Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Radar‘Bumbum care’: cosméticos podem ajudar a saúde dos glúteos?

‘Bumbum care’: cosméticos podem ajudar a saúde dos glúteos?

  • Written by:

Já faz algum tempo que a prática de skincare se consolidou no Brasil.

Nas prateleiras de farmácias e lojas de cosméticos, vários produtos prometem hidratação, esfoliação e uma série de passos para ter uma pele perfeita tanto no rosto quanto no bumbum. Repare bem e você verá nas mesmas gôndolas cremes, loções, modeladores e até máscaras para a região dos glúteos.

Nas redes sociais, influenciadoras têm aderido à prática de “bumbum care”, como foi apelidada a rotina de cuidados com os glúteos. Os produtos anunciam um “bumbum perfeito” e a lista de ingredientes para “cumprir a promessa” pode incluir substâncias termogênicas, como extrato de pimenta e óleo de café. Na pele, estes ingredientes podem causar vermelhidão e coceira. Então será que eles fazem bem à saúde?

A sensação de queimação que esse tipo de creme causa é por conta de uma reação inflamatória que as substâncias causam na pele. O aspecto é de uma queimadura de sol ou de uma reação alérgica.

A pele inflamada aparenta melhora da celulite, explica Wendell Uguetto, cirurgião plástico da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. “Todo creme visa aumentar a hidratação, que melhora o turgor da pele, mas isso também depende da idade e de fatores externos como dieta e atividade física”, afirma.

“Não existe milagre” foi uma das frases repetidas pelos profissionais ouvidos pela reportagem. Nenhum tratamento caseiro na região dos glúteos poderá deixar o bumbum empinado ou livre da celulite, que é um “problema” apenas estético, e não de saúde, que pode ser prevenido com alimentação saudável, hidratação e atividade física, além de alguns tratamentos como drenagem linfática, mas dificilmente com cosméticos.

Os princípios ativos dos cremes que visam “acabar” com a celulite são vasodilatadores, diz Carla Goes, dermatologista. Eles buscam melhorar a microcirculação da pele. O problema é que eles podem causar reação alérgica ou serem usados de forma incorreta.

“Não pode ser usado em grandes áreas e é preciso lavar bem as mãos para que o produto não entre em contato com os olhos e as mucosas”, afirma a médica. “Também não deve ser passado em outras partes do corpo, como na virilha”, completa.

Barbara Carneiro, médica dermatologista em Salvador (BA) e membro da Associação Brasileira de Medicina Estética e da Sociedade Portuguesa de Medicina Estética, alerta que é preciso se atentar à composição do que se usa para evitar reações, malefícios para a pele ou outros efeitos colaterais. “Não pode ser usado sem critério”, aconselha.

Para Goes, o mercado de cosméticos vem investindo nesse tipo de produto, mas não é uma novidade. “Voltou à moda porque as redes sociais criam uma procura pela perfeição”, opina. “As pessoas não conseguem se olhar no espelho porque estão acostumadas cada vez mais a usar filtros, mas é fundamental manter a hidratação no corpo todo e usar filtro solar”, afirma. E, para manter a pele hidratada, qualquer tipo de hidratante corporal basta.

Foliculite e espinhas

Além da celulite, os profissionais afirmam que muitos pacientes buscam tratamento estético para a região dos glúteos por apresentar foliculite e dermatite (espinhas). É importante entender a causa desse tipo de problema, que, para além da estética, pode ser incômodo.

Segundo Carneiro, é comum entre pessoas que têm acne em outras partes do corpo, como nas costas. “Tende a melhorar a partir da melhora do estilo de vida”, afirma. “Alguns tipos de alimentos podem piorar as lesões.”

O problema também pode surgir após uso de lâmina para depilação, já que isso pode encravar os pelos e causar pequenas lesões. O uso de roupas apertadas e de hormônios tende a agravar casos de foliculite.

Se não for bem tratada, a foliculite pode evoluir para um quadro de furúnculo. Em alguns casos, pode ser tratado com antibióticos ou, em casos graves, cirurgia para drenar.

O uso de cremes, segundo o médico Wendell Uguetto, pode piorar um local com foliculite. Já o uso de esfoliantes pode auxiliar, mas deve ser orientado por profissionais para encontrar a causa do problema.

 

 

Fonte: Uol 01.08.2022

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Animated Social Media Icons Powered by Acurax Wordpress Development Company