Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Destaque Empresas & Negócios EntrevistaEntrevista exclusiva: Juan Pablo Dubini, diretor da marca Garnier no Brasil

Entrevista exclusiva: Juan Pablo Dubini, diretor da marca Garnier no Brasil

  • Written by:

Principal executivo da marca fala das metas da iniciativa Green Beauty no país 

Com o objetivo de transformar toda a cadeia de valor de Garnier, reduzindo ou erradicando o impacto ambiental, a marca Garnier, da L’Oréal, anunciou a iniciativa Green Beauty, uma abordagem completa em relação à sustentabilidade. “Garnier está comprometida há anos, produzindo fórmulas mais naturais, usando ingredientes sustentáveis e de comércio justo ou sendo a primeira a trazer produtos orgânicos certificados para o mercado em massa de cuidados com a pele. Como líder mundial em beleza natural no mercado de massa, temos que liderar o desenvolvimento de uma beleza mais sustentável e sermos o catalisador das mudanças na indústria da beleza”, disse Juan Pablo Dubini, diretor da marca Garnier no Brasil, em entrevista exclusiva ao Portal Cosmetic Innovation.

– Quais são as ações e metas da iniciativa?

As metas dessa iniciativa vão firmar compromissos em áreas chaves como:

# Plástico e Embalagens:

– Até 2025, Garnier tentará usar Zero Plástico Virgem nas embalagens, economizando 37.000 toneladas de plástico a cada ano[1].

– Até 2025, todas as embalagens também serão reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.

# Produtos e Fórmulas:

– Até 2022, todos os ingredientes renováveis e à base de plantas serão de origem sustentável.

– Até 2025, 100% dos novos produtos da Garnier terão um perfil ambiental aprimorado.

# Fábricas e Fabricação:

– Instalações industriais 100% Neutras em Carbono até 2025, através do uso de energia renovável.

– As emissões de CO2 de instalações industriais já foram reduzidas em 72%[2].

# Fornecimento Solidário:

– Até 2025, a Garnier terá capacitado 800 comunidades em todo o mundo como parte do nosso programa de Fornecimento Solidário. 

– Que peculiaridades esse programa terá no Brasil?

Aqui no Brasil, a transformação sustentável da marca já começou: todas as embalagens dos produtos Garnier possuem certificação florestal FSC (Forest Stewardship Council) e 30% de papel reciclado.

Em relação ao plástico, atualmente 20% da embalagem da Água Micelar Garnier é feita com plástico reciclável (PCR/resina pós-consumo), o que representa menos 3,4 toneladas de plásticos produzidos em 2020. O objetivo é chegar a 100% até 2022.

Além disso, estamos retirando de todas as nossas máscaras faciais o suporte plástico da embalagem. A L´Oréal Brasil também faz parte do projeto “Dê a mão para o Futuro”, da ABIHPEC, que incentiva a reciclagem e gera empregos.

Todas as unidades da L´Oréal no Brasil utilizam 100% de energia renovável e, até o fim de 2020, a L´Oréal Brasil se tornará carbono neutro.

Em relação aos nossos produtos, melhoramos em 2020 a pegada sustentável de nossos produtos – com uma ferramenta que leva em conta a biodegradabilidade, uso de ingredientes naturais etc.

E mais, nosso grande lançamento de 2021 terá um ingrediente da biodiversidade brasileira de fornecimento solidário, que impactará uma comunidade no Nordeste do país. Estamos caminhando, mas ainda temos muito que fazer.

– A entrada na categoria de skincare mostra que Garnier está mudando de posicionamento. Você poderia falar um pouco isso?

Garnier é a marca natural de cuidado facial número 1 do mundo, e o lançamento de SkinActive marcou a retomada e expansão de Garnier no Brasil. Desenvolvida pelos laboratórios no Brasil, o foco é ser a porta de entrada na categoria por disponibilizar a preço acessível um cuidado multifuncional de alta performance, democratizando o acesso do público a tecnologias como Vitamina C. A estrela da franquia é o hidratante facial Uniform&Matte, que controla a oleosidade, uniformiza, reduz as imperfeições da pele, além de conter filtro solar – uma combinação perfeita para a pele da mulher brasileira.

– Quais as perspectivas para essa nova categoria?

Estamos vendo o boom de skincare acontecendo no Brasil – acelerado pelo isolamento social pela pandemia. As consumidoras querem, cada vez mais, produtos diversificados, específicos e exclusivos para cada necessidade. Mais do que nunca as mulheres estão interessadas no autocuidado, o seu momento de indulgência é crucial e, anos atrás, estava muito relacionado aos spas caríssimos e muito distante da realidade da maioria das brasileiras. Hoje skincare é uma categoria muito importante, e Garnier SkinActive chega para democratizar tudo isso.

– Como a pandemia impactou as vendas da Garnier e quais são as perspectivas para os próximos meses? 

A categoria de Face Care é a que mais tem crescido no e-commerce nesse contexto de pandemia. Com isso, Garnier voltou a crescer no país graças ao lançamento de Garnier SkinActive. 

– Qual a importância da marca Garnier dentro do Grupo L’Oréal?

Além de ser uma marca de beleza global, acessível a todos, Garnier tem a ambição de se tornar a primeira marca natural e verdadeiramente sustentável no mercado de massa.

A junção da inovação, eficácia de produtos inspirados e enriquecidos pela natureza faz com que Garnier complemente o portfólio do Grupo L´Oréal, sendo a porta de entrada para iniciativas mais sustentáveis.

[1]Com base no consumo de plástico da Garnier em 2019.

[2] Em 2019 em comparação com o consumo em 2005.

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros