Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Cosmetic Innovation - Know More. Create More.Destaque Matérias EspeciaisExpossoma se sobrepõe à genética na saúde e beleza da pele

Expossoma se sobrepõe à genética na saúde e beleza da pele

  • Written by:

Pesquisa e desenvolvimento de novos produtos devem cada vez mais reforçar abordagem dos fatores ambientais e de estilos de vida

Por Estela Mendonça

A primeira vez que o termo expossoma foi em 2005, no artigo Complementing the Genome with an “Exposome”: The Outstanding Challenge of Environmental Exposure Measurement in Molecular Epidemiology, de Christopher Wild, da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, da Organização Mundial da Saúde. O objetivo do Dr. Wild e equipe era identificar possíveis fatores ambientais e predição de doenças, como câncer.

Segundo Carlos Praes, CIO da Innovabeauty e membro do Conselho Científico-Tecnológico do ABIHPEC, antes dessa pesquisa acreditava-se que a saúde humana, física ou mental e o processo de envelhecimento do organismo, incluindo pele e cabelo e os distúrbios relacionados, como acne, ressecamento, vermelhidão e caspa –  eram pré-definidos pela herança genética. “Porém Dr. Wild ampliou o conhecimento científico e nos permitiu compreender que o ambiente exerce uma influência até 75% sobre a genética, com 25%”.

Carlos Praes, CIO da Innovabeauty e membro do Conselho Científico-Tecnológico do ABIHPEC

Praes acrescenta que muitos achados na pesquisa orientaram a medicina para várias terapias. “No nosso campo de atuação, conseguimos observar que fatores como microbioma, em especial para fungos e bactérias, umidade relativa do ar, temperatura e poluição do ar, são os principais fatores que afetam a saúde da pele ou do cabelo de uma pessoa”, explica, citando como exemplo pessoas que convivem em um ambiente com gatos e cachorros e que apresentam microbioma da pele com um perfil muito próximo ao desses animais. “Também já sabemos que as estações climáticas apresentam condições mais ou menos favoráveis para alguns microrganismos no meio ambiente, ocasionando maior índice de problemas na pele, como alergias, acne ou descamações. Portanto, é inevitável, querer pesquisar soluções para o consumidor relacionadas ao microbioma, sem a compreensão do expossoma”.

O especialista acredita que o aprofundamento dos estudos sobre o expossoma trará impactos significativos na vida das pessoas e no processo de lançamento de novos produtos. “Temáticas como lançamentos globais, produtos de massa e soluções multifuncionais deverão ser questionadas cada vez mais. Afinal, agora sabemos que se nosso consumidor é afetado pelo ambiente que ele vive, assuntos como customização, geocosmética, economia circular e análises genéticas, aliadas à cosmetologia, parecem ser temas portadores de futuro e sustentam a verdadeira inovação disruptiva”, completa Praes, que será um dos palestrantes do Dermocosmetics Summit, evento  que será realizado nos dias 15 e 16 de setembro.

Vida urbana

Renata Guberfain, diretora de Vichy, marca da Divisão de Cosmética Ativa da L’Oréal Brasil, explica que expossoma é o conceito cientifico que representa a soma de todos os fatores internos e externos a que nós somos expostos de forma repetitiva e que influenciam a saúde, o organismo e a pele. Os principais fatores fatores do expossoma são raios UVs, poluição, variações do clima, estresse, fadiga, tabaco, nutrição e variações hormonais. “Muitos desses fatores estão profundamente ligados à vida nas grandes cidades e os hábitos urbanos, que levam ao enfraquecimento das defesas naturais da pele e aceleram o seu envelhecimento”.

 

Renata Guberfain, diretora de Vichy

“A Vichy, como marca expert em skincare e que promove o avanço científico, acredita que o estudo do expossoma é fundamental para entender seus impactos na saúde da pele como um todo”, afirma Renata. Segundo ela, na visão da marca, além dos fatores genéticos, também influenciam na qualidade e na saúde da pele os fatores comportamentais e os hábitos de vida (qualidade do sono, estresse, nutrição, práticas de atividades físicas), bem como os fatores ambientais (exposição aos raios UVs, poluição/fumaça, clima e outros) e os fatores hormonais (menopausa e puberdade). “Por isso, a marca se dedica à pesquisa deste território científico único e propõe uma visão mais integrativa da saúde da pele”.

Fonte: Vichy

A executiva conta que Vichy busca desenvolver seus produtos com foco em atender a consumidora urbana, que tem a qualidade da sua pele impactada por todos esses fatores. Até os testes de produtos são feitos com voluntárias que estão expostas diferentes condições de expossoma, por exemplo, com nutrição desregrada, expostas a poluição e tabaco e variações hormonais. “O produto mais icônico da linha, Mineral 89, foi o primeiro produto pensado especialmente para ser um aliado da consumidora contra os danos do expossoma, fortalecendo a barreira da pele contra os fatores internos e externos. Por meio de uma formulação única com 89% de água vulcânica de Vichy + ácido hialurônico, ele entrega benefícios como preenchimento, hidratação e luminosidade”, garante.

Vichy Mineral 89, o primeiro focado no expossoma

Buscando aprofundar o desenvolvimento científico relacionado ao expossoma, desde 2016, a Vichy realiza o concurso anual Exposome Grant, que está com as inscrições abertas até 1º de fevereiro de 2021 e que este ano vai premiar os vencedores com três bolsas regionais de pesquisa científica no valor de 15 mil euros. Pesquisadores brasileiros também podem concorrer. Mais informações no site do concurso: https://www.vichy.com/vichygrant.

Molécula de micro sinalização

Também focado no expossoma, o novo Complexo Advanced Night Repair Synchronized Multi-Recovery, da Estée Lauder, lançado este mês, traz a tecnologia Chronolux Power Signal, recém-desenvolvida, que apresenta um ativador de molécula de micro sinalização com patente pendente, feito de uma mistura de extrato de levedura, peptídeo e ingredientes vegetais, que potencializa os processos de renovação celular e produção de colágeno da pele, combatendo vários sinais de envelhecimento e protegendo a pele dos agressores ambientais.

A nova fórmula tem o respaldo de anos de pesquisa epigenética liderada pela vice-presidente de Biologia da Pele e Bioativos de Pesquisa e Desenvolvimento Global da Estée Lauder, Nadine Pernodet. A pesquisa foi inspirada por Paolo Sassone-Corsi, diretor do Centro de Epigenética e Metabolismo da Universidade da Califórnia, que morreu em 23 de julho, pouco antes do lançamento.

Sassone-Corsi também defendia que apenas 25% do envelhecimento eram influenciados pelos fatores genéticos: “Dentro de uma certa capacidade biológica, somos capazes de ‘decidir’ o que somos e como envelhecemos graciosamente”, disse antes de seu falecimento. “Nosso DNA não é nosso único destino. Em outras palavras, não estamos programados para sempre para ser o que está escrito em nosso DNA. Acreditamos que apenas cerca de 25% do envelhecimento é predeterminado por seus genes e 75% ou mais é influenciado por fatores ambientais e de estilo de vida. Portanto, podemos afetar nosso metabolismo, o comportamento de nosso corpo e até mesmo nossa pele – dependendo das escolhas de estilo de vida”.

Advanced Night Repair Synchronized Multi-Recovery, da Estée Lauder

Impulso a inovações

Mesmo que não ganhe destaque nos rótulos dos produtos, o expossoma é o que vem impulsionando as mais recentes inovações no mercado cosmético. O recém-lançado Sérum Antirrugas Feminino Meiskin Swiss traz o ingrediente Peptídeo Botulínico – componente derivado da toxina botulínica. Com a tecnologia a NanoTPC (Nanotecnologia de Penetração Celular), o peptídeo botulínico atinge as camadas da derme, estimulando o  colágeno, combatendo os sinais de envelhecimento precoce, renovando, hidratando e iluminando a pele.

Sérum Antirrugas Feminino Meiskin Swiss

A marca Vult, do Grupo Boticário, acaba de lançar sua primeira linha de tratamento para a pele, que traz uma plataforma de séruns com ácido hialurônico puro e vitamina C na concentração de 10%, que ajudam na produção de colágeno e no combate aos radicais livres, evitando o envelhecimento e a mantendo a elasticidade e a hidratação da pele.

Vult estreia em cuidados com a pele

Já a Eau Thermale Avène ampliou sua linha A-Oxitive, apresentando dois novos produtos: A-Oxitive Noite e A-Oxitive Olhos.  Os lançamentos são tratamentos noturnos, momento em que a pele faz seu ciclo de reparação, e atuam na correção e reparação dos danos oxidativos causados ao longo do dia, enquanto restauram as reservas fisiológicas de Vitamina A e aumentam as defesas naturais da pele para ajudar a formar um escudo contra as agressões externas e os danos oxidativos. O A-Oxitive Noite tem em sua formulação o retinaldeído, precursor direto do ácido retinoico com maior tolerabilidade, pré-vitamina E e peptídeos. A versão para os olhos é enriquecida com esqualano.

Eau Thermale Avène A-Oxitive Noite

L’Occitane en Provence relançou sua linha facial Immortelle Precieuse com uma nova dupla de ingredientes: o óleo essencial de Immortelle, conhecido por possuir propriedades antioxidantes e antissinais, ajudando a aumentar a síntese de colágeno da pele, e o novo complexo dinâmico de ácido hialurônico, de baixo peso molecular, duas vezes mais eficaz do que o ácido hialurônico regular e que aumenta em até quatro vezes a produção natural de ácido hialurônico da pele.  Alguns produtos da linha auxiliam na aceleração do ritmo renovação celular da pele que, a partir dos 30 anos, começa a diminuir por causa para esta desaceleração podem ser fatores externos, como estresse, fadiga e poluição, e também internos, como genética e tempo, que fazem com que o nível de ácido hialurônico natural diminua.

Linha facial L’Occitane en Provence Immortelle Precieuse

Veterana no mercado, a Base Líquida Protetora Make B. Hyaluronic do Boticário foi a primeira do mundo a contar com FPS 70 e Ácido Hialurônico de última geração, prometendo proteger da luz azul por meio de uma fórmula altamente tecnológica, que utiliza filtros físicos com característica de reflexão para evitar que essa radiação chegue até a pele. A adição de ativos antioxidantes na fórmula prebiótica, como o acetato de tocoferol, também oferece um grande potencial para neutralizar os radicais livres induzidos pela radiação.

“Enquanto o ácido hialurônico comum apenas promove hidratação, manutenção da água e viscosidade da pele, a versão vetorizada que utilizamos na fórmula auxilia na proteção contra a desaceleração da produção de colágeno, combate os radicais livres, redução de linhas e rugas, além da melhora na textura da pele. A proteção contra a luz azul torna seu uso importante mesmo dentro de casa”,  afirma Gustavo Dieamant, gerente de Maquiagem do Boticário.

Base Líquida Protetora Make B. Hyaluronic do Boticário

Saúde é beleza

Flávia Zanella, gerente de marketing de Beauty Actives para a América Latina da Croda, lembra que, nos últimos dois ou três anos, a nova megatendência “saúde e bem-estar” se desenvolveu e conquistou seu espaço no mercado, com foco em uma abordagem mais holística, abrangendo o bem-estar espiritual e mental, além da saúde física, como a chave para a evolução das rotinas, da variedade de produtos e dos principais benefícios e reivindicações que estão sendo endossados no mercado. “Esse foco contínuo na saúde e no bem-estar implica em uma mudança de estilo de vida mais ampla e evolução de atitudes em relação aos cuidados de saúde, nutrição, beleza, atividade física e autoaperfeiçoamento geral. Nos cosméticos, esse foco é traduzido no desejo de cabelos e pele com aparência saudável, onde ‘saudável’ é o novo sinônimo de ‘beleza’”.

Flávia Zanela, gerente de marketing de Beauty Actives da Croda

“Vários produtos lançados nos últimos anos apresentam claims relacionados à saúde e são direcionados para combater os agressores, como poluição e estresse, com foco nos benefícios gerados pelos resultados no uso dos produtos, mais do que o tratamento de sinais que surgem com o envelhecimento natural”, diz Flávia, explicando que o expossoma da pele é definido como a totalidade das exposições ambientais ao longo da vida que podem induzir ou modificar várias condições da pele.

A executiva reforça que o combate aos efeitos da poluição digital na pele ainda é um tópico importante na indústria da beleza e foi reforçado durante a quarentena. “Receber o estresse da luz azul durante a noite pode alterar o ritmo circadiano e afetar a qualidade do sono e os processos de recuperação e regeneração que ocorrem durante a noite”.

Um lançamento da Sederma, o Synchrolife™, luta contra os danos causados ​​pelas radiações de luz azul com efeito protetor e reparador. “No nível celular, ressincroniza a produção de marcadores do ritmo circadiano (proteína period2 e melatonina), ajudando a reduzir vários sinais de fadiga, como olheiras, bolsas sob os olhos, linhas finas e rugas, desidratação, flacidez, rugosidade e falta de luminosidade da pele”.

A questão hormonal também é um alvo que deve ser considerado, segundo Flávia, já que a pele é um dos principais alvos dos hormônios. Eles exibem uma ampla gama de atividades biológicas na pele e diminuem com o avanço da idade, influenciando o envelhecimento da pele. “Há quase um bilhão de mulheres com mais de 50 anos em todo o mundo com necessidades específicas de cuidados pessoais”, frisa, citando um estudo de consumidor feito pela Croda, Sederma e Crodarom, que identificou a flacidez da pele como um dos principais sinais de envelhecimento, acentuados pelo declínio hormonal na menopausa.

Feminage™ é o mais novo lançamento da Sederma. Trata-se de um ingrediente ativo antienvelhecimento especialmente dedicado a essas mulheres que sofrem perda de elasticidade e firmeza da pele causada por eventos de glicação e oxidação, relacionados ao declínio estrogênico”. Avaliações clínicas extensas demonstraram a eficácia visível e significativa do Feminage™ na pele de mulheres caucasianas e chinesas, melhorando a elasticidade e a firmeza, enquanto suaviza as rugas, resultados associados à maior qualidade do tecido elástico e à preservação da vitalidade dos fibroblastos.

Luz azul desregula 3 mil genes

A luz visível emitida pelas telas de smartphones, tablets e laptops age como estresse ambiental adicional na pele. Essa emissão foi medida com precisão pela Gattefossé. “Constatamos que ela desregula a expressão de quase 3 mil genes, sendo a maioria relacionada com a mitocôndria, responsável pela síntese de ATP e respiração celular, e com o citoesqueleto, responsável pela comunicação e mobilidade celular. Também vimos que a expressão dos genes COL1A1 e COL1A2, responsável pela síntese de colágeno, é diminuída com a exposição das luzes digitais”, explica Larissa Reischl, coordenadora técnica e de marketing da Gattefossé.

Exposição à radiação visível desregula a expressão de quase 3 mil genes

“Além de ajudar a preservar a síntese de colágeno, testes mostram que o Energinius® atua na proteção da mitocôndria e do citoesqueleto. Fortemente reforçada, a pele é visivelmente revitalizada e os sinais de fadiga desaparecem”. Desenvolvido a partir do ginseng indiano, conhecido como Ashwagandha pela medicina Ayurvédica, é considerado um adaptógeno, ou seja, tem capacidade de aumentar a resposta defensiva do organismo ao estresse.

Proteção na expressão dos genes COL1A1 e COL1A2 com EnergiNius™

Outro aspecto levantado por Larissa é que os agressores externos prejudicam o microbioma natural da pele. Novos testes realizados com o emulsionante da Gattefossé Emulium® Mellifera MB, mostram que ele é “microbiome  friendly”, ou seja respeita o microbioma  da pele.

Larissa Reischl, coordenadora técnica e de marketing da Gattefossé

O Emulium® Mellifera MB é um emulsionante O/A natural. “Costumamos chamá-lo de um ativo que emulsiona, devido aos benefícios comprovados em tantos testes clínicos que realizamos”, ressalta, elencando alguns deles: adaptação a diferentes tipos de climas e peles, hidratação por corneometria e perda de água transepidérmica, efeito antipoluição, efeito calmante em peles sensíveis e, mais recentemente, preservação do microbioma da pele.

Larissa explica que o impacto de uma formulação com o emulsionante natural na microbiota da pele, foi testado usando a técnica do teste de SWAB e fazendo a análise por PCR. Realizado em 31 voluntárias de pele seca, das quais foi retirada uma amostra do DNA genômico bacteriano presente na pele da face para identificação das bactérias presentes (quantidade e espécies). As voluntárias receberam um creme contendo 4% de Emulium® Mellifera MB para usar duas vezes ao dia. Após 28 dias de tratamento, o teste de SWAB foi repetido e não foram constatadas alterações na microbiota, através da análise por PCR.

Conservação dos 5 principais filos de bactérias da pele com Emulium® Mellifera MB

Múltiplas exposições

“O expossoma é uma realidade em pleno curso e não mais uma promessa, representando uma mudança de paradigma do conceito de fazer ciência, saindo do binômio ‘exposição única – desfecho’ para o reconhecimento definitivo de que a saúde, associada ao bem estar e à beleza, são impactados por múltiplas exposições”, reforça Daniella Lopes Francischetti, gerente de marketing da Solabia.

Daniella Lopes Francischetti, gerente de marketing da Solabia

Daniella lembra que a pele é o maior órgão do corpo humano, sendo a “comissão de frente” do expossoma, pois recebe os raios UV, fumaça de cigarro, poluição, mudanças de temperatura, além de refletir as deficiências e inadequações dietéticas e nutricionais, assim como a falta de sono e as doenças como diabetes e eczemas. “Como é um órgão inteligente e multifuncional, abrange as barreiras física, hídrica, antioxidante, fotoprotetora e antimicrobiana, dentre outras. Assim, a função dos cosméticos é fortalecer estas barreiras, não permitindo que entrem em colapso com as influências ambientais, levando ao indesejado envelhecimento precoce”, explica.

Como os fatores externos específicos são múltiplos, muitas também são as formas de minimizar seus impactos na pele. Daniella destaca alguns ativos da Solabia com foco no expossoma, entre eles o prebiótico BIOECOLIA® e o posbiótico ECOSKIN®, que reforçam a barreira antimicrobiana, evitando o surgimento de disbioses, como acne, dermatite atópica, entre outras resultantes do desequilíbrio do ecossistema cutâneo, causado por fatores intrínsecos e extrínsecos. Estimulam também a produção dos peptídeos antimicrobianos beta-defensinas 2 e 3.

Outro destaque é o POLLUSTOP®, ativo que, devido à sua propriedade de matriz não oclusiva, age como uma barreira contra a poluição atmosférica, radiação ultravioleta e doméstica (agentes químicos), limitando danos como, por exemplo, estresse oxidativo, inflamação, toxicidade celular e mitocondrial, que causam o envelhecimento precoce. Pode atuar também nos cabelos como formador de filme, prevenindo a alteração da fibra capilar pela poluição oxidativa.

O INVINCITY®, polissacarídeo marinho rico em fucoidana, age tratando os danos já provocados pela poluição. “Atua no envelhecimento urbano por regular a atividade da via AhR envolvida no controle da proliferação celular, inflamação e melanogênese e também reduz a oxidação das proteínas. Consequentemente, limita a desidratação e previne e corrige manchas e vermelhidão da pele induzidas pela poluição”, afirma.

Daniella também cita o BLUESHIELD®, ativo vegetal padronizado no carotenoide capsantina, que possui potente atividade antioxidante, protegendo o DNA da foto oxidação e o colágeno da degradação, além de atividade de filtro fotoprotetor das opsinas da pele. Voltado a combater e proteger contra os danos da luz azul, ele reduz a hiperpigmentação e as rugas visíveis, protegendo o ritmo circadiano da pele.

“Já FUCOGEL®, referência multifuncional no mercado cosmético, possui propriedades sensoriais e fornece rapidamente para a pele a sensação de bem-estar”, ressalta, explicando que sua ação anti-aging se dá pelo estímulo da Sirtuína-1, que é um marcador chave da longevidade da célula, também chamada “proteína da juventude”, devido a sua função essencial no controle de processos fisiológicos incluindo o reparo do DNA, resistência ao estresse oxidativo e morte celular.

Prevenção de impactos

“Se pensarmos friamente, o simples ‘estar vivo’ e se expor ao ar livre afeta as condições da pele e dos cabelos. O fotoenvelhecimento e a hiperpigmentação, por exemplo, são causados por exposição crônica aos raios ultravioleta. Além disso, poluição, alterações hormonais da idade e até desnutrição também podem causar distúrbios inflamatórios”, analisa Fernanda Soro, gerente de marketing Latam da Sensient Cosmetic Technologies & Fragrances.

Para Fernanda, mais do que mascarar e amenizar os danos causados pelo expossoma, a indústria cosmética deve, sobretudo, auxiliar na prevenção. Ela destaca a linha de ativos botânicos NATPURETM XTRA, que trata os impactos do expossoma, como a formação de manchas, rugas, flacidez e outros sinais do envelhecimento precoce, ressaltando que a linha conquistou a premiação internacional PCHi Fountain Awards 2020, na categoria  “Reparação da Barreira de Pele”. “Trata-se de uma premiação catalisadora para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras em ingredientes cosméticos, pois avalia criteriosamente a inovação científica e tecnológica e perspectivas de aplicação no mercado”.

Fernanda Soro, gerente de marketing Latam da Sensient

Com uma cadeia de produção rastreável e sustentável, os ativos da linha NATPURETM XTRA são extraídos pela metodologia patenteada Phytoclean™, que utiliza 100% de água purificada, resultando em ingredientes ativos com maior atividade biológica do que em qualquer outro processo de extração.

A linha conta com NATPURETM XTRA LONGEVITY, obtido do chá verde do Quênia, que protege contra o estresse oxidativo e hidrata a pele seca, sendo tão eficaz quanto a vitamina E na proteção contra danos externos, como exposição aos raios UV, mantendo a pele com aparência jovem. O NATPURETM XTRA INTEGRITY, extraído da guayusa do Equador, equilibra a sensibilidade cutânea e diminui a inflamação causada por substâncias irritantes físicas ou químicas externas, sendo especialmente eficaz para peles sensíveis. Já o NATPURETM XTRA VITALITY, derivado do alecrim da Uganda, forma um escudo antipoluição que protege a pele contra danos causados por matéria particulada, COVs, metais pesados e outros poluentes urbanos, reforçando a barreira protetora da pele, agregando vitalidade.

O mais recente lançamento é o NATPURETM XTRA ETERNITY. Derivado do cacau de Uganda, o ativo protege contra os sinais do envelhecimento, fortalecendo os sistemas de proteção natural da pele, reduzindo os efeitos do estresse oxidativo, aumentando a hidratação cutânea e reduzindo linhas finas e manchas, sendo ideal para peles maduras.

A Sensient também oferece uma nova geração de extratos naturais, NATPURE® XFINE, que promove “cor e tratamento” simultaneamente. “Cada cor é extraída de frutas ou vegetais, que são ricos em antioxidantes que atuam no combate ao envelhecimento cutâneo e protegem a pele de agentes agressores externos, como poluição, radiação infravermelho e a fotossensibilidade.

A linha é solúvel em água e dispersível em óleo, sendo adequada para uso em maquiagem, cuidados com os cabelos e pele. Composta por tons de vermelho (beterraba, rabanete e batata doce roxa) produzidos a partir de antocianinas e betacianinas, amarelo (do açafrão) que também é um “adaptógeno” anti-inflamatório, e o azul (da espirulina) para efeito detox. “Com todas as cores primárias, formuladores podem misturar e criar infinitas cores”, garante Fernanda.

Multifuncionalidade agora é regra

Com a abordagem do expossoma, a empresa de pesquisas Factor-Kline acredita que a busca pela multifuncionalidade atinja seu nível mais elevado. Anos atrás, era considerado multifuncional o ativo que, além de hidratante, traria mais benefícios à pele. A proteção contra a poluição e a luz azul, anteriormente consideradas benefícios adicionais, agora também são consideradas funcionalidades básicas de um produto para cuidados faciais.

“Hoje, a multifuncionalidade é encontrada precisamente na complementação desse efeito protetor sobre a pele, mais especificamente, produtos que atuam no expossoma. Com base nisso, ativos antioxidantes que protegem a pele dos danos causados por esses fatores são fundamentais para o desenvolvimento de qualquer formulação facial”, reforça Juliana Bondança Pereira, gerente de projetos da Factor-Kline.

Comments are closed.

Parceiros 2020

Home

Categorias

Nossos Portais

Parceiros