Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Fashion12 cabeleireiros apontam as maiores tendências capilares da próxima temporada

12 cabeleireiros apontam as maiores tendências capilares da próxima temporada

  • Written by:

O período entre estações é sempre certeiro para quem está a fim de uma mudança radical para ousar no visual.

Você sempre quis experimentar uma franja, mas nunca teve coragem o suficiente? Bem, agora é o momento perfeito — e a estrela de Game of Thrones, Sophie Turner, com sua novíssima “curtain bang” certamente concorda. Se você está procurando por algo um pouco mais dramático, considere o mullet, como visto na modelo Ella Emhoff, ou ainda uma versão mais curta como o corte pixie, recentemente estreado por Rihanna.

Após a primeira decisão, vem um segundo passo: você precisa pensar sobre as cores. Serão grossas e coloridas, como Evanie Frausto criou recentemente para Bella Hadid? Ou uma cabeça totalmente platinada como Billie Eilish revelou na capa da edição de junho da Vogue Britânica. Boas opções não faltam!

Aqui, nós conversamos com os maiores especialistas do mercado de beleza mundial, para descobrir as melhores tendências de cabelo e suas maiores inspirações para a próxima estação. Confira:

Sam McKnight
Sam McKnight é um cabeleireiro britânico estrelado e o nome por trás do corte de cabelo da Princesa Diana nos anos 90. Com uma carreira de mais de cinco décadas, McKnight trabalhou em vários desfiles de moda, editoriais e campanhas para uma lista de clientes que inclui Fendi, Chanel, Balmain e Tom Ford.

“Eu diria que o visual tem algo de uma jovem dos anos 70, como a atriz britânica Charlotte Rampling. Fios com movimento, lustrosos, beijados pelo sol, mas com uma plenitude juvenil. Veremos bobs longos com uma homenagem aos anos 90, mas com um acabamento moderno. As pessoas preferem camadas suaves emoldurando o rosto, com franjas de ‘cortina’ que podem ser escovadas para os lados ou dividas ao meio, para uma textura quase imperceptível.”

“[Veremos também] texturas mais cheias, mas com pontas suaves. Cabelo que parece que foi deixado para secar naturalmente e tem aquelas curvas marcadas por ficar atrás da orelha.”

Guido Palau
O lendário cabeleireiro Guido Palau lançou sua carreira nos anos 90 com editoriais para a bíblia da moda The Face, o vídeo icônico de Freedom! ’90, e uma série de campanhas para Calvin Klein estrelando Kate Moss. Hoje, Palau continua a inspirar gerações com seu trabalho para alguns dos nomes mais importantes da moda, de Prada a Valentino.

“Já se foram os dias em que as pessoas escolhiam um cabelo para o verão ou para o inverno. Hoje as pessoas querem expressar o que têm de melhor, seja com cabelo rosa brilhante, ou mechas, ou usando seus fios com textura natural. Com tudo o que passamos nos últimos 18 meses, há uma ênfase em tentar descobrir onde estamos mais confortáveis ​​em nós mesmos.”

“Algumas pessoas podem estar mais dispostas a correr riscos agora porque percebem: ‘Que diabos? É apenas um cabelo’ — eles podem se encorajar a ser mais experimentais. Não é nem para sugerir tendências, porque um estilo pode agradar a uma certa pessoa, mas não a outra. Se eu fosse dizer uma tendência, seria descobrir o seu verdadeiro eu, o que te faz sentir mais confortável. Além disso, cabelos saudáveis ​​e limpos, usando bons esfoliantes e tratamentos para o couro cabeludo, produtos que dão muito brilho, porque essas são as pedidas que nos fazem sentir bem.”

Evanie Frausto
Evanie Frausto é uma das estrelas em ascensão da moda. Cabeleireiro favorito de Bella Hadid, o americano-mexicano vem conquistando um nome com sua estética surreal e perucas fantásticas de proporções gigantescas, como as que criou recentemente para o cantor americano Lil Nas X.

“Eu gostaria de ver as pessoas retornando aos cortes de cabelo extravagantes — acabamos de passar pela pandemia de um ano, então a maioria das pessoas não conseguiu cortar ou aparar o cabelo. Se jogue nas franjas, no bob na altura do queixo, no mullet! Tenha o corte que você sempre quis, mas estava com medo. Voltemos aos cortes de cabelo como uma forma de expressão pessoal.”

“No momento, gosto de tudo com tons mais quentes, coisas que parecem beijadas pelo sol e têm vermelhidão. Pode funcionar para todos os tipos de tom de pele — você só precisa encontrar o tom certo para você. Em termos de colorações pontuais, adoro ver o retorno das mechas largas dos anos 90.”

“As pessoas deveriam brincar com uma variedade de cores e estilos, seja um rabo de cavalo superalto, uma repartido em zigue-zague ou até mesmo um coque bufante. Seria bom ver mais diversidade — pessoas fazendo coisas que são pessoais para elas e desafiando as normas.”

Gary Gill
O cabeleireiro Gary Gill trabalhou com todos, de Balenciaga e Vetements a Loewe e Versace. Inspirado pela música e pela cultura jovem, ele é celebrado por sua estética de ponta. Contribuindo como editor de beleza para Dazed & Confused, Gill também é o diretor de arte da plataforma de mentoria Emotive Hair.

“Para meninos, minha aposta são os cortes militares ou topos planos e geométricos, descoloridos a um loiro cremoso com uma raiz ligeiramente recrescida. Para as meninas, curto nas laterais e dorso, com um topo longo e flexível, ou de comprimento médio, dando altura e textura, novamente em tons claros com a raiz levemente aparecendo, ou reflexos grossos, especialmente na frente. Além disso: aposte em cortes curtos e de baixa manutenção, com cores desbotadas pelo sol para uma sensação de verão divertida e despreocupada.”

Shiori Takahashi
Shiori Takahashi é cabeleireira e editora colaboradora da Dazed Beauty em Londres. Inspirada por tendências subculturais, seu estilo lúdico e estética inovadora fizeram seu trabalho ser apresentado em todos os lugares, da Vogue Britânica e Americana à revista i-D, bem como em campanhas para Byredo, Jil Sander e Vivienne Westwood.

“Estou interessada em penteados gráficos agora. O ‘corte de princesa’ é lindo, e para criá-lo sempre me inspiro nos cortes antigos da Vidal Sassoon. Também estou amando como trancinhas pequenas e apertadas, em diferentes padrões, podem ser vistas em todas as revistas.”

“Para o verão do hemisfério norte, acho que uma aparência natural será o caminho a percorrer à medida que lentamente saímos do lockdown, mas assim que estivermos em um mundo pós-pandemia, todas as apostas estão canceladas — hora de enlouquecer! Estou pensando em raspar meu cabelo comprido — uma nova abordagem natural.”

Bob Recine
Cabeleireiro e artista visual baseado em Nova York, Bob Recine é responsável por algumas das imagens mais emocionantes da moda, trabalhando ao lado dos fotógrafos lendários Mario Sorrenti, Paolo Roversi e o falecido Peter Lindbergh. Levando seus materiais ao limite, suas esculturas de cabelo confundem a fronteira entre moda e arte.

“Eu sugiro adicionar 60 ml de água de rosas ao seu frasco de xampu, a fim de torná-lo mais leve. Dessa forma, você pode lavar com mais frequência, sem sentir que seus fios estão pesados.”

Louis Ghewy
Estudando sua arte em Antuérpia, Bélgica, em 2011, o cabeleireiro Louis Ghewy, nascido em Bruxelas, mudou-se para Londres para seguir a carreira de cabeleireiro. Desde então, a abordagem em várias camadas de Ghewy esteve em inúmeras marcas, incluindo Raf Simons, Versace e Fenty Beauty. Recentemente, ele estilizou as mechas loiras oxigenadas de Romeo Beckham para a capa da L’Uomo Vogue.

“Vejo mais individualidade do que nunca — estou vendo tantas cores divertidas e diferentes tipos de estilos afro. Também sinto que os grampos de cabelo, em todas as formas e tamanhos, estão voltando. Para o show de verão 2021 da Coperni, nós olhamos para meninas com texturas de cabelo sexy — e o que é mais sexy do que uma garota que dançou e suou a noite toda?”

Anthony Turner
Quer seja seu trabalho recente para a Miu Miu ou a última obsessão da moda na Blumarine, Anthony Turner é um dos nomes mais famosos da atualidade. Um editor de beleza colaborador da Dazed & Confused, Turner continua a ultrapassar os limites com sua estética ousada e bold.

“Estou adorando a volta do início dos anos noventa. É muito divertido! Eu amo todo esse estilo de geração Euphoria que funde os anos noventa com uma espécie de vibração de mangá — é revigorante e interessante. Para esse estilo, a textura é polida e bem cuidada, com cachos expressivos nas pontas do cabelo — pense em Meninas Malvadas. A cor pode ser qualquer coisa, desde que sejam apenas duas mechas na frente do seu cabelo e que contrastem com o seu tom natural.”

Kiyoko Odo
Inspirada por seus anos de adolescência debruçada sobre a revista de street style de Harajuku, FRUiTS, a cabeleireira japonesa Kiyoko Odo cria peças caprichosas que beiram o surreal. Com sede em Londres, Odo continua trabalhando com alguns dos nomes mais importantes da moda, de Junya Watanabe a Balenciaga.

“No momento, estou no corte bowl dos anos 60 — um bob perfeito e alguns estilos gráficos de Vidal Sassoon. Por outro lado, ainda amo o estilo com muitas camadas dos anos 70 também. Em termos de cor, sinto tons alegres e vibrantes se aproximando.”

Jimmy Paul
O cabeleireiro americano Jimmy Paul é uma lenda da indústria. Seguindo sua mãe cabeleireira na moda, Paul criou alguns dos looks mais icônicos da história, trabalhando com todos, de Alexander McQueen a Dior. Ele é o homem responsável pelas madeixas tipo Rapunzel de Gigi Hadid na capa da edição de março da Vogue americana.”

“Eu estou amando os cortes de cabelo que tenho visto: todos os tipos de bobs, com franja e sem franja. Repicados e precisos. É um ótimo momento para adicionar cor — algo sedutor. Também é um ótimo momento para ir mais leve e adicionar mechas. Algo ousado, quase caseiro!”

Kei Terada
Neto e filho de cabeleireiros, a carreira de Kei Terada estava praticamente predeterminada. Mudando-se do Japão para Londres em 1998, Terada construiu um nome para si mesmo como um favorito da indústria, cujos clientes incluem Paul Smith, Louis Vuitton, Ralph Lauren e Gucci.

“Durante o lockdown, muitas pessoas cortavam os próprios cabelos, criando formas realmente interessantes. Muitas pessoas cortaram as franjas curtas para que possam ver quando estão usando máscaras, então acho que veremos muitos estilos naturais, que é algo em que tenho me inspirado muito.”

“Estou gostando de texturas naturais no momento, nada que pareça muito perfeito, algo mais real. Eu também estou trabalhando em camadas no topo, quase como um mullet, de modo que não é tão plano — é mais bagunçado. ”

James Pecis
Nascido e criado na Califórnia, James Pecis é um cabeleireiro estrelado que faz o cabelo de todas as celebridades, de Kendall Jenner a Kaia Gerber — ele até mesmo raspou a cabeça de Alexander McQueen. Ele é o embaixador global da ORIBE.

“Eu gosto de cabelos que têm pontas perfeitamente iluminadas pelo sol e pelo mar. Se você não tem tempo para descansar na piscina ou nadar no mar, você pode obter o novo ORIBE Bright Blond Sun Lightening Mist para dar um impulso ao seu cabelo.”

 

 

 

 

Fonte: Vogue 04.07.2021

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Social Media Icons Powered by Acurax Wordpress Development Company