Visit us on TwitterVisit us on FacebookVisit us on LinkedIn
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.RadarRosto em evidência: os cosméticos e procedimentos que estão em alta

Rosto em evidência: os cosméticos e procedimentos que estão em alta

  • Written by:

Muito se fala no “efeito batom” —o aumento da procura pela maquiagem labial durante períodos de crise, pelo resultado quase instantâneo no aumento da autoestima e do bem-estar.

Agora, alguns experts em tendências de beleza apostam que ele será substituído pelo “efeito skincare”, impulsionado pelo período de pandemia e o impacto que as telas tiveram na nossa percepção do próprio rosto.

No último ano e meio, os cuidados com a pele ganharam destaque por vários motivos: desde a pouca utilização de maquiagem em casa, a necessidade de participar de videochamadas (ficando cara a cara com a face em movimento), e o uso de máscaras de proteção (que, em alguns casos, gerou irritação e mascne).

Fato é que, segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal (Abihpec), as vendas de itens para o cuidado com a pele apresentaram um crescimento de 21,9% em 2020, sendo que as máscaras para tratamentos faciais apresentaram um avanço de 91% nas vendas no período. Além disso, de modo geral, no último ano, as vendas do setor de beleza cresceram 10% no Brasil, mantendo o país em 4º lugar no ranking dos que mais consomem cosméticos.

Somado a isso, os consultórios dermatológicos se mantiveram cheios, com procura aumentada para procedimentos estéticos no rosto. As estrelas da temporada? Conheça a seguir.

Procedimentos para ‘Zoom Face’

O fato de a gente estar em casa olhando no espelho ou fazendo videoconferências o dia inteiro, aliado à ansiedade e ao estresse, impulsionou as rotinas de autocuidado. “Não à toa, muita gente vem marcando rinoplastias e mentoplastias (queixo), além de blefaroplastias (pálpebras)”, observa o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

De acordo com Victor Cutait, cirurgião plástico há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), outro fator para o aumento do interesse por cirurgias plásticas neste momento é a facilitação do período de recuperação devido ao trabalho remoto. Isso ainda possibilita pouco contato direto com o sol, um grande inimigo na recuperação da pele —já que pode aumentar o inchaço.

As opções de tecnologias não invasivas em consultório enfrentam um verdadeiro boom. As mais buscadas são aquelas com menor tempo de recuperação e que causem menos dor.

Botox e injetáveis com ácido hialurônico

A toxina botulínica e o preenchimento são procedimentos que também tiveram um aumento considerável durante a pandemia. O índice de procura por botox no rosto no Google subiu 80%! De melhora da qualidade da pele a preenchimento e volumização, o ácido hialurônico é um dos destaques. O Profhilo, da Pol-Lux, por exemplo, é um bioremodulador celular injetável, composto 100% de ácido hialurônico, com alto grau de pureza. O objetivo é rejuvenescer a pele por ativação de células tronco, resultando em maior sustentação, melhorando a qualidade e hidratação, com resultado bem natural e sem modificar as feições do rosto. “Essas técnicas tornam a aparência da face mais suave”, diz Victor.

Fios de sustentação e bioestimuladores de colágeno

Eles já eram usados na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos, e rapidamente conquistaram espaço no Brasil, tornando possível aquele “finger lift” que a gente faz na frente do espelho com o dedo, puxando o rosto aqui e ali. Uma das novidades são os fios i-Thread, da MedBeauty. Nascidos na Coreia, eles são absorvíveis, feitos à base de PDO (polidioxanona) e podem ser aplicados no rosto e no corpo. “O diferencial é que eles trazem vários modelos de estruturas para atender diversas indicações (bioestimulação, preenchimento e tração)”, explica a dermatologista Cibele Hasmann.

O produto funciona como um bioestimulador que, entre outras funções, contribui para o tratamento de assimetrias, melhora o contorno e a sustentação da pele, reposiciona o tecido e tem ação lifting (tração), impactando na densidade e, consequentemente, no envelhecimento. “Esse procedimento estimula a produção de colágeno na área aplicada e dessa forma melhora a densidade e a textura. O efeito lifting também é percebido logo após a aplicação. Eles são totalmente absorvíveis pelo organismo em até 8 meses, mas os resultados são mais duradouros”, afirma. Outras indicações são flacidez da pálpebra, rugas do “código de barras” (na testa) e da braveza, e efeito de preenchimento do bigode chinês.

Na contramão da harmonização facial e da padronização de resultados, os bioestimuladores de colágeno também se firmaram nas clínicas dermatológicas. O objetivo da bioestimulação não é transformar a estrutura anatômica, e sim recuperar a firmeza e a qualidade da pele. E, em alguns casos, definir contorno. “O Radiesse (+) Lidocaine, da Merz, realiza uma bioestimulação em pontos específicos para um tratamento profundo. Já o Radiesse Duo faz uma bioestimulação global e trabalha em um plano mais superficial”, explica a dermatologista Bianca Viscomi. A médica afirma que a duração média das partículas é de um ano, mas o colágeno induzido por esse tratamento persiste por até dois.

Cosméticos em alta

Vitamina C, niacinamida e ácido glicólico são, definitivamente, os ativos do momento. O primeiro é um poderoso antioxidante que protege dos efeitos nocivos do sol, estimula a síntese de colágeno, clareia e uniformiza a pele. O segundo é multibenefícios: protege e recupera a barreira cutânea, tem funções hidratantes e clareadoras, além de atuar contra o envelhecimento e ter propriedades anti-inflamatórias que ajudam a equilibrar a secreção sebácea.

Finalmente, o ácido glicólico atua na regeneração celular, melhora da barreira cutânea, controla o brilho e confere uniformidade no tom da pele, além de ser um importante aliado para combater o envelhecimento precoce. Menos agressivo do que o retinoico, proporciona resultados mais seguros em tempos de visitas menos frequentes ao consultório. Para hidratação, muito se falou também em ácido hialurônico, com ação mais profunda e preenchedora e esqualano, com efeito superficial e de radiância.

 

 

Fonte: Universa 21.10. 2021

fsmip_meta_s_enable_floating:
yes
fsmip_meta_s_enable_post_icons:
yes

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros

Animated Social Media Icons Powered by Acurax Wordpress Development Company