Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.COVID-19 Empresas & NegóciosJohnson & Johnson fecha trimestre com lucro 55% maior

Johnson & Johnson fecha trimestre com lucro 55% maior

  • Written by:

Receita da companhia também tem alta no período, de mais de 3%

A farmacêutica e fabricante de itens de higiene pessoal Johnson & Johnson teve avanço de 55% no lucro líquido nos três primeiros meses de 2020, quando comparado ao mesmo trimestre do ano anterior, para US$ 5,80 bilhões. Excluindo itens não recorrentes, o lucro foi de US$ 6,15 bilhões, 8,7% acima do registrado um ano antes.

Por ação, o lucro ajustado ficou em US$ 2,30, superando as estimativas dos analistas ouvidos pela FactSet, que previam , em média, US$ 2,01. A receita da companhia avançou 3,3%, para US$ 20,69 bilhões.

A Johnson & Johnson cortou suas projeções para 2020 incorporando o impacto da pandemia do novo coronavírus nos negócios. Em razão da covid-19, a empresa reduziu a projeção de venda de US$ 85,4 bilhões a US$ 86,2 bilhões para US$ 77,5 bilhões a US$ 80,5 bilhões. A meta de lucro por ação foi alterada para entre US$ 7,65 e US$ 8,05, ante o intervalo de US$ 9 a US$ 9,15 previsto anteriormente.

Apesar das revisões, a companhia anunciou aprovação pelo conselho de um aumento de 6,3% nos dividendos do trimestre, para US$ 1,01 por ação. É o 58º ano consecutivo de aumento do dividendo registrado pela empresa.

A empresa destacou que a pandemia impulsionou a demanda por remédios vendidos sem receita, buscados para reduzir febre e dor associada à covid-19. As vendas de medicamentos como Tylenol e Zyrtec, para alívio de sintomas nasais, aumentaram 9,2%, para US$ 3,63 bilhões.

As vendas na divisão farmacêutica da J&J subiram 8,7%, para US $ 11,13 bilhões, enquanto as do negócio de dispositivos médicos caíram 8,2%, para US$ 5,93 bilhões, devido a atrasos nos procedimentos médicos durante a pandemia.

No primeiro trimestre de 2020, a divisão de consumo obteve receita 9,2% maior do que a do mesmo período de 2019, a US$ 3,63 bilhões, com impacto positivo do aumento da demanda relacionada à pandemia, segundo a companhia.

Vacina

A Johnson & Johnson tem a intenção de iniciar a produção e iniciar os testes da vacina contra a covid-19 em setembro. A empresa diz que pretende “entregar à população uma vacina acessível e sem fins lucrativos para lidar com a emergência da pandemia”.

“A Johnson & Johnson foi criada para épocas como essa e estamos aproveitando nossa experiência científica, escala operacional e força financeira no esforço de avançar no trabalho de nossa principal candidata a vacina contra a covid-19”, diz Alex Gorsky, presidente da companhia.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Valor Econômico 14.04.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros