Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.COVID-19 Factor-Kline RadarKline prevê queda de 2,5% nas vendas de beleza nos EUA

Kline prevê queda de 2,5% nas vendas de beleza nos EUA

  • Written by:

Recuperação deverá vir em 3 ou 4 anos, diz estudo

A Kline prevê que a pandemia do Covid-19 criará o declínio mais acentuado já registrado nos mais de 60 anos em que acompanha o mercado de cosméticos e produtos de higiene pessoal dos EUA. Até o momento, a queda de 0,8% em 2009, durante a última recessão é o maior declínio de mercado já registrado pela Kline, seguido por uma queda notável de 0,3% no mercado em 1991 durante outra recessão.

Previamente previsto para crescer 3,8% ao ano até 2023, a Kline revisou suas previsões para o mercado de US $ 75 bilhões dos EUA devido ao desenrolar da crise. Novas previsões, publicadas pela empresa na semana passada, indicam um declínio de 2,5% em 2020 como o resultado mais provável, com o melhor cenário refletindo um ganho de 1,5% e o pior cenário, uma queda de 8,1%.

“Dada a situação sem precedentes que está se desenvolvendo globalmente, tanto como uma crise de saúde quanto financeira, não é de surpreender que o mercado de beleza tenha seu pior desempenho agora”, diz Carrie Mellage, vice-presidente da Consumer Products Practice da Kline. “Mesmo o nosso pior cenário de -8% provavelmente não pareça muito acentuado, considerando os dias sombrios que todos vivemos, mas existem categorias essenciais suficientes no mix para manter o mercado estável”.

A análise de previsão da Kline agrupa categorias de beleza em quatro grupos:

• Categorias de resgate, como desinfetantes para as mãos e sabonetes líquidos para as mãos, que experimentarão níveis de pico.

• Itens básicos do dia a dia, como xampus e desodorantes, que os consumidores devem usar mais ou menos.

• Soluções calmantes, como cuidados com a pele e esmaltes, que devem diminuir em curto prazo, mas podem se beneficiar com o consumidor recorrendo a elas como um tratamento e/ou para manter ou estabelecer parte de sua rotina que ainda podem controlar.

• Categorias que podem esperar, incluindo fragrâncias e maquiagem, que deverão diminuir drasticamente durante o distanciamento social da crise da saúde e continuar a sofrer durante as consequências econômicas nos próximos anos.

“O mercado de cosméticos, sem dúvida, sofrerá em 2020 e nos próximos anos, mas esperamos que se recupere dentro de três a cinco anos, como ocorreu em todas as recessões passadas”, diz Mellage. “Em comparação com outras indústrias, o mercado de beleza é bastante à prova de recessão e seus produtos continuarão sendo desejados pelos consumidores – tanto para atender às necessidades básicas quanto para uma indulgência” Historicamente, a “teoria do batom se mostrou verdadeira, com batons (durante as quatro recessões de 1973 a 2001) e maquiagem dos olhos (na mais recente recessão de 2008-2009) apresentando um desempenho excepcional durante os períodos de recessão. Talvez desta vez também tenhamos outro vencedor no mix”, acrescenta Mellage.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Beauty Matter 06.04.2020

Agradecemos a leitura, compartilhe!

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros