles propensas à acne, além de prevenirem manchas.

Teste comparativo com óxido de zinco e dióxido de titânio em pó demonstrou um efeito uniforme do UV CUT (imagem). “Também temos disponíveis testes in vivo, comprovando o efeito não esbranquiçado, o que é um benefício esperado, principalmente em produtos voltados para peles negras”, informa Karina.

Outra indicação de Karina é o Gransurf PG-14, um emulsificante exclusivo à base de poliglicerol, projetado para uso em séruns, loções, protetores solares e bases A/O e A/Si, com propriedades umectantes aprimoradas para pigmentos com revestimentos de origem vegetal ou de silicone. O produto tem um HLB de 9-9,5, sendo compatível com ingredientes naturais e sintéticos, incluindo ésteres de baixa e alta polaridade, hidrocarbonetos voláteis e não voláteis e fluidos de silicone.

“O Gransurf PG-14 confere às formulações um sensorial rico e luxuoso, principalmente em protetores solares e BB creams com filtros químicos, físicos e pigmentos, cujo sensorial é normalmente mais comprometido, além de melhorar a estabilidade e a espalhabilidade dos produtos”, detalha Karina.

Filtro lipofílico

Para Juliana Valine, analista de produtos da Volp, os novos hábitos de consumo e a preocupação com a saúde destacam a proteção solar como uma questão de saúde pública e bem-estar. “A procura crescente por esportes e atividades ao ar livre, após um longo período de isolamento, aumentou a exposição dos consumidores aos raios solares. Juntando-se a isso, com a busca por um envelhecimento saudável, os consumidores tentam cada vez mais desacelerá-lo utilizando produtos que cuidem e tratem da pele, de maneira eficaz e de fácil aplicação”.

Juliana Valine, analista de produtos da Volp

Juliana aponta que as demandas por novos formatos cosméticos têm estado em evidência, como produtos sólidos, líquidos, em géis ou sprays, e têm levado os formuladores a procurarem inovações para o uso de matérias-primas clássicas em seus produtos. “E o mais importante em todos esses formatos é a incorporação de filtros solares, que além de valor, agrega saúde e bem-estar”.

“Demandas por matérias-primas veganas e que não tenham sido submetidas a testes em animais estão sendo requisitadas por diversos consumidores em todos os nichos de mercado. Nossos filtros solares da MFCI se encaixam em todas as demandas, além de garantirem qualidade e eficácia”, afirma Juliana, destacando o Homosalato MFSORB 504.

A analista da Volp explica que o Homosalato é um filtro orgânico que atua na proteção contra os raios UVB, que causam principalmente danos ao DNA, provocando um aumento da degradação de colágeno, elastina e ácido hialurônico no organismo. Ele também é um excelente solubilizante de filtros em pó, como a avobenzona (MFSORB 502) e benzofenona 3 (MFSORB 202).

Segundo Juliana, o MFSORB 504 é um filtro lipofílico excelente para ser aplicado como filtro secundário em formulações com alto FPS, já que possui compatibilidade em diversas fórmulas, tanto de protetores solares como em produtos multifuncionais. “A proteção solar é essencial. É preciso cada vez mais incorporar filtros em produtos, não somente em produtos caracterizados com essa única função”, afirma.

Linhas de defesa

Entre as estratégias que podem garantir um grande diferencial para o desenvolvimento do protetor solar do futuro, Soraya Moura, gerente de inovação e aplicação de cosméticos Latam da Merck, destaca soluções otimizadas que possam ser desenvolvidas com um sensorial agradável a partir de ingredientes com maior compatibilidade com a pele e meio o ambiente, que atuem como primeira linha de defesa da pele, interagindo com os diferentes tipos de radiação para ajudar a evitar que permeiem na pele, associados a outros ativos na segunda linha de defesa, com uma ação biológica contra os possíveis danos da radiação.

Soraya Moura, gerente de inovação e aplicação de cosméticos Latam da Merck

Soraya ressalta que a proteção solar moderna leva em consideração a fotoproteção além dos conhecidos raios UVA e UVB. “Cientistas já demonstraram como a pele enfrenta estresse diariamente quando exposta a diferentes bandas de comprimentos de onda do espectro solar, incluindo não só a luz UV, mas também a luz visível e especialmente a gama HEVL (High Energy Visible light), bem como os comprimentos de onda mais longos como infravermelho”.

A primeira linha de defesa são os filtros solares propriamente ditos. Soraya explica que eles interagem com a radiação por meio da reflexão, difusão e absorção da luz UV e, dessa forma, ajudam a evitar que a radiação permeie na pele. “O dióxido de titânio Eusolex® T-AVO é o melhor na categoria para a tradicional proteção UV. Adicionalmente, fizemos um estudo no qual ele chegou a reduzir em até 40% a transmissão de luz azul na pele. E no estudo ex vivo, teve uma boa performance de proteção contra danos causados pela radiação HEVL (visível) e IR-A (infravermelho)”.

Para a segunda linha de defesa que, por sua vez, atua de forma responsiva com uma ação biológica de defesa contra os possíveis danos da radiação que acaba permeando na pele, Soraya recomenda dois potentes antioxidantes, o extrato natural de Emblica® e o RonaCare® AP. Além desses, o RonaCare® Ectoin é um ingrediente com excelente ação de proteção celular natural. Todos eles foram amplamente testados e apresentaram bons resultados.

A gerente da Merck aponta ainda a demanda por sistemas de filtros que sejam cada vez mais compatíveis com o meio ambiente e a necessidade de mais pesquisas para avaliar especificamente a toxicidade dos filtros UV no ambiente aquático. “Nesse sentido, o laboratório de aplicação do Brasil conseguiu tornar biodegradável o conteúdo orgânico da fórmula, um resultado pioneiro para a Merck no país”, comemora Soraya, que também destaca que em 2018 cientistas italianos (Corinaldesi  et al) publicaram um estudo sobre o impacto de filtros inorgânicos contidos em protetores solares em corais tropicais, demonstrando que filtros inorgânicos à base de dióxido de titânio, neste caso o Eusolex® T 2000, não branquearam os corais. “A Merck consegue atender as demandas do protetor solar do futuro”, completa.

Dispersões pré-fabricadas

“O desenvolvimento de protetores solares é muitas vezes temido por diversos formuladores e esse temor desperta ainda mais quando se trata do uso de filtros físicos”, diz Bruna Bronzatti, analista de laboratório da aplicação da Kobo, lembrando que o dióxido de titânio e o óxido de zinco são reconhecidos como seguros e eficazes pelo FDA nos Estados Unidos e pela Comunidade Europeia.

Bruna Bronzatti, analista de laboratório da aplicação da Kobo

Embora o uso de protetores solares 100% minerais venha registrando um aumento constante de consumidores que buscam segurança para si e para o meio ambiente, Bruna ressalta que é muito importante considerar que a aplicação não tenha residual branco para seu uso correto.

A Kobo oferece várias diversas opções para auxiliar os formuladores a chegar ao efeito esperado. Entre as propostas da empresa, Bruna aponta os diversos tamanhos de partícula, para o alcance de FPS mais altos ou para um protetor solar mais transparente, e seus revestimentos, que permitem que os filtros sejam química e fisicamente mais estáveis e aumentem a facilidade de sua dispersão na formulação. Ela também recomenda as dispersões pré-fabricadas, que otimizam o tempo de processo e apresentam uma distribuição mais uniforme dos tamanhos de partícula, resultando em uma maior proteção UV.

Uma alternativa oferecida pela Kobo é o desenvolvimento de formulações de protetores “all zinc oxide’’, que utilizam óxidos de zinco de tamanhos de partículas diferentes, já que o ativo tem um índice de refração mais baixo e oferece transparência em sua aplicação, além de permitir a obtenção de um FPS mais alto e UVA balanceado.

No portfólio da Kobo há opções nano e não-nano de TiO2 e ZnO, materiais de origem natural com aprovação Cosmos, e a dispersão desses filtros com boosters em diferentes emolientes, que permitem atingir um FPS mais alto com uma menor concentração de ativo. “Diversas formulações de protetores solares são desenvolvidas por nossos especialistas de Pesquisa e Desenvolvimento e Laboratório de Aplicação contendo FPS 50+ e mínimo efeito branco, que poderão ajudar na seleção das melhores opções de filtros físicos para a formulação desejada”, garante Bruna.

Alto índice de naturalidade

“Alinhada às tendências globais e demandas do novo consumidor, a Focus Química traz constantes atualizações em seu portfólio, oferecendo soluções cosméticas que, além de proporcionar o cuidado pessoal único, se expandem, atendendo aos atuais requisitos de sustentabilidade e preservação do meio ambiente”, afirma Leticia Stefano, assistente de marketing técnico da empresa.

Leticia Stefano, assistente de marketing técnico da Focus Química

Na categoria de proteção solar, Letícia destaca a introdução no portfólio do PARSOL® EHT (Ethylhexyl Triazone) da representada DSM. Segundo Letícia, além de proporcionar a maior absorção UVB no mercado, possui um perfil ecologicamente amigável que permite formulações de alto índice de naturalidade, possui boa compatibilidade com outros filtros orgânicos e inorgânicos e é inerte e fotoestável.

“Essas características permitem que o formulador atinja o FPS desejado em baixas concentrações de uso, sendo facilmente dissolvido na fase oleosa e utilizado em uma grande gama de produtos”, explica Letícia, citando teste in vivo com formulações baseadas no mesmo conjunto de filtros UV, mas com variações na concentração de PARSOL® EHT (imagem). “PARSOL® EHT é capaz de elevar o grau de proteção de uma formulação com FPS 11 para FPS 20 e até FPS 30”.

Outra vantagem, segundo Letícia, é que, combinado com outros filtros da DSM, como o PARSOL® 1789 (Butyl Methoxydibenzoylmethane) o PARSOL® EHT garante proteção total em UVA e UVB, traz baixo impacto ecológico, seguindo a tendência eco friendly e auxilia na fotoestabilidade da avobenzona.

Letícia lembra que na utilização de filtros sólidos, como é o PARSOL® EHT, é chave a escolha de bons solubilizantes, que evitem sua recristalização e mantenham o perfil ecológico do produto, indicando o DUB DOA (Diethylhexyl adipate), da representada Stéarinerie Dubois. “Ele também contribui para um excelente sensorial do produto final, por fornecer emoliência e amplificar sua resistência à água, características essenciais na produção de um protetor solar, além de ser biodegradável”.

Combate à glicação

“A radiação UV é um dos grandes fatores de risco para a glicação da pele e seu acúmulo resulta nos produtos finais de glicação avançada (AGEs), reconhecidos como os principais impulsionadores de danos cumulativos e envelhecimento da pele, alerta Hoda Nahas, gerente regional de vendas Latam da IFF Lucas Meyer Cosmetics.

Hoda Nahas, gerente regional de vendas Latam da IFF Lucas Meyer Cosmetic

Hoda explica que a glicação modifica as propriedades biomecânicas e funcionais das principais proteínas estruturais da pele, interferindo em inúmeras funções fisiológicas. Por meio da interação com seu receptor (RAGE), os AGEs ativam vias moleculares que prejudicam a homeostase do tecido. “A glicação resulta em perda de elasticidade, rugas, inflamação e hiperpigmentação da pele. A Lucas Meyer Cosmetics denomina esse processo de Glyc-Aging™”.

Recentemente, a empresa lançou o IBR-Solage™, um extrato lipossolúvel da microalga rosa Dunaliella salina cultivada de forma sustentável sob o sol do Mediterrâneo, 100% natural (ISO 16128), livre de conservantes e Vegan Compatible. O ativo biomimetiza a adaptação dessa alga ao estresse solar para combater o Glyc-Aging™.

A Dunaliella salina também conhecida como pink microalgae, segundo Hoda, não é estranha a condições extremas, vive em ambientes de alta salinidade e radiação solar intensa. Sob o estresse solar, essa microalga, normalmente verde, adapta-se gerando grandes quantidades de betacaroteno, o que lhe confere uma cor rosada. “Curiosamente, ela também acumula os precursores do betacaroteno, os carotenoides incolores fitoeno e fitoflueno, muito desejados pelos formuladores de cosméticos, pois trazem todos os benefícios dos carotenoides sem o impacto da cor do betacaroteno”.

A Lucas Meyer comprovou que o IBR-Solage™ fornece proteção multifuncional à pele: diminui a formação de AGEs induzidas e desintoxica os pré-existentes,   regula a expressão de NRF2, aumentando o poder antioxidante celular e a capacidade de desintoxicação de AGEs,  além de  diminuir a produção de IL6 e IL8, o que reduz a resposta inflamatória.

Testado em uma população com alta exposição solar diária, a aplicação de 1% de IBR-SolAge™ reduziu o acúmulo de AGEs, melhorou a elasticidade, reduziu a aspereza da pele e preveniu o aparecimento de rugas e manchas causadas pela radiação UV.

Proteção às células-tronco

Luciana Ferra, coordenadora técnica de personal care da Gattefossé para a América do Sul e Central, reforça que o fotoenvelhecimento é a principal consequência da exposição solar repetida. “Atualmente, os consumidores estão mais conscientes dos danos da radiação e vemos uma mudança de consumo de skincare para skin health. Assim, é essencial agregar ativos às formulações de proteção solar que proporcionem a saúde da pele, promovendo proteção e reparo de danos”.

Luciana Ferra, coordenadora técnica de personal care da Gattefossé

A executiva ressalta que muitas publicações científicas evidenciaram o fato de que os raios UVA não são tão inócuos quanto se pensava anteriormente para a epiderme. As pesquisas mostram que a radiação UVA é muito propensa a induzir lesões de DNA na camada basal epidérmica, na qual estão localizadas as células-tronco de queratinócitos. “Lesões de DNA nessas células particulares podem estar na origem de danos genéticos e mutações em queratinócitos que podem comprometer a saúde da epiderme no longo prazo”.

A Gattefossé, em cooperação científica com institutos de pesquisa, desenvolveu um ativo vegetal capaz de proteger as células-tronco de queratinócitos contra as lesões no DNA induzidas pela radiação UVA: Solastemis™, lançado e premiado este ano na in-cosmetics® global de Paris.

“Solastemis™ atua em toda cascata decorrente da exposição à radiação UVA: diminui a produção de espécies reativas de oxigênio, reduz as lesões no DNA, melhora a capacidade de reparo do DNA, além de manter o potencial de stemness, capacidade proliferativa das células tronco epidérmicas”, explica Luciana, acrescentando que, na derme, atua protegendo as macromoléculas da degradação induzida pela exposição à radiação.

A eficácia de Solastemis™ foi avaliada a 2% de uso, por meio de várias técnicas que mensuram os principais sinais do fotoenvelhecimento, demonstrando reduzir de forma significativa as rugas na região dos pés de galinha e melhorar o microrrelevo cutâneo, além de proporcionar um tom de pele mais homogêneo, luminoso e saudável, conforme imagem abaixo.

“Solastemis™ é aprovado COSMOS, obtido por meio da tecnologia NaDES (Natural Deep Eutectic Solvents) e é ideal para produtos de fotoproteção ao proteger a integridade celular e garantir a beleza e saúde duradouras da pele”, completa Luciana. Acesse mais informações sobre o novo ativo da Gattefossé aqui.

Micosporina biomimética

“A natureza é uma maravilhosa fonte de inspiração para desenvolver soluções inovadoras. Organismos marinhos são capazes de produzir metabólitos secundários, os aminoácidos tipo micosporina (MAAs), que protegem contra o excesso de radiação ultravioleta no ambiente e ao estresse oxidativo. A partir daí, podemos descobrir uma ampla gama de moléculas poderosas e inovadoras para imitar os MAAs como compostos fotoprotetores”, sublinha Fernanda Soro, gerente sênior de marketing Latam da Sensient Beauty.

Fernanda Soro, gerente de marketing da Sensient

Foi justamente a partir dessa fonte de inspiração que a Sensient Beauty lançou este ano na in-cosmetics global o SENSISORB® BIOMIM, um ingrediente multifuncional único, livre de OMC e BHT, que oferece proteção UVA e UVB, preservação da coloração e cheiro, e FPS booster.

Fernanda destaca que a usabilidade dessa inovação vai muito além de protetores solares, já que o SENSISORB® BIOMIM pode ser aplicado, por exemplo, em maquiagem híbrida com proteção UV, além de perfumes e outros produtos de higiene pessoal, como em enxaguatórios bucais, com a função de protetor de cor e fragrância.

“Vale lembrar que os ingredientes que proporcionam boost de FPS fazem toda a diferença para criar fórmulas estáveis, com texturas e sensoriais agradáveis. Isso porque eles aumentam o FPS, permitindo a redução de filtros na formulação”, explica, citando como exemplo os filtros solares físicos, que têm ganhado preferência global por serem de origem natural, mas que podem deixar resquícios brancos na pele. “Esse tipo de solução auxilia a desenvolver um protetor solar mais translúcido, ideal para todas as tonalidades de pele”.

Fernanda destaca também mais duas soluções de booster de FPS da Sensient: as sílicas SENSIBEAD® e a solução COVABEAD® CRYSTAL. As sílicas SENSIBEAD®, alternativa natural às microesferas de plástico, um dos principais poluentes dos oceanos, sendo, portanto ideais para a formulação de protetores solares “ocean friendly”. A linha conta com os itens SENSIBEAD® SI 175, SENSIBEAD® SI 320, SENSIBEAD® SI 500 e SENSIBEAD® SI 1500, que também oferecem um sensorial aveludado, efeito blur (auxilia no disfarce de rugas), além de toque seco e efeito mate.

Já o COVABEAD® CRYSTAL, solução inovadora para proteção contra a luz azul, composta por borossilicato de cálcio e sódio, com partículas esféricas finas e não porosas. “Trata-se de uma tecnologia com combinação única de propriedades de reflexão da luz e impacto sensorial para formulações avançadas de cuidados com a pele, comprovada por testes in vivo e in vitro”.

Mais valor à proteção

“Com a chegada do verão, a proteção solar é essencial, mas como se destacar em uma prateleira repleta de produtos que oferecem o mesmo benefício?”, provoca Elaine Scarelli, líder de Home & Personal Care para a América Latina da IFF, que destaca a importância atual em atrelar valor aos produtos: “Em tempos de aumento de preços e redução de poder de compra, as marcas precisam ser cada vez mais transparentes e claras ao comunicarem os valores atrelados aos lançamentos. Ter em mente uma proposta de benefícios extras e levar em consideração as novas necessidades do consumidor são formas de se diferenciar no mercado. Neste sentido, GENENCARE® OSMS BA atende esta dupla demanda, porque proporciona hidratação e atende à crescente conscientização do consumidor sobre o impacto ambientais de suas decisões”.

Elaine Scarelli, líder de Home & Personal Care para a América Latina da IFF

Elaine explica que a exposição ao sol e ao ar condicionado, que costuma ser mais intensa durante o período do verão, pode trazer efeitos indesejados à pele, como o ressecamento. Manter a pele hidratada é fundamental para uma pele saudável, pois contribui para metabolismo cutâneo adequado e mantém a elasticidade e flexibilidade dos tecidos, assim como as funções de proteção da pele.

GENENCARE® OSMS BA, segundo Elaine, é um osmólito de base 100% biológica, que desempenha um papel fundamental no combate ao ressecamento da pele, promovendo um equilíbrio hídrico saudável por meio da osmose. A betaína também atua como umectante e fortalece a barreira cutânea. “Portanto, um único ingrediente apoia três das quatro estratégias de cuidados com a pele, contribuindo para a hidratação de curto e longo prazo”.

Para além da demanda de hidratação, Elaine destaca que o GENENCARE® OSMS BA também atende o interesse de 38% dos consumidores de protetor solar brasileiros, que dizem querer produtos que não impactem negativamente o meio ambiente, citando pesquisa da Kantar. Certificado através do Programa Upcycled Certified™ da Upcycled Food Association (UFA), o GENENCARE® OSMS BA integra a linha de bioativos para cuidados pessoais da IFF, desenvolvida a partir do subproduto melaço do processamento de beterraba sacarina.

“Com a tecnologia avançada da IFF aplicada ao processo de desaçucarização, as usinas de açúcar podem agora extrair mais açúcar e reduzir a quantidade resíduo de melaço sem açúcar. Com isso, a linha GENENCARE® OSMS é produzida aproveitando mais de 95% dos resíduos que antes seriam descartados”, completa Elaine.

Maior inovação em 30 anos

Após 10 anos de pesquisa, com seis trabalhos científicos publicados, a L’Oréal apresentou recentemente a tecnologia de filtro solar UVMune 400, que melhorou o desempenho de seu filtro patenteado Mexoryl 400.

Segundo a empresa, trata-se de sua maior inovação em proteção solar em 30 anos para proteger efetivamente a pele contra os raios UVA ultralongos de 380 nm, que representam 30% dos UV e que até agora foram insuficientemente filtrados.

Barbara Lavernos, vice-presidente da L’Oréal

A La Roche-Posay Anthelios é a primeira marca do grupo a utilizar a tecnologia. Estudos mostraram que Anthelios UVMune 400 protege contra danos celulares profundos, que estão ligados a sinais de envelhecimento prematuro, e previne lesões de DNA, que podem levar ao câncer de pele. Testado em todos os tipos e fototipos de pele, o Anthelios UVMune 400 foi lançado em março em forma de fluido invisível e creme hidratante.

“Nossas equipes de pesquisa e desenvolvimento da L’Oréal superaram com sucesso o verdadeiro desafio científico de inventar uma tecnologia de filtro solar para cobrir a zona UVA que era muito menos coberta. Isso nos permite fornecer nossa filtragem mais ampla e proteger a pele dos efeitos nocivos do sol. Esta descoberta está totalmente alinhada com a abordagem do Grupo de dar respostas a questões de saúde pública, como os riscos ligados à exposição da pele à radiação UV”, disse Barbara Lavernos, vice-presidente responsável pela Pesquisa, Inovação e Tecnologia na L’Oréal.

Tecnologia japonesa

Lançada no Brasil no final de novembro de 2021, com venda exclusiva no e-commerce e introduzida no canal farma em abril deste ano, a Skin Aqua, fabricada pela  Rohto Japão, é a marca de protetores solares número 1 em volume de vendas no país asiático, segundo a diretora de desenvolvimento de negócios da empresa no Brasil Mônica Kolanian.

São quatro itens disponíveis, divididos em duas linhas diferentes: a Skin Aqua FPS 50, com fórmula multifuncional e a Skin Tone UP FPS 50. Além de ingredientes hidratantes como o ácido hialurônico e antioxidantes como a Vitamina C e os extratos naturais de plantas. Mônica destaca as tecnologias dos produtos: “A Watery Capsule proporciona alta proteção com textura leve, já que mantém o ativo do filtro solar oleoso encapsulado em uma molécula de água. Já a Light Endurance impede a degradação dos filtros solares contra os raios, mantendo estável o fator de proteção durante o uso”.

Um dos destaques é o Skin Aqua Tone Up UV Essence FPS 50, que contém micro pérolas que conferem à pele luminosidade, e pigmento de cor lavanda, que neutraliza os tons amarelados. “O mercado de proteção solar no Brasil é gigante e temos uma grande oportunidade de trazer produtos de alta tecnologia japonesa para os brasileiros”, completa Mônica.

A marca da J&J Neutrogena ampliou e seu portfólio e lançou a linha Bright Boost, primeira linha antissinais da marca que acelera a renovação celular em até 10 vezes. Composta por dois produtos, gel creme e gel creme FPS 30, a linha proporciona uma pele mais lisa, uniforme e iluminada desde a primeira semana de uso.  A protagonista da linha é a neoglucosamina, ativo  dermocosmético que ajuda a promover a síntese do ácido hialurônico na pele, promove a renovação celular de maneira suave, melhora a aparência de linhas finas e confere uniformização do tom, além de ajudar a restabelecer os níveis de água da pele. A fórmula do Gel Creme FPS 30, além de proporcionar proteção solar, combina a neoglucosamina a poderosos antioxidantes, como as vitaminas C e E, e o extrato de moringa,  que previnem o envelhecimento da pele.

FPS 50 com vitamina C

A Avon lançou em março o Renew Hidratante Antioxidante FPS50 com derivado de Vitamina C, um produto para o rosto com benefícios múltiplos: hidrata por até 24 horas, conta com dupla proteção, FPS 50 e proteção do antioxidante, que previne o envelhecimento precoce.

“O novo Hidratante Antioxidante de Renew é um coringa, pois traz benefícios para pessoas de todas as idades e tipos de pele. Quando usado sozinho, oferece um skincare completo, eficiente e fácil de manter. Quando aplicado junto com os outros produtos da linha Vitamina C, de Renew, garante melhorias ainda mais significativas”, explica Luciana Dávila, diretora de marketing da categoria Face e Corpo da Avon Brasil. “Como a primeira marca a estabilizar a Vitamina C no mundo, temos muito orgulho em ver crescer uma linha focada no nutriente e em poder democratizar cada vez mais o acesso a tecnologias de ponta nos cuidados com a pele”, completa.

Óleo bruto de buriti

No final do ano passado, a Natura apresentou dentro da linha Ekos Buriti o Protetor Solar Mineral FPS 30, com ação antidanos. Produzido com óleo bruto de buriti, o item é rico em betacaroteno, que estimula a proteção natural da pele, e ainda conta com filtros solares 100% minerais, que protegem a pele contra os raios UVA e UVB, além de rápida absorção e resistente à água e ao suor.

Proteção solar em pó

A novidade da Yes! Cosmetics é o protetor solar em pó compacto que faz parte da linha Protetor Solar FPS 50.  O produto oferece alta proteção física e química contra os efeitos nocivos do sol e acabamento aveludado. Além disso, a fórmula possui alta cobertura, vitamina E e tecnologia soft focus para proporcionar a suavização de poros e linhas finas de expressão.

Base hidratante

O Protetor solar facial Nupill Base Proteção FPS 30, disponível em três tons de pele, conta com o ativo Aquasense, que possui alto poder de hidratação instantânea e profunda. Além de prevenir o envelhecimento, o produto promete hidratar, corrigir pequenas imperfeições e uniformizar o tom da pele.

Pele masculina

A Mantecorp Skincare ampliou seu portfólio com a Loção facial 3 em 1 com FPS 30 Urby Men, que possui ação antioxidante e ajuda a melhorar a aparência facial, contém ácido hialurônico e vitamina C nanoencapsulada, que melhora a textura da pele. Indicada para o dia a dia, o produto foi idealizado para melhorar aspectos da pele masculina, que suporta ações como barbear constante, poluição e exposição solar, oferecendo hidratação imediata e prolongada, além de proteção contra a luz do sol e dos raios UVA e UVB. Com controle de oleosidade e toque seco, o Urby Men 3 em 1 também é resistente ao suor e evita o efeito esbranquiçado da barba.

Formulação com esqualano

A edição limitada do Kit Reese Witherspoon, novo lançamento de Biossance em parceria com a embaixadora da marca, além de óleo facial com e hidratante labial, conta com o Protetor Solar Mineral FPS 30 com zinco e esqualano  para uma  proteção diária  eficaz e segura para pele e os corais.

Resistência à água

O Praiô Facial FPS 50, lançado pela Jeitô Cosméticos, é um protetor solar físico, 100% vegano, com toque seco. Sua fórmula é criada a partir do dióxido de titânio e óxido de zinco e é dermatologicamente testado para oferecer maior segurança para peles mais sensíveis. “Outro diferencial do Praiô é que ele é muito resistente à água, ou seja, quem aplica o Praiô não passa por aquela situação inconveniente do protetor ficar branco na pele”, explica Gabriella Carvalho Pereira, CEO da Jeitô.

Multiproteção

A The Body Shop ampliou sua linha Skin Defense com a Loção Multiproteção Light Skin Defence FFPs50 Pa+++. O produto é registrado na Vegan Society e possui fórmula hidratante e ultraleve baseada em três pilares: multiproteção,  rápida absorção e  pele não oleosa.

Variedade e comunicação

A Coty, que detém a marca Cenoura & Bronze, presente no mercado brasileiro há 44 anos, oferece uma linha completa de produtos de proteção solar, com destaque aos itens de bronzeamento, segmento do qual é líder no país, de acordo com a Nielsen. Um destaque é a linha Efeito Dourado que, proporciona também efeito bronzeador desde a primeira aplicação. “Todos os produtos Cenoura & Bronze contam com óleo de cenoura e vitamina E. As formulações também possuem tecnologia que preserva o colágeno da pele, minimizando os danos mais profundos causados pelos raios solares”, destaca Gabriel Maia, gerente sênior de marketing do Grupo Coty no Brasil.

Gabriel Maia, gerente sênior de marketing do Grupo Coty no Brasil

“Por mais individual que seja a rotina de autocuidado, em todos os contextos a proteção da pele é fundamental, pois está relacionada a questões de saúde e prevenção dos sinais de envelhecimento causados pela exposição aos raios solares”, enfatiza Maia, acrescentando que o profundo conhecimento do consumidor brasileiro permite à companhia oferecer produtos que atendem às mais diferentes necessidades. “Para isso, realizamos constantes pesquisas para entender a assertividade dos produtos que oferecemos, nos permitindo proporcionar itens de qualidade e alta tecnologia, com ótima relação custo-benefício”.

Além de as marcas ofertarem ampla variedade de produtos, pensando nas mais diferentes necessidades e características dos consumidores, o executivo da Coty lembra que isso deve também acontecer simultaneamente à implementação de estratégias assertivas de comunicação, tanto em ambientes online (redes sociais e sites) quanto offline (pontos de venda). “Essas são iniciativas fundamentais para que as companhias atuem com destaque nesse novo cenário”.

De fato, para a Mintel, que pesquisou o impacto da pandemia no comportamento do consumidor de proteção solar, a comunicação digital tornou-se um elemento importante para atingir o consumidor.  Olivia Guinaugh, analista de beleza e cuidados pessoais, reforçando que depois da queda nas vendas registrada em 2020 a categoria vem se recuperando desde o ano passado, atenta para a importância para um dos principais obstáculos: “Encorajar os consumidores a usar protetor solar nos meses mais frios e dentro de casa ainda é um constante desafio para as marcas de do protetor solar”.

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Social Media Icons Powered by Acurax Website Designing Company