Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Destaque Matérias EspeciaisInovação em ingredientes clareadores traz resultados com segurança aos consumidores

Inovação em ingredientes clareadores traz resultados com segurança aos consumidores

  • Written by:

Tratamento e prevenção de manchas e hiperpigmentação da pele ganham novos aliados

Por Estela Mendonça

Com vendas que deverão atingir US$ 8,9 bilhões até 2024, o mercado global de produtos para clareamento de pele deverá crescer mais 6% ao ano nos próximos anos, de acordo com a empresa norte-americana Zion Market Research.

Amanda Caridad, especialista sênior de beleza e cuidados pessoais da Mintel, conta que, em uma recente pesquisa interna realizada com consumidores brasileiros, 8% dos entrevistados declararam que sofreram com melasma antes da pandemia de COVID-19, sendo que durante a pandemia, esse número sofreu redução, atingindo 5% dos entrevistados.

Amanda Caridad, especialista sênior de beleza e cuidados pessoais da Mintel

A pesquisa também revelou que 17% das mulheres que são mães de filhos menores de 18 anos disseram sofrer com esse distúrbio antes da pandemia, enquanto 8% reportaram o mesmo problema durante a pandemia. “Isso indica que, possivelmente, a redução da exposição da pele em lugares abertos pode ter contribuído para significativa redução deste distúrbio cutâneo que, conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia, normalmente atinge mulheres em idade reprodutiva (entre 20 e 50 anos)”.

Durante a gravidez, a pele da mulher se torna mais sensível à melanina por causa das alterações hormonais, o que pode contribuir para surgimento do melasma. “É certo também que a exposição aos raios ultravioletas emitidos pelo sol e a luz visível emitida pelo sol, telas de eletroeletrônicos e lâmpadas podem ocasionar o aumento da pigmentação característica do melasma, alterando as fibras de colágeno em pessoas que apresentam predisposição genética”, diz.

Assim, para a analista, além de as marcas de produtos para cuidados faciais comunicarem a importância do uso de protetor solar em mulheres que sofrem com melasma, existe um espaço oportuno para o desenvolvimento de soluções para o tratamento deste distúrbio, ajudando a uniformizar o tom da pele, clareando manchas. “As marcas podem investir em formulações contendo ativos com comprovada eficácia na melhora das manchas e protegendo a pele do processo de hiperpigmentação”.

Tratamento e prevenção

A Shiseido lançou o novo Sérum White Lucent Illuminating Micro-Spot, sérum iluminador que age contra opacidade e os tons irregulares da pele, além de reduzir o desenvolvimento de marcas escuras futuras causadas pela exposição ao sol. Segundo a empresa, os resultados são percebidos em menos de uma semana. O produto conta com a Tecnologia ReNeura +, que  bloqueia o excesso de β-noise, que impede que os nervos sensoriais transmitam informações com eficácia e a pele tenha uma resposta ótima.

Clarivis NIA 10, sérum clareador da Ada Tina ilumina a pele e trata manchas causadas pelo melasma de grau 1. Formulado com Niacinamida a 10% e Ácido Hialurônico de baixíssimo peso molecular, promete de clarear, iluminar e uniformizar a pele, além de combater sinais de envelhecimento, sendo indicado para o controle e prevenção do melasma.

A marca de dermocosméticos ISDIN colocou no mercado no primeiro semestre o Pigment Expert, um sérum que auxilia na correção da hiperpigmentação, atuando tanto no número quanto no tamanho das hiperpigmentações faciais. Ele contém PigmentBlock, um combinado de ativos (4n-butyl-resorcinol, niacinamida e ácido hidroxi-fenoxi-propiônico) que previnem e reduzem as alterações de pigmentação. Além disso, também conta com ácido glicólico e glicirrizatodipotássico, que estimulam a produção de colágeno e a regeneração celular, deixando a pele mais uniforme e suavizada.

A Phytoterápica, marca de cosméticos naturais, óleos essenciais e vegetais, acaba de lançar seu primeiro item para peles maduras: o Sérum Bella Pelle anti-aging. O produto foi desenvolvido para peles secas, desidratadas e com sinais de envelhecimento. Além de um complexo de 10 óleos essenciais, o produto conta ainda com óleo vegetal de rosa mosqueta, eficaz no combate a manchas e na regeneração celular.

A Eucerin também apresentou recentemente o Anti-Pigment Dual Sérum, que associa o Thiamidol, molécula exclusiva de Eucerin, desenvolvida e patenteada pela Beiersdorf, após dez anos de pesquisa e testes com mais de 50 mil substâncias, com o ácido hialurônico de cadeias curtas e longas. A combinação garante o combate a hiperpigmentação e uma ação anti-idade, melhora da permeabilidade cutânea e a qualidade global da pele. A embalagem do produto é double chamber, tecnologia de duplo compartimento que garante a eficácia da fórmula e seus ativos.

O sérum clareador Luminance 5X, da Buona Vita, foi desenvolvido para tratar e prevenir os principais tipos de manchas que afetam a pele, incluindo melanoses solares, hipercromias pós-inflamatórias, manchas senis e melasma. O produto possui uma combinação de ativos despigmentantes em sua fórmula, que atuam em sinergia para controlar, proteger, modular, normalizar e iluminar a pele. Entre os destaques, estão os ativos Belides, ingrediente natural que clareia significativamente a pele de maneira altamente segura e eficaz, pois atua antes, durante e depois da formação do pigmento;  Biofetida, ativo rico em ácido ferúlico muito reconhecido devido ao seu poder clareador por ação antioxidante, além de óleo de rosa mosqueta e niacinamida.

A linha Pigmentbio, uma rotina completa de clareadores dermatológicos recém-lançada pela Bioderma, promete devolver à pele sua tonalidade e luminosidade naturais. O sérum concentrado com ação clareadora foi desenvolvido com a patente LumiReveal™, que age nas três etapas do processo biológico da hiperpigmentação. O dermocosmético é também ginecologicamente testado, que ajuda a uniformizar a tonalidade de áreas íntimas e sensíveis, como axilas, virilha, vulva, região perianal, parte interna das coxas e joelho.

Ativo botânico

Ernani Lezier Grigolon, analista de P&D da Biotae Extratos Botânicos, explica que a pele possui melanócitos que produzem de forma contínua os melanossomas, que são organelas dentro das quais a tirosina é convertida em melanina, que dá cor à pele pela ação da enzima tirosinase. “Diferentes estímulos, como exposição solar, que desencadeia maior produção de melanina, e distribuição desigual dos melânócitos, devido a fotodanos cumulativos, podem gerar hiperpigmentação”.

Ernani Lezier Grigolon, analista de P&D da Biotae

Segundo o especialista, o clareamento de pele pode ser atingido por produtos que possuam ativos que atuem como inibidores da tirosinase, evitando-se a formação da melanina, ou por outros mecanismos, como remoção da melanina, renovação celular, fotoprotetores e antioxidantes. Entre os ativos botânicos oferecidos pela BioTae, Grigolon destaca o  ClareOFF Dermo,  um ingrediente multifuncional, que reúne componentes naturais antioxidantes, que contribuem para a saúde celular e auxiliam no clareamento das manchas hiperpigmentadas, resultando em uma pele revitalizada e com aspecto saudável.

ClareOFF Dermo contém extrato de acerola padronizado em Vitamina C, que possui atividade remineralizante e antioxidante, devido principalmente à presença da Vitamina C, que age como inibidora das etapas de oxidação presentes na formação da melanina. O ativo é composto também pelo extrato de romã, que atua como protetor contra os efeitos causados pelos radicais livres, devido à presença de ácidos orgânicos, antocianidinas e flavonoides, além do extrato de pepino, que contém vitaminas e sais minerais, contribuindo para a hidratação e revitalização da pele.

“Reunindo os fitocomponentes dessas três unidades botânicas, o ClareOFF Dermo é ideal para formulações veganas e naturais, sendo produzido com tecnologia que não agride o meio ambiente”, ressalta, informando que o ativo pode ser aplicado em formulações dermocosméticas que busquem manter a pele revitalizada e com aspecto saudável, suavizando manchas de forma natural, sendo ideal para potencializar produtos pro-ageing e antipoluição, como séruns, tônicos, máscaras e hidratantes faciais.

Ação biomimética

A coordenadora de desenvolvimento técnico para personal care da Brenntag, Juliana Tibério Checon, reforça que o tratamento e a prevenção de manchas na pele têm sido uma busca recorrente entre os consumidores. Atenta às inovações, a Brenntag tem em seu portfólio ativos tecnológicos que vão de encontro com as necessidades do mercado. Para o tratamento da hiperpigmentação, ela destaca o Inaclear, ativo biomimético obtido de fontes renováveis com 99% de índice de naturalidade, de acordo com a ISO 16128.

Juliana Tibério Checon, desenvolvimento técnico da Brenntag

Juliana explica que, o ativo imita o mesmo comportamento fisiológico visto  na região da palma das mãos e da planta dos pés, onde são sintetizadas proteínas que se ligam aos receptores dos melanócitos, inibindo a síntese de melanina e reduzindo a pigmentação. Uma dessas proteínas com essa propriedade é o DKK-1 que, que atua como inibidor da produção de melanina.

“A inovação do Inaclear consiste em mimetizar a mesma fisiologia que o nosso organismo exerce na região palmo/plantar, ou seja, é um ativo capaz de reduzir a produção de melanina através da modulação da proteína DKK-1. Essa proteína, uma vez modulada reconhece e se liga aos receptores específicos presentes no melanócito, formando um efeito cascata inibindo a síntese da melanina”, detalha Juliana.

Os testes de eficácia realizados com Inaclear apresentaram 90% de efeito clareador na redução de manchas e 86% na promoção de uniformidade da pele, de acordo com Juliana. “Inaclear possui mecanismo de ação eficaz e capaz de regular a síntese melanina, atuando em diferentes níveis da hiperpigmentação da pele e promovendo melhores resultados, quando comparados com os ativos tradicionais, como, por exemplo, o ácido kójico. Adiciona-se ao fato de ser um ativo com alto índice de naturalidade e coerente com as demandas de consumidores atuais”.

Cinco ações clareadoras

A LipoTrue Science & Biotechnologies, segundo Leandro Malatesta, gerente de contas Brasil, desenvolveu um peptídeo único, o STELLIGHT, capaz de modular a comunicação entre as três principais células responsáveis pela melanogênese, diminuindo a comunicação entre elas e, consequentemente, a produção de melanina. “Esta descoberta foi possível através de um denso estudo dos mecanismos biológicos da pele que identificou marcadores chaves da melanogênese”.

Leandro Malatesta, gerente de contas Brasil

Malatesta explica que o mecanismo do STELLIGHT envolve uma série de sinalizadores na pele e que, por meio de cinco ações diferentes, obtém-se o efeito de clareamento da pele. São eles: redução da melanina existente e melhora da pigmentação (1); diminuição da produção de nova melanina (2); redução da transferência de melanina nos melanossomos (3), redução da dendricidade do melanócito (4) e atuação na comunicação entre os fibroblastos-queratinócitos e melanócitos (5). Aliado ao efeito clareador, o ativo também aumenta a hidratação e promove luminosidade à pele.

Além do STELLIGHT, a LipoTrue conta com mais dois ativos que proporcionam efeitos de clareamento e com estoque local. Um deles é o PUREOXIN, antioxidante provindo da tecnologia de plantas como biofábricas, que extrai a Tiorredoxina-1, capaz de diminuir os níveis de tirosinase e, em consequência, a síntese de melanina. “Somado a isso, proporciona efeito de proteção ao fotoenvelhecimento, processo inflamatório e danos da radiação. Uma grande vantagem deste ativo é sua alta eficácia sem toxicidade”, destaca.

Já o NEOCLAIR PRO, peptídeo desenvolvido por design biomimético, tem poder antipoluição e também atua como booster de antioxidante. “Com o mecanismo de ação baseado na ação do chá verde na pele, o NEOCLAIR PRO proporciona um efeito iluminador e tom de pele mais homogêneo, diminuindo as manchas superficiais”, descreve. Além disso, protege o DNA da pele contra a poluição e possui efeito antiglicação e antienvelhecimento, aumentando a elasticidade da pele e diminuindo a peroxidação de lipídeos.  “É um ativo muito completo, super multifuncional, que realmente pode trazer um diferencial muito interessante quando explorado em sua totalidade”.

Poder da flor de margarida

Desenvolvido pela alemã CLR e comercializado com exclusividade no Brasil pela IMCD, Belides™ ORG é um agente natural de clareamento da pele, derivado de flores de margaridas (Bellis perennis) orgânicas. De acordo Natália Carvalho Scagliusi, especialista de Produto de Personal Care da IMCD, ele é indicado para qualquer conceito de cuidados da pele que ofereça tom uniforme, radiância e luminosidade.

Natália Scagliusi, especialista em produtos de personal care da IMCD

Natália explica que a ação de Belides™ ORG’s é baseada numa potente redução na atividade dos melanócitos, influenciando diversas vias envolvidas na melanogênese, abrangendo a redução da sinalização celular, a síntese e atividade da tirosinase e a transferência de melanossomas. Essas ações resultam em uma pele com tom uniforme e tornam as marcas de envelhecimento menos visíveis.

“Belides™ ORG inibe a expressão de ET-1 pelos queratinócitos e reduz a capacidade de ligação de α-MSH no receptor MC1 em melanócitos. Ele também reduz a síntese de tirosinase e sua atividade, diminuindo assim a produção de melanina. Além disso, reduz a captação de melanossomos contendo melanina pelos queratinócitos”, detalha.

 A especialista da IMCD destaca, ainda, que o Belides™ ORG, por ser hidrossolúvel, é de fácil manuseio, com dosagem entre 2% e 5%, faixa de pH 4,5–6,5 e indicado para uma ampla gama de produtos para o cuidado da pele, entre eles itens faciais, para as mãos e axilas.  Ele também possui certificação Cosmos e sua eficácia foi comprovada em estudos in vivo e in vitro. “Cuidado natural para o clareamento da pele é o que oferece este ativo inovador, além de alta performance na  uniformização do tom e pele mais macia, radiante e iluminada”, afirma Natália, que coloca o time da IMCD à disposição para esclarecer dúvidas e para discussão mais aprofundada de projetos.

Influência do Belides ORG na melanogênese

Inspiração boreal

Com inspiração na BiochemisTree, conceito de biomimetismo relativo às árvores da floresta boreal, a IFF Lucas Meyer Cosmetics desenvolveu o Borēaline® Aurora, extrato sustentável padronizado em taxifolina, um polifenol que ocorre naturalmente na casca do Pinheiro Branco, reciclada da indústria canadense de madeira.

Borēaline® Aurora, ativo inspirado no biomimetismo das árvores da floresta boreal

Na indústria madeireira, as cascas são subprodutos desvalorizados e considerados resíduos. Entretanto, segundo Hoda Nahas, gerente regional de vendas para a América Latina da IFF Lucas Meyer Cosmetics, a casca é a parte com a maior concentração de moléculas bioativas, pois sintetiza naturalmente essas moléculas como parte de seu próprio mecanismo de autodefesa, que a permite resistir a uma série de agressões externas. “Transformamos este potencial em ativos protetores e reparadores para a pele humana”.

Hoda Nahas, gerente regional de vendas para da IFF Lucas Meyer

A executiva conta que a extração das moléculas bioativas ocorre logo após a primeira transformação da madeira e antes que as cascas sejam recicladas em energia verde ou compostagem. Borēaline® Aurora é o quarto ingrediente ativo verde da companhia lançado por meio do conceito de economia circular.

“Inspirado no majestoso Pinheiro Branco e na Aurora Boreal, que ilumina o céu com cores e formas deslumbrantes, Borēaline® Aurora é um ingrediente ativo inovador que estimula a luminosidade e uniformidade, proporcionando uma pele radiante e translúcida”, garante Hoda, que destaca que o ativo atua simultaneamente em três parâmetros da aparência da pele: reduz a hiperpigmentação de manchas, ao inibir a síntese de melanina com ação direta e indireta (comunicação célula a célula) na melanogênese; diminui o aparecimento da vermelhidão, ao reduzir a inflamação, e protege as proteínas da pele da carbonilação, tornando-a mais translucente.

Borēaline® Aurora uniformiza e ilumina a pele em 14 dias

Testes de performance realizados na  face e mãos de caucasianas e asiáticas, demonstraram sua capacidade de uniformizar o tom e iluminar a  pele em apenas 14 dias, reduzindo a aparência de manchas senis e de vermelhidão. Além disso, Borēaline® Aurora tem certificação Cosmos e Halal, índice de naturalidade de 100% (ISO 16128) e é vegan compatible.

Controvérsia e risco

É certo que o mundo passa por uma avaliação racial com o movimento Black Lives Matter. Por conta disso, empresas de cosméticos estão buscando amenizar a controvérsia em torno da comercialização e marketing de produtos de clareamento da pele, principalmente em países asiáticos, africanos e do Oriente Médio. Este ano, grandes empresas, como Johnson & Johnson, Unilever, L’Oréal, Shiseido e Estée Lauder anunciaram mudanças nos rótulos e na comunicação desses produtos.

Dados da Organização Mundial da Saúde, segundo matéria da BBC, dão conta que 4 entre 10 mulheres na África usam produtos para clarear a pele. O maior porcentual está na Nigéria, com cerca de 8 entre 10 mulheres. Na Índia, são 6 entre 10. E, na China, 4 entre 10. O grande problema nesses países é o uso de agentes clareadores perigosos, inclusive o mercúrio.

No Brasil, onde o bronzeado é muito valorizado, esse tipo fixação por clarear a pele não tem muitos adeptos. Geralmente, as pessoas recorrem aos produtos clareadores para tratar o melasma e áreas hiperpigmentadas pela ação dos raios solares. Com novas tecnologias e a evolução dos ingredientes, esses tratamentos ficarão cada vez mais eficazes e seguros para a saúde.

Comments are closed.

Parceiros 2021

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros