Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.FragrânciasPerfume Angel: conheça a história por trás de uma das fragrâncias mais icônicas da perfumaria

Perfume Angel: conheça a história por trás de uma das fragrâncias mais icônicas da perfumaria

  • Written by:

Lançado em 1992 por Thierry Mugler, o aroma foi o primeiro perfume gourmand da história

Uma fragrância pode ser responsável por mexer com os sentidos de muitas maneiras, desde remeter às lembranças de pessoas e lugares até expressar a personalidade de alguém por meio de notas olfativas. Ao longo da história da perfumaria, diversos perfumes foram lançados com a missão de envolver os consumidores e conquistá-los, mas poucos conseguiram deixar uma marca tão impressionante quanto Angel, de Thierry Mugler.

Lançado em 1992, ainda hoje essa fragrância é considerada uma das mais icônicas da perfumaria mundial. Já consagrado no mercado da moda, Thierry decidiu entrar para o universo dos perfumes em 1990, quando convocou o perfumista francês Olivier Cresp com uma missão: criar um aroma que nunca havia sido sentido até então, completamente original, e que fosse, ao mesmo tempo, suave e sensual. Juntos, eles produziram o primeiro perfume gourmand da história, com notas que remetem ao cheiro de ingredientes da culinária.

“Existem perfumes que mudaram a história e, sem dúvida, o Angel é um deles. Ele representa esse marco na indústria porque trouxe o acorde gourman, notas que dão vontade de devorar, que mexem com paladar. Ele tem um cheiro que era completamente diferente do que existia até então, mais adocicado, com uma sensualidade produzida através de uma nota gustativa, e essa nova direção olfativa apresentada agradou muito. A partir de seu lançamento, a indústria da perfumaria começou a apostar também nessa construção olfativa que é um sucesso até hoje. No Brasil, por exemplo, as mulheres adoram esse tipo de perfume”, explica a especialista em perfumaria Renata Ashcar.

Um dos pontos de partida para a formulação veio de um perfume usado pela mãe de Mugler, o profissional fez uma reinterpretação de um traço oriental que era usado por ela e uniu a ele notas adocicadas inspiradas no açúcar queimado, que lembrava as feiras de diversões frequentadas pelo estilista enquanto criança, criando um poderoso aroma que remetia à feminilidade e sensualidade e que, para o designer, retratava a “essência feminina”.

“A moda de Mugler sempre foi muito ousada e, quando pensamos em sua atuação no universo da perfumaria, nos deparamos com a mesma ousadia. Não é apenas o cheiro de Angel que tornou o perfume um sucesso, mas a sua embalagem, sua inspiração, a maneira como ele foi comunicado. Esses perfumes que marcam a história normalmente se tornam tão icônicos porque fazem um contraponto a tudo o que estava sendo feito até então. Tudo isso tornou possível que ele marcasse um momento, representasse o cenário sociocultural da época em que foi lançado. No caso de Angel, podemos entender que ele remetia à sensualidade dos anos 1990, ao atrevimento da década”, completa Renata.

Muito além da fragrância

De acordo com a marca, “é dito que os anjos são os guardiões das estrelas”, daí a inspiração que deu origem tanto ao nome quando ao formato do frasco do perfume, que foi produzido pelo ateliê Verreries Bross. O seu líquido azul, visto pela primeira vez na história da perfumaria, foi idealizado para remeter ao céu azul e a sensação de liberdade, já a estrela era o símbolo da sorte e a assinatura da Maison Mugler.

Além de Angel, a Maison Mugler também criou outros perfumes que marcaram a indústria, como Alien, lançado em 2005, Womanity, em 2010, e Angel Muse, em 2016, com a proposta de ser o sucessor de Angel.

Fonte: Vogue 11.04.2022

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Social Media Icons Powered by Acurax Website Redesign Experts